05/03/2014 16h00 - Atualizado em 06/03/2014 14h47

Facebook quer usar drones para ampliar acesso à rede no Internet.org

Taysa Coelho
por
Para o TechTudo

O Facebook estaria negociando a compra de drones para levar adiante o projeto Internet.org, que visa dar acesso à Internet para as cinco bilhões de pessoas que não são conectadas à rede. De acordo com fontes ligadas ao site TechCrunch, a empresa de Mark Zuckerberg está adquirindo a Titan Aerospace, empresa que constrói drones movidos a energia solar, capazes de se manterem no ar por um período de até cinco anos.

O que é Internet.org? Saiba mais sobre a empreitada de Mark Zuckerberg

O foco seria no modelo Solara 60, capaz de ficar até cinco anos sem aterrissar (Reprodução/TechCrunch)O foco seria no modelo Solara 60, capaz de ficar até cinco anos sem aterrissar (Foto: Reprodução/TechCrunch)

O investimento seria, de acordo com a fonte, de algo em torno dos US$ 60 bilhões (aproximadamente R$ 140 bilhões) e o foco seriam o modelo de aeronaves não tripulada Solara 60. A princípio seriam fabricados 11 mil unidades.

O Solara 60 funciona como uma espécie de satélite atmosférico, com a vantagem de ser muito mais barato que um satélite orbital. O modelo é capaz de fazer o monitoramento do tempo, capturar imagens da Terra ou ser usado para a comunicação, função na qual o Facebook estaria interessado.

O que são e para que servem os drones? Tecnologia invade o espaço aéreo

O  60 drone da Titan tem a capacidade de ficar até cinco anos sem aterrissar ou reabastecer. Carregada por energia solar, a aeronave conta com blocos internos de bateria que armazenam energia.

Durante o dia, elas guardam energia o suficiente para subir até 20 Km acima do nível do mar. Caso a compra da Titan Aerospace seja confirmada, a empresa passará a ser usada apenas para o projeto Internet.org, segundo a fonte.

Internet.org

Página do projeto Internet.org tem versão em português (Reprodução/Internet.org)Página do projeto Internet.org tem versão em português (Foto: Reprodução/Internet.org)

O Internet.org é uma parceria entre o Facebook e seis fabricantes do ramo da telefonia móvel (Samsung, Ericsson, MediaTek, Nokia, Opera e Qualcomm) que tem como objetivo levar acesso à rede a preços módicos aos cinco milhões de pessoas que ainda não o têm. O projeto foi anunciado em agosto de 2013, juntamente com o lançamento de uma página dedicada a ele.

“Há nove anos, estamos em uma missão para conectar o mundo. Para conectar as próximas cinco bilhões de pessoas, precisamos resolver um problema maior: a grande maioria delas ainda não têm Internet”, explicou Mark Zuckeberg ao fazer o anúncio do projeto. A ideia seria criar um novo modelo de negócios, através dos quais os usuários tenham acesso a serviços simples, como e-mail e redes sociais sem a necessidade de pagar por ele.

Especialistas especulam que a compra do WhatsApp por parte do Facebook tenha a ver com os planos de Zuckerberg para o Internet.org. Com o app, as pessoas poderiam, facilmente, trocar mensagens e fotos e compartilhariam do objetivo de tornar a Internet um local mais acessível.

Há ainda quem duvide do lado humanitário do projeto, afinal, os investimentos são altos. Muitos acreditam que Zuckerberg estaria apostando em um futuro em que todos teriam acesso a smartphones baratos e, com isso, os ajudaria a fazer parte de uma economia global.

Drones no Brasil, é verdade? Comente no Fórum do TechTudo!

Via TechCrunch

 


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares