06/01/2014 20h05 - Atualizado em 06/01/2014 21h21

Intel apresenta tecnologia que quer acabar com teclado e mouse no futuro

Fabrício Vitorino
por
Da CES 2014

A Intel apresentou na CES 2014 uma câmera 3D para ser embutida em diversos dispositivos, e o recurso RealSense, que tem como proposta entender os gestos e a voz do usuário, para que cada vez menos precisemos de teclados e mouses ao interagir com a máquina.

A apresentação começou com uma amostra da evolução dos computadores, e as quebras de paradigmas ao longo dos anos. Mooly Eden, showman e vice presidente da Intel, citou a Lei de Moore para mostrar que estamos a beira de uma revolução e compara os processadores atuais com o cérebro humano. "Em doze anos, teremos mais poder de processamento em termos de transístores do que o cérebro humano", disse Eden.

Realidade aumentada é uma das formas de interação usando o RealSense (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Realidade aumentada é uma das formas de interação usando o RealSense (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)


Saiba tudo o que está rolando na maior feira de eletrônicos do mundo, a CES 2014

Para Eden, o futuro será conectado e intuitivo. Na visão da Intel, celulares e tablets chegaram e se juntaram ao computadores numa revolução que poderá chegar em aparelhos que estarão sempre conectados, com o usuário e com outros dispositivos. Além disso, não precisaremos de manual, bastará chegar e usar o aparelho, sem problemas.

Mooly Eden comandou o show na apresentação da Intel (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Mooly Eden comandou o show na apresentação da Intel (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)


Câmera 3D

Depois desse discurso inicial sobre inovação, Eden começou a apresentar, de fato, o que a Intel trouxe de novidade para a CES 2014. A Embebbed Camera 3D, como o nome sugere, é uma câmera 3D, com estrutura bem fina, para ser acoplada aos novos tablets, notebooks e ultrabooks que sairão em breve das fábricas. Antes de trocar de assunto, Eden mostra no telão as várias empresas que já aderiam à nova tecnologia.

Intel RealSense

No segmento de sua apresentação, Mooly Eden abordou o tema computação perceptiva, para demonstrar a tecnologia Intel RealSense. Para a empresa, esta tecnologia tem o poder de reconhecer tudo o que o usuário fizer no ambiente, reconhecendo gestos e voz de forma a criar uma interação natural com o dono do dispositivo. Seria como um "Kinect mais avançado".

Jogar games sem controles é uma das aplicações do RealSense (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)Jogar games sem controles é uma das aplicações do RealSense (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)


Foblet: essa moda pega? Participe do debate e dê sua opinião no Fórum.

Em uma das formas de divulgar esta tecnologia, no palco, os olhos da apresentadora foram utilizados para navegar pelo Google Street View, mexendo-os de um lado para outro para revelar as ruas ao seu lado e novos detalhes no mapa.

Logo depois, um assistente de voz chamado Dragon, funciona no Windows assim como a Siri roda no iPhone e o Google Now nos celulares com Android. Na demonstração, o apresentador pediu um tipo de restaurante específico o assistente mostrou o resultado de uma busca no aplicavo do Yelp. Ao pedir para tocar música do Elvis, o Dragon Assistant abriu o Spotify e reproduziu a canção automaticamente.

Antes de encerrar sua conferência na CES, a Intel fez uma longa lista de demonstrações com realidade aumentada, utilizando programas infantis, musicais e games, onde o controle seria a própria mão do usuário.

A realidade aumentada é uma grande aposta da Intel para esta nova tecnologia (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)A realidade aumentada é uma grande aposta da Intel para esta nova tecnologia (Foto: Fabrício Vitorino/TechTudo)


A rigor, nenhuma grande inovação foi apresentada no ramo da tecnologia, pois todos esses recursos já foram usados em outros produtos do mercado. O mérito da Intel está em concentrar tudo isso em um único dispositivo, e ao tentar levar isso tudo para o maior número de lares possível, traçando parcerias com as principais empresas do setor.

* Colaborou: Pedro Cardoso

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Felipe Miranda
    2014-01-08T15:19:35

    Gostaria de saber como e pelo quê a intel pretende substituir o mouse, na hora de se trabalhar aplicativos sérios como programas para desenho... Parece que só pensam em games.