21/07/2014 14h59 - Atualizado em 21/07/2014 15h17

League of Legends: Brasil domina Final Regional e coreanos desapontam

Felipe Vinha
por
Para o TechTudo

League of Legends teve as duas equipes classificadas para a Final Regional que ocorre no Rio de Janeiro, no Maracanãzinho, em 26 de julho. Os times Kabum e CNB, formados inteiramente por brasileiros, foram os vencedores de um torneio classificatório que ocorreu em São Paulo, vencendo equipes que contavam com jogadores coreanos em seu elenco, surpreendendo o público presente – agora as duas equipes pensam na possível vaga para a Final Mundial, na Coreia do Sul, além do prêmio de R$ 55 mil.

Confira nosso review completo de League of Legends

Etapa SP da Final Regional de League of Legends (Foto: Feipe Vinha)Etapa SP da Final Regional de League of Legends (Foto: Felipe Vinha)

Final disputada

A Final Regional é como a Riot Games está chamando o torneio qualificatório para que o Brasil possa tentar uma vaga no mundial. Com a etapa do Rio de Janeiro, apenas um time sairá campeão, entre Kabum e CNB, e disputará o chamado International Wildcard, contra outra equipe latino-americana, com a vaga no mundial em mente.

Equipe CNB, uma das vitoriosas do dia (Foto: Feipe Vinha)Equipe CNB, uma das vitoriosas do dia (Foto: Felipe Vinha)

O torneio realizado em São Paulo, no Espaço das Américas, contou com a presença de oito equipes, entre elas as favoritas Pain Gaming e Keyd Stars, ambas com dois coreanos entre seus jogadores, além dos outros brasileiros e igualmente talentosos, como “Kami” e “BrTT”, que somavam força às duas equipes, respectivamente. Suno e Winged, os coreanos da Keyd, eram as principais apostas, por sua conhecida força oriental focada em jogos online.

Porém, nem mesmo a presença de jogadores estrangeiros foi capaz de conter a vontade das outras equipes de estar no Mundial de League of Legends. A Kabum, que vinha de uma partida fraca das quartas de final, pegou todo mundo de surpresa ao vencer a Keyd, na semifinal, por 2×0 – em uma sequência de partidas no estilo “melhor de três”.

Alocs, o suporte da CNB no League of Legends (Foto: Feipe Vinha)Alocs, o suporte da CNB no League of Legends (Foto: Feipe Vinha)

Já a Pain decepcionou ao não jogar bem contra a CNB, que aproveitou as falhas do time adversário para dominar alguns pontos-chave do mapa. “Nosso objetivo era estar no Rio, na semana que vem, e por isso posso te dizer que queríamos muito ganhar essa partida, o hype está muito alto”, disse “Alocs”, suporte da equipe vencedora.

Ainda de acordo com a Alocs, ter a chance de jogar no Maracanãzinho, palco de tantas decisões importantes de esportes mais tradicionais, como vôlei e basquete, é algo que ele não pode descrever em palavras. “É um sonho do eSport brasileiro e de qualquer jogador profissional, de estar nesse clima, nesse ginásio gigantesco e histórico”, complementou.

Cosplayers também marcaram presença no evento (Foto: Feipe Vinha)Cosplayers também marcaram presença no evento (Foto: Feipe Vinha)

Agora, passada a etapa de São Paulo, o foco total da Riot Games no Brasil está na final no Rio de Janeiro. “Estamos agora nessa reta, só pensando no Maracanãzinho e por isso estamos totalmente com foco por lá. Depois a equipe brasileira ainda vai disputar o Wildcard lá fora, com a possibilidade do mundial em outubro, não sabemos ainda se faremos mais algum evento este ano, não posso garantir isso, pois estamos pensando só no Maracanãzinho no momento”, comentou Bruno Vasone, gerente de eSports da empresa por aqui.

Para Vasone, realizar um torneio de League of Legends no Maracanãzinho pode ainda não ser o ápice do jogo no Brasil, por isso ele espera que a evolução do game por aqui não pare por aí. “Queremos ver cada vez mais, se hoje temos o Maracanãzinho, amanhã vamos para onde? Não sei, não dá nem para imaginar, só o futuro dirá”, complementou.

Bruno Vasone, gerente de eSports da Riot Games Brasil (Foto: Feipe Vinha)Bruno Vasone, gerente de eSports da Riot Games Brasil (Foto: Feipe Vinha)

Vasone também lembra que a Final Mundial de League of Legends será realizada em um estúdio que serviu de palco para a final da Copa de 2002, na Coreia do Sul, mas que os fãs do mundo todo também poderão acompanhar as partidas ao vivo, via transmissão online.

E no Rio?

Para o Rio de Janeiro, League of Legends reserva a finalíssima da Regional, que vai funcionar no esquema de “melhor de cinco”. Teremos apenas uma partida, ainda que neste segmento com mais embates, e por isso a Riot Games deve trazer algumas surpresas aos fãs cariocas. “Temos algumas coisas programadas para o Rio, mas não posso te adiantar muito, quem estiver por lá vai ver”, adicionou Bruno Vasone.

League of Legends invade o Rio de Janeiro em 26 de julho (Foto: Feipe Vinha)League of Legends invade o Rio de Janeiro em 26 de julho (Foto: Feipe Vinha)

“O que eu posso dizer é que quem chegar lá vai ter toda a experiência de um evento da Riot. Vai poder encontrar com jogadores profissionais, inclusive aqueles que não vão disputar, falar com ‘Rioters’, conferir os mais diversos cosplays, descolar brindes, além de assistir as partidas”, disse. “Será, enfim, uma experiência completa”, adicionou Vasone.

Opine no fórum do TechTudo: Qual é o melhor jogo: DotA ou LoL?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Douglas Souza
    2014-07-23T12:26:54

    LOL vai virar esporte olímpico mano!! kkk

  • Akauã Paula
    2014-07-21T20:52:19

    Riot comprando os estagiários da Globo, não tem 1 notícia da final do campeonato de dota 2, no qual distribuiu 11 milhões de reais em premios, 5 milhões foi só pro primeiro colado... vergonha !

  • Akauã Paula
    2014-07-21T20:52:48

    reais nao dolares!