05/06/2014 13h32 - Atualizado em 06/06/2014 11h42

Futuro? Computex tem robô que lê ‘emoção’ e expressões corporais

João Kurtz
por
Para o TechTudo

A operadora de celular japonesa SoftBank revelou, na Computex, o robô Pepper. O humanoide é capaz de reconhecer as expressões corporais de seus donos através de vários sensores de áudio, táteis e visuais.

Confira todas as novidades da Computex 2014

Robô é capaz de identificar diferenças no tom de voz do dono (foto: Reprodução/YouTube)Robô é capaz de identificar diferenças no tom de voz do dono (Foto: Reprodução/YouTube)

O robô de 1,2 m de altura e 28 kg, foi fabricado com o objetivo de maximizar a felicidade e minimizar a tristeza das pessoas, como explicou Masayoshi Son, CEO da SoftBank. O ser tem dois braços, uma base com rodas para locomoção e bateria que garante cerca de 12 horas de energia.

Em seu peito há uma tela touchscreen de 10 polegadas que pode ser usada para comunicação. "Pepper é o primeiro robô capaz de ler as emoções das pessoas", disse Son. Ele usa tecnologia de reconhecimento de voz e algoritmos para analisar os sentimentos de acordo com a expressão facial e tom da fala.

Pepper (Foto: Reprodução/YouTube)Pepper ainda não consegue entender 100% do que escuta, mas sua capacidade será melhorada com o tempo (Foto: Reprodução/YouTube)


O executivo admitiu que Pepper não ainda consegue entender 100% do que escuta, mas revelou que esta capacidade será melhorada com o tempo. A máquina opera com o sistema operacional NAOqi e conta com um mecanismo de emoções aliado a uma inteligência artificial baseada na nuvem.

Com o tempo, será possível instalar aplicativos e atualizar as funcionalidades do robozinho. No momento, ele consegue entender cerca de 4,5 mil palavras em japonês e diferenciar os tons de voz para entender a disposição de seu dono.

Já Bruno Maisonnier, CEO da Aldebaran - empresa francesa parceira na criação de Pepper - , lembra que a invenção pode ser usada para melhorar áreas como educação, saúde e entretenimento. “Nós apostamos em robôs bonitos que as pessoas vão querer em casa e são fáceis de interagir, além de serem conectados com a Internet”, acrescenta.

A principal limitação do equipamento é o deslocamento. O Pepper pode entender ordens como lavar a louça ou varrer o chão, mas devido à baixa quantidade de motores – apenas 20 – teria dificuldades para fazer tarefas que necessitem de precisão ou manipulação de objetos delicados.

O robô estará disponível nas lojas da SoftBank, em Tóquio, a partir da sexta-feira, mas sua venda só está programada para 2015 em todo o Japão. O resto do mundo deve receber o produto mais tarde, quando o Pepper já estiver programado para entender idiomas e culturas diferentes. As novas línguas, por enquanto, serão – além do japonês – inglês, francês e espanhol, com novas sendo adicionadas mais tarde.

Qual o melhor processador para trabalhar com programas gráficos? Opine no Fórum do TechTudo.

O preço sugerido é de ¥198.000 (cerca de R$ 4.391). A Softbank admitiu que não está em busca de lucro com o produto e, sim, e popularizá-lo. Os donos do Pepper terão que pagar uma taxa mensal ainda indefinida para o acesso aos serviços na nuvem e outros conteúdos via Internet podem se tornar uma fonte de renda.

A criação do Pepper é a realização de um sonho de 25 anos, admitiu Masayoshi Son. “Ele é um pequeno passo para a criação de robôs com emoções. Nossa visão é criar robôs que entendam sentimentos e ajam em relação a isso, tornando a alegria da família na própria alegria do robô”, finaliza.

Confira o vídeo que mostra o robô em ação:


Via PC World e Engadget

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares