E-reader

07/02/2014 00h01 - Atualizado em 07/02/2014 12h49

Kindle estreia venda de eletrônicos online no site da Amazon Brasil

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

A Amazon, gigante do varejo online norte-americano, vai começar as vendas de produtos físicos em seu site brasileiro. A partir desta sexta-feira (7), consumidores poderão adquirir o Kindle no endereço amazon.com.br, com preços que variam entre R$ 299 a R$ 699, a depender do modelo escolhido.

Viber mira WhatsApp no Brasil; 'nosso aplicativo é melhor', diz fundador

Desde dezembro de 2012, o Kindle era comercializado somente por parceiros da Amazon em território nacional, como Ponto Frio, Extra e Girafa. Até o momento, apenas a primeira tinha um link dentro do site brasileiro da Amazon, que direcionava os consumidores ao seu próprio site.

Kindle, vendido no site da Amazon Brasil, com link para o Ponto Frio (Foto: Reprodução/Amazon)Kindle, vendido no site da Amazon Brasil, com link para o Ponto Frio (Foto: Reprodução/Amazon)

Segundo o acordo, os parceiros continuarão a vender o produto normalmente. Entretanto, com o lançamento de plataforma própria de e-commerce no Brasil, a Amazon promete entregar uma experiência diferenciada ao público brasileiro, vendendo seus primeiros eletrônicos no país, começando com o Kindle Touch e o PaperWhite. O novo site, que oferece compra na plataforma da Amazon, entra no ar por volta das 9h da manhã.

“A expectativa do consumidor brasileiro com o comércio de maneira geral não é muito alta. O que queremos fazer é aumentá-la”, comenta o gerente-geral da Amazon no Brasil, Alex Szapiro.

“Meu papel e de todo mundo que trabalha na Amazon é trazer essa experiência positiva para o Brasil, e quem vai julgar é o consumidor”, completa.

Alex Szapiro, gerente geral da Amazon no Brasil (Foto: Divulgação/Amazon)Alex Szapiro, gerente geral da Amazon no Brasil (Foto: Divulgação/Amazon)

Um exemplo dessa experiência é o pré-registro do Kindle no momento da compra. Ao conectar o aparelho ao Wi-Fi, ele baixa automaticamente toda sua biblioteca de livros caso você tenha e-books comprados pelo aplicativo do Kindle em desktops Windows, Macs, Android e iOS (Apple).

A proposta da companhia para 2014 é, além de incentivar a compra de seus produtos no e-commerce, expandir seu leque de parceiros para que o leitor digital esteja disponível em cada vez mais lugares, como pontos de exposição do gadget em livrarias.

Mas, ao menos por enquanto, a Amazon não oferece outros produtos em seu site brasileiro à exceção do Kindle e dos livros digitais. Porém, a empresa deixa claro que a intenção é sempre disponibilizar a maior parte possível de seu extenso portfólio de produtos em todos os países em que atua.

Livraria da Vila, em São Paulo, exibe Kindle em vitrine para o leitor digital (Foto: Divulgação/Livraria da Vila)Livraria da Vila, em São Paulo, exibe Kindle em vitrine para o leitor digital (Foto: Divulgação/Livraria da Vila)

Os modelos Kindle Touch, Kindle Paper White e Kindle PaperWhite 3G custarão R$ 299, R$ 479 e R$ 699, respectivamente. Os valores podem ser pagos em até 12 vezes sem juros, sem adição de IOF, no endereço amazon.com.br.

Livros em português

Ao lançar sua loja oficial, a Amazon também divulgou números atualizados de seu catálogo de livros digitais em português. De cerca de 13 mil livros em português em 2012, quando chegou ao Brasil, o acervo nacional de cópias digitais já alcançou mais de 28 mil títulos.

Já a quantidade de livros gratuitos dobrou, passando de 1500 em 2012 para 2,6 mil menos de dois anos depois. A lista de livros exigida para o Fuvest/Unicamp, por exemplo, tem vários títulos disponíveis sem custos, ou por cerca de R$ 5, para quem tem um Kindle ou o aplicativo no smartphone, tablet ou computador, como “A Cidade e as Serras”, de Eça de Queiroz, “O Cortiço”, de Aluísio de Azevedo e “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis, e o título grátis “Viagens na Minha Terra”, de Almeida Garret.

A tendência de crescimento é a mesma para as listas de best sellers nacionais, cuja maioria já está disponível para compra online na loja virtual.

“O crescimento que estamos vendo no Brasil é vertiginoso. Nós queremos ter a certeza de que estamos trazendo a melhor experiência de compra para o consumidor brasileiro, pois estamos com as melhores ofertas, a melhor seleção de livros, agora o melhor canal de vendas”, explica o líder da Amazon Brasil.

Quais os melhores sites para compras online? Opine no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Wander Neto
    2015-08-02T11:45:07

    Concordo.

  • Leonardo Poliva
    2014-02-07T13:29:04

    Só espero que não coloquem brasileiro para gerenciar a Amazon daqui, pq senão não será nada além, de mais uma loja online com péssimo atendimento, como são todas as outras lojas no Brasil!