13/09/2014 09h00 - Atualizado em 13/09/2014 09h00

Sem sair do sofá: estudantes criam poltrona motorizada que atinge 15 km/h

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

Um sofá de dois lugares motorizado. Essa nova maneira de se locomover sem precisar andar foi criada por estudantes de engenharia da Universidade de New South Wales, no País de Gales. O coração do "robô doméstico" é um computador Raspberry Pi, que recebe comandos de um controle de Xbox 360.

O que você perdeu na IFA 2014; veja os bastidores e curiosidades da feira

Estudantes criam sofá robô usando Raspberry Pi (Foto: Reprodução/Cnet)Estudantes criam sofá robô usando Raspberry Pi (Foto: Reprodução/Cnet)

A estrutura robótica é feita em aço para garantir resistência e montada sob o móvel, dando-lhe rodas que se mexem em qualquer direção permitindo mais mobilidade. No coração, um motor de 12V, tirado de uma scooter, é responsável por mover o sofá a uma velocidade relativamente alta: mesmo pesando cerca de 100 kg, ele é capaz de atingir até 15 km/h.

Hoje, ele precisa ser controlado para se mover, mas nada impede que, no futuro, haja uma versão capaz de se deslocar sem a ajuda humana. “O sofá se encaixa muito bem por corredores e em elevadores, por isso, se podemos ajustá-lo para com diferentes sensores para mapear áreas internas, ele poderia navegar de um lugar para outro e não colidir com as coisas ao longo do percurso “, disse Steph McArthur, um dos engenheiros responsáveis pelo projeto.

Sofá se move em todas as direções usando controle de Xbox 360 (Foto: Reprodução/Cnet)Sofá se move em todas as direções usando controle de Xbox 360 (Foto: Reprodução/Cnet)

O projeto levou um ano para ficar pronto e contou com o trabalho de nove estudantes. Segundo a Universidade, a invenção custou cerca de US$ 2.800, o que equivale a R$ 6.200 em conversão direta. Vale lembrar, porém, que o móvel robô não está à venda, ao menos por enquanto.

Via Cnet

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares