02/07/2014 13h49 - Atualizado em 02/07/2014 13h58

Button Soccer: conheça os brasileiros desenvolvedores do jogo de botão

Pedro Zambarda
por
Para o TechTudo

Button Soccer é um jogo brasileiro que simula futebol de botão em telas sensíveis ao toque. Lançado neste ano, o game foi desenvolvido pela desenvolvedora Smyowl em parceria com a Intel. Para saber detalhes sobre este projeto e os demais, a coluna Geração Gamer conversou com Mauricio Tadeu Alegretti (38), diretor de tecnologia da startup. Confira.

Artista digital fala sobre o mercado de trabalho em games no Brasil

Empresa brasileira Smyowl resgate paixão por futebol de botão em novo game (Foto: Divulgação)Empresa brasileira Smyowl resgate paixão por futebol de botão em novo game (Foto: Divulgação)

Jogo criado “no clima da Copa do Mundo”

Mauricio joga videogame desde os 7 anos, em um Atari 2600, foi fã do Mega Drive na geração de 16 bits e gosta do Xbox 360 da geração atual, além de apostar no PS4. O diretor da startup explica que o game surgiu das paixões da companhia. “Aqui na Smyowl somos todos fãs de games, desde o tradicional futebol de botão como jogos de tabuleiro, estratégia, esportes entre outros”, explica.

Diretor de tecnologia da empresa explica os motivos por trás do Button Soccer (Foto: Divulgação)Diretor de tecnologia da empresa explica os motivos por trás do Button Soccer (Foto: Divulgação)

“Neste ano, nós fizemos a versão especial do Button Soccer para o evento Intel Sports Club, que ocorreu no começo de junho. O jogo foi pensado para computadores e tablets touchscreen, aproximando a experiência do jogo de botão real”, diz Mauricio Alegretti. Para o projeto, a empresa brasileira conseguiu uma parceria importante de uma grande companhia americana da Califórnia, especialista em chips.

Empresa californiana ajudou brasileiros a fazer futebol de botão digital para o evento Intel Sports Club (Foto: Divulgação)Empresa californiana ajudou brasileiros a fazer futebol de botão digital para o evento Intel Sports Club (Foto: Divulgação)

“Desenvolver o tradicional jogo de futebol de botão aplicado às novas tecnologias da Intel é como resgatar o divertido jogo da infância e trazer para a nossa geração. Foi um gol de placa em nossa parceria. A Intel nos deu total confiança no projeto para que ele fosse um sucesso”, afirma Mauricio, mostrando que realmente a gigante estrangeira se interessou pela iniciativa do Brasil.

Button Soccer, da Smyowl, em ação (Foto: Divulgação)Button Soccer, da Smyowl, em ação (Foto: Divulgação)

A empresa não ficou apenas no jogo touchscreen e pensaram em outras ideias de games para plataformas que envolvem redes sociais. “No clima da Copa do Mundo, além da versão especial do Button Soccer para Intel, a Smyowl lançou um divertido jogo de defesas de pênaltis, o Super Penalty. Ele já está disponível na plataforma Android e também no Facebook. Chegará para  iPhone, iPad e Windows Phone, em uma versão gratuita”, completa.

Qual é a história da empresa?

A Smyowl tem apenas dois anos de vida. Foi fundada em Sorocaba, interior de São Paulo, pelos sócios André Barros Beldi, João Paulo Barros Beldi, Mauricio Alegretti e Thais Barros Beldi. Os fundadores investiram cerca de R$ 1 milhão para começar o negócio. A startup desenvolve produtos nas áreas de games, aplicativos e e-books.

Momento do gol em Button Soccer, da Smyowl (Foto: Divulgação)Momento do gol em Button Soccer, da Smyowl (Foto: Divulgação)

Mauricio explica: “Começamos com o desenvolvimento de um jogo para o Kinect para promover uma faculdade de engenharia em Sorocaba. O resultado foi um programa com o sensor de movimento Kinect para a Microsoft que consolidou a sociedade da empresa. A Smyowl desenvolve produtos multiplataformas: Android, iOS, Windows Phone, Windows 8, Web e Natural User Interface, que é o uso de captação de movimentos através de Kinect e Intel Perceptual Computing. Fazemos produtos B2B, para negócios, e B2C, para consumidores”.

A Smyowl está em associações brasileiras de games como Abragames e Acigames, além de parcerias com Intel, Microsoft, MSN, Nokia, Lenovo e HP. Para o diretor, ele acredita que essas grandes empresas vão investir cada vez mais em jogos. “O mercado do Brasil é um dos maiores em potencial visto a quantidade de smartphones no país, mais de 40 milhões, segundo a eMarketeer”, argumenta Mauricio Alegretti.

E qual é o futuro?

“Nós brincamos na Smyowl que, apesar da ansiedade com a Copa do Mundo, nós esperamos ainda mais da feira E3 deste ano. Acompanhamos a cobertura do evento durante nossa rotina de trabalho e podemos dizer que a nova geração chegou trazendo junto consigo uma grande oportunidade para startups”, justifica Mauricio, falando sobre o futuro.

O diretor é otimista com o futuro porque os jogos independentes estão chegando em plataformas que eram mais inacessíveis em anos anteriores, principalmente no Brasil. “Hoje vemos jogos indies sendo lançados para PlayStation 4, Xbox One e até PS Vita. Além disso, vemos uma grande tendência nos jogos mobile. Os novos smartphones estão mais rápidos e melhores, o que facilita o desenvolvimento de jogos mais elaborados para este público”, finaliza.

Qual o melhor FPS online gratuito? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Vitor Fontes
    2014-07-02T22:56:05

    Imitação ridícula do Soccer Stars, quem joga o mesmo sabe do que eu tou falando... Brasileiro é cara de pau mesmo, ainda se acha o "criador".

  • Thiago Silva
    2014-07-02T15:34:26

    Bom jogo. Gostei.