06/08/2014 06h43 - Atualizado em 13/08/2014 10h47

My Cloud, HD externo de até 4 TB que cria nuvem pessoal, chega ao Brasil

Taysa Coelho
por
De Santiago, Chile

A Western Digital anunciou a chegada do My Cloud, dispositivo que tem como objetivo criar uma nuvem pessoal, à América Latina. O HD externo, que conta com modelos com capacidade de 2 TB, 3 TB e 4 TB, foi apresentado em Santiago, no Chile. O objetivo é que  os usuários guardem fotos, vídeos e documentos de tablets, computadores e smartphones em um só aparelho. 

Como criar uma nuvem pessoal: veja dicas para armazenar dados 'em casa'

My Cloud tem x cm de altura (Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)My Cloud tem 17 cm de altura (Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)








O produto é compatível com diferentes plataformas, sendo possível armazenar itens hospedados nos principais sistemas operacionais, tais como Windows, Mac OS, Linux, Android e iOS. E tudo o que foi guardado no HD externo que (teoricamente) está em casa, pode ser visualizado de qualquer lugar através de um aplicativo.

O aparelho não fica restrito ao uso de apenas uma plataforma. É possível, por exemplo, armazenar, simultaneamente, itens de um PC com Windows e arquivos de um MacBook, por exemplo. Além disso, o usuário consegue integrar o My Cloud com Smart TVs e consoles como o Xbox, a fim de transmitir vídeos, fotos e músicas para esses aparelhos. Para isso, é necessário apenas ter certificação DLNA.

My Cloud tem integração nativa com Skydrive, Drive e Dropbox (Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)My Cloud tem integração nativa com Skydrive, Drive e Dropbox (Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)



Aplicativos permitem acesso de qualquer lugar

O My Cloud conta com dois aplicativos,  que foram apresentados no evento por Oscar Rodriguez Iturria, gerente de vendas da WD. O My Cloud é o que permite aos usuários acessar remotamente, de qualquer lugar, as informações contidas no HD externo. Ou seja, é ele que permite assistir a um filme ou ouvir uma música sem ocupar espaço de seu smartphone, por exemplo.

Também é através desse app que se configura a nuvem pessoal de acordo com as preferências do usuário, criando cadastros e senhas. Iturria demonstrou ainda que é possível imprimir ou enviar um arquivo por e-mail sem sair do app. Além disso, o software que acompanha o equipamento tem integração nativa com os serviços Dropbox, Skydrive e Google Drive.

A outra aplicação, chamada de WD Photos, garante ao proprietário do dispositivo tirar fotos e armazenar os registros automaticamente na sua nuvem pessoal - e, consequentemente, no HD que está em sua casa -, através de uma sincronização automática. Para isso, no entanto, é necessário ter acesso à Internet. Caso mão o tenha, é possível fazer a transferência de fotos de uma câmera ou celular para o dispositivo usando a porta USB 3.0.

“O produto está focado no usuário doméstico, mas estamos pensando também em uma versão corporativa, que deve chegar à América Latina em dois ou três meses”, informou. Esse produto é o My Cloud EX, já lançado nos Estados Unidos, que conta com versões com até quatro discos rígidos internos, entregando uma capacidade impressionante de até 16 TB.

Chegada ao Brasil e preço

Uma das vantagens do uso do aparelho em relação aos demais serviços de armazenamento em nuvem está no fato de que o usuário não paga mensalidade ou anuidade para usar o serviço. Paga-se apenas pelo aparelho, que no Brasil deve custar entre US$ 250 e US$ 300, valor em torno de R$ 650 na cotação atual, de acordo com Daniel Parra, gerente de Marketing da WD Brasil. 

Dispositivo ainda não tem data certa para chegar ao Brasil (Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)Dispositivo deve chegar ao Brasil entre o final de agosto e início de setembro(Foto: Taysa Coelho/ TechTudo)

Ainda segundo ele, o My Cloud deve chegar ao país no final de agosto ou início de setembro e apenas na versão de 2 TB. Nos demais países da America Latina, o aparelho já está disponível e nas três opções de armazenamento. Por aqui, o atraso se deu devido à padronagem de tomadas, que é diferente do resto do mundo, e, por isso, precisou ser adaptado.

O Kit My Cloud vem com o aparelho armazenamento em nuvem pessoal (que tem 17,06 cm de altura por 4,9 cm de largura e 17,6 cm de profundidade), cabo de Ethernet, adaptador de CA e com um guia de instalação rápida. Caso o usuário queira ampliar a capacidade de sua rede pessoal, pode conectar outro dispositivo através da porta USB 3.0 e ampliar sua nuvem para mais de 2 TB (no caso brasileiro). Ele conta ainda com entrada Gigabit Ethernet (que conecta o dispositivo ao roteador) e outra para a fonte de energia, além de um botão de reset. 

* Taysa Coelho viajou a Santiago do Chile a convite da WD

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Antonio Souza
    2014-08-06T07:36:13

    Vou comprar esse. Está do jeito que já venho procurando e o preço está muito bom.