Redes sociais

14/02/2014 10h06 - Atualizado em 14/02/2014 13h29

Viber é comprada por gigante japonesa; WhatsApp está na mira

Melissa Cruz Cossetti
por
Da redação

O Rakuten, serviço de comércio eletrônico japonês, oficializou a compra do popular aplicativo de mensagens instantâneas Viber nesta sexta-feira (14). Em um acordo de US$ 900 milhões, a empresa de e-commerce, que oferece 40 tipos de serviços online, expande as suas atividades também para a área de comunicação por VoIP e softwares.

Viber mira WhatsApp no Brasil; 'nosso aplicativo é melhor', diz fundador

Viber (Foto: Divulgação/Viber)Viber foi comprado por gigante japonesa de e-commerce (Foto: Divulgação/Viber)

Atualmente, a base de usuários registrados no Viber chega aos 300 milhões. Com a sua aquisição, a empresa japonesa fará a junção de IDs do Viber e do Rakuten, aumentando a base para 500 milhões usuários.

O TechTudo entrou em contato com a assessoria para tentar esclarecer as mudanças que poderão ocorrer no Viber, mas a empresa se limitou a responder que "neste primeiro momento, a Rakuten optou por não divulgar mais detalhes".

O Rakuten é um gigante do e-commerce no Japão, que oferece serviços como compras, exibição de vídeos online e diversos outros serviços. Mira em múltiplas ofertas de conteúdo digital combinadas aos seus serviços de plataforma de e-commerce e finanças, a empresa tenta se expandir pelo mundo para manter-se forte no mercado. A aquisição do Viber é perfeita para isso, adicionando 300 milhões de usuários globais aos 200 milhões já cadastrados no Rakuten. "Estou tremendamente animado por dar as boas vindas ao Viber para a família Rakuten. O Viber é a melhor experiência de VoIP em qualidade, conveniência e consistência nas chamadas. Além disso, tem um mercado de adesivos e potencial enorme como também plataforma gamer", explicou o CEO da empresa japonesa, Hiroshi Mikitani.

WhatsApp ou Viber qual é o melhor? Compartilhe suas impressões no Fórum

Já o CEO e fundador da Viber, Talmon Marco, também reconhece a importância da empresa que adquiriu a sua e destaca que a parceria também pode ser boa para seus usuários. Afinal, o Viber já teve um crescimento de 120% em 2013, e isso pode ser ainda melhor nesta nova fase. "O Rakuten é uma das mais importantes companhias de Internet do mundo. É dominante no Japão e está expandindo-se globalmente muito rápido. Esta parceira nos dá uma oportunidade incrível de melhorar nosso crescimento nos mercados existentes e novos. Nossa meta é ser a plataforma de comunicação número 1 no mundo e essa parceria é um passo fundamental para isso", afirmou.

Rakuten e Viber no Brasil

Do total de usuários do Viber, 10 milhões são brasileiros. A informação foi confirmada pelo israelense criador do software, Talmon Marco, que  veio ao país para a sétima edição da Campus Party, onde palestrou e falou abertamente com a imprensa sobre os rivais e os planos de expansão.

No Brasil, a empresa já possui um escritório com três pessoas. Liderando a presença do Viber no país está o executivo Luiz Felipe Barros, que pretende superar a popularidade do WhatsApp Messenger. E não é só neles que o império da Rakuten mira: o bilionário Hiroshi Mikitani, dono da empresa de e-commerce que acaba de adquirir o Viber, já declarou para a imprensa que pretende "vencer a Amazon", sua rival e gigante americana, que também ensaia os primeiros passos no Brasil.

A Rakuten Brasil tem operações no país desde 2011, quando o grupo comprou a Ikeda, brasileira pioneira no desenvolvimento do primeiro modelo de comércio eletrônico do país. A Rakuten também fez outras recentes aquisições, como a da fabricante dos e-readers Kobo e os serviços de vídeos online Wuaki.tv e Viki.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Mateus França
    2014-02-15T22:05:46  

    O Viber é bem melhor que o WhatsApp, porém eu usa mais o WhatsApp já que quase ninguém que eu conheço usa.

    recentes

    populares

    • Mateus França
      2014-02-15T22:05:46  

      Pedro Evaristo Já foi assim, hoje o WhatsApp é listado na App Store, por exemplo, como app grátis. Eles não cobram mais essa taxa, pelo menos não mais para iPhones.

    recentes

    populares

    • Mateus França
      2014-02-15T22:05:46  

      Marcus Vieira, de fato o produto pode ser baixado gratuitamente e é GRÁTIS, porém somente durante um ano. Ele lista como grátis na App Store simplesmente porque o pagamento ocorre somente depois de decorridos 1 ano de uso, e não no ato da instalação. Note que nenhuma empresa que trabalha com mídias digitais consegue se manter no mercado sem possuir uma fonte de faturamento, é imprescindível que o acesso seja taxado ou que o mesmo exiba anúncios para custear os servidores, que são muitos!

  • Vinícius Silva
    2014-02-17T11:23:48

    Prefiro muito mais o Viber, porém apenas 5 dos meus contatos possuem ele, contra 87 dos meus contatos possuem o WhatsApp...