Internet

16/01/2014 07h24 - Atualizado em 21/03/2014 09h00

Dian Fossey recebe homenagem em Doodle do Google no 82º aniversário

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

A zoóloga Dian Fossey, famosa pelo estudo do comportamento de gorilas por cerca de duas décadas na África, é a homenageada desta quinta-feira (16) no Doodle do Google. Na página incial do buscador, o Doodle mostra Fossey próxima dos gorilas, protagonistas do famoso livro “Gorillas in the Mist” (Nas montanhas dos Gorilas), de 1983, sobre sua história e trabalho científico que virou filme em 1988.

Game: divirta-se com um macaco “alucinado” em Banana Kong!

Muito comuns entre os registros fotográficos da zoóloga, as cenas de carinho e proximidade com os primatas também foram reproduzidas no Doodle do Google.

Google tem novo Doodle nesta quinta-feira (Foto: Reprodução/Google)Google tem novo Doodle nesta quinta-feira em homenagem a Dian Fossey (Foto: Reprodução/Google)

Formação acadêmica

Nascida em 16 de janeiro de 1932, na Califórnia, Fossey estudou biologia na Universidade da Califórnia contra a vontade de seu padrasto, que desejava que ela fizesse um curso na área de negócios. Mesmo sem a ajuda financeira dos pais, ela investiu na carreira, mas trocou de curso, para o de terapia ocupacional na Faculdade de San José, onde se formou no ano de 1954.

No entanto, foi mesmo com animais que ela acabou trabalhando. Em 1963, pegou um empréstimo de US$ 8 mil para passar uma semana na África. Lá, ficou apaixonada pela pesquisa de fósseis e pelo contato com os bichos. Especialmente os gorilas, com quem o zoólogo americano George Schaller havia começado série de estudos alguns anos antes.

Fosey estudou com os gorilas na África (Foto: Reprodução/Biografie Online)Dian Fossey acompanhou a rotina dos gorilas na África (Foto: Reprodução/Biografie Online)

Dian Fossey África

Depois deste período, publicou artigos em um jornal de Louisville, onde morava, sobre a sua visita à África. Três anos depois, incentivada por um outro pesquisador que conheceu no continente africano, ela resolveu retornar para realizar novos estudos. A zoóloga chegou ao Congo em 66, em meio a uma guerra civil, e sofreu muitas dificuldades para fazer seu trabalho.

Vídeo: filhote de macaco se diverte com iPhone

Afeiçoou-se mais aos macacos, especialmente os gorilas, e se tornou uma fiel batalhadora pelos direitos dos animais e da fauna africana, vítima de caças impiedosas na região. Participou também de diversos projetos contra a exploração animal e, em 1983, lançou seu famoso livro “Gorillas in the Mist”, que mistura a sua prórpia história com o estudo científico no Karisoke Research Center - fundado por Fossey em 1967 em Ruanda.

Assassinato em Ruanda

Sua morte foi alvo de muitas especulações. Em 26 de dezembro de 1985, a pesquisadora foi encontrada morta em uma cabana nas florestas de Ruanda. Nada foi levado do local onde a zoóloga americana guardava milhares de dólares em dinheiro e equipamentos eletrônicos. Acredita-se que ela tenha sido assassinada, e não vítima de um assalto no local. Três anos depois, em 1988, seu livro sobre os primatas foi transformado em um filme, com o mesmo nome da publicação.

"Entre todos os pesquisadores que trabalharam no continente africano, eu me considero um dos mais afortunados por causa do privilégio de ter podido estudar o gorila da montanha", escreveu Fossey no prefácio de seu livro. "Espero profundamente que eu tenha feito justiça às memórias e observações acumuladas ao longo dos meus anos de pesquisa do que eu considero ser o maior dos grandes primatas".

Cartaz do filme Gorillas in the mist (Foto: Divulgação/Pantip)Cartaz do filme Gorillas in the mist (Foto: Divulgação/Pantip)


Hoje, cerca de 30 anos após escrever essas palavras, não há dúvida de que o seu trabalho tenha feito toda a diferença para a sobrevivência e preservação de famílias de gorilas da montanha em Ruanda. 

A luta de Dian Fossey foi vivida no cinema pela premiada atriz norte-americana Sigourney Weaver. O drama, dirigido por Michael Apted, remonta os anos em que se dedicou à preservação dos gorilas da montanha, ameaçados de extinção pela caça indiscriminada. No filme biográfico, Fossey usa todos os meios possíveis para protegê-los, mas a causa se tornou uma obssessão que nem mesmo Bob Campbell, fotógrafo com quem se envolveu, consegue fazê-la desistir.

História de Dian virou livro (Foto: Reprodução/Stargazete)História de Dian Fossey e dos gorilas da montanha virou filme (Foto: Reprodução/Stargazete)

Infelizmente, o local onde centro de pesquisa foi instalado e até mesmo a cabana usada por Fossey foram destruídos completamente nos anos que sucederam sua morte durante uma guerra em Ruanda. Atualmente, porém, seu trabalho é extremamente reconhecido e a preservação dos gorilas se tornou um assunto em pauta na África.

Sua fundação, Dian Fossey Gorilla Fund International, continua trabalhando para manter a vida selvagem do local segura. O grupo agradeceu a homenagem ao Google e divulgou a homenagem na sua página no Facebook. "Em homenagem ao que teria sido o aniversário de 82 anos de Dian Fossey, em 16 de Janeiro de 2014, o Google criou um novo Doodle", celebraram os zoólogos.

Via Gorillafund.org

Qual o melhor Doodle do Google? Relembre e comente no Fórum do TechTudo.

 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Cloud Strfe
    2014-01-16T17:22:38

    Graças ao Google que pessoas ignorantes (como eu) passam a conhecer grandes feitos da humanidade

  • Patricia Schmidt
    2014-01-16T17:06:47

    O filme Instinto de com Anthony Hopkins também fala dos Gorilas, é lindo!

  • Gilbert Derossi
    2014-01-16T13:46:38

    Que os espíritos de luz que cuidam dos animais aqui na terra, continuem iluminando e protegendo nossos bichos, porque a tarefa é muito árdua.

  • Roberto Pereira
    2014-01-16T11:28:55

    São espíritos como este que fazem a luz da humanidade não se apagar

  • Anderson Silva
    2014-01-16T10:47:12

    Grande mulher, belíssima homenagem!