Jogos de RPG

02/09/2014 06h35 - Atualizado em 06/01/2017 18h09

Watch Dogs e Wolfenstein: veja os melhores jogos para PC já lançados em 2014

Elusa Costa
por
Para o TechTudo

Watch DogsWolfenstein: The New Order e Titanfall. O ano de 2014 ainda não acabou mas com certeza já fez a alegria de muitos gamers com os grandes lançamentos anunciados. Para não deixar você perder nada entre tantas novidades, o TechTudo fez uma lista com os melhores jogos já lançados neste ano para PC. Está preparado? Confira a lista e prepare a carteira para comprar aqueles que você ainda não jogou!

BioShock Infinite e SimCity estão entre os melhores jogos de PC

watch_dogs_aiden (Foto: watch_dogs_aiden)Watch Dogs (Foto: Divulgação)

Watch Dogs

A franquia inédita da Ubisoft foi um dos jogos mais esperados para este ano. Em um cenário urbano, de mundo aberto, os amantes de ação são envolvidos na trama onde o protagonista é o assassino e habilidoso hacker Aiden Pearce.

watch-dogs (Foto: watch-dogs)Watch Dogs (Foto: Divulgação)

Ele usa toda a sua inteligência para se infiltrar, através do celular, nos sistemas eletrônicos da cidade de Chicago, chamados ctOS, e fazer interversões que o ajudarão durante a saga para vingar a morte de sua sobrinha. Os jogadores ainda podem escolher se querem seguir a favor ou contra as leis, como criminoso ou justiceiro. Os gráficos são excelentes e deixam o jogo ainda mais viciante. 

South Park: The Stick of Truth

RPG, Cartman, Kyle, Stan, Kenny, Butters e humor politicamente incorreto. Essa é a mistura de South Park: The Stick of Truth, um jogo estilo “RPG ao vivo” com os personagens mais hilários do desenho animado. Na trama, o objetivo é encontrar o Stick of Truth, um “bastão da verdade” que tem o poder de acabar com a guerra entre humanos e elfos.

south-park-the-stick-of-truth (Foto: south-park-the-stick-of-truth)South Park The Stick of Truth (Foto: Divulgação)

O protagonista é um menino que acaba de chegar na cidade e deve escolher entre uma das quatro classes – Guerreiro, Ladrão, Mago ou Judeu – para dar início a saga. Os diálogos, assim como o gráfico, são totalmente baseados no desenho animado, o que garante boas risadas para aqueles que adoram o humor adulto e “pesado” de South Park.

Wolfenstein: The New Order

A série de tiro em primeira pessoa criada nos anos 1990 chega ao seu nono jogo intitulado The New Order. Nele, a Segunda Guerra Mundial é ganha pelos nazistas com a ajuda da tecnológica máquina de guerra do General Wilhelm Strasse.

Wolfenstein: The New Order (Foto: Reprodução)Wolfenstein: The New Order (Foto: Reprodução)

O papel do jogador, que encarna o protagonista William Joseph Blazkowicz, é promover uma ofensiva contra as forças que estão controlando o mundo. Detalhe é que este soldado americano ficou em coma e acordou 14 anos depois, tempo suficiente para os inimigos ganharem mais força. 

Ultra Street Fighter IV

O famoso jogo de luta ficou alguns bons anos sem uma nova versão numerada, mas em 2014 apareceu com a quarta edição, o Ultra Street Fighter IV, primeiro para PS3 e Xbox 360 e depois para PC. O novo episódio foi construído pela Capcom com base na opinião de fãs e jogadores, inclusive brasileiros, o que a ajudou a criar um game bastante equilibrado e cheio de novidades.

ultra-street-fighter-4 (Foto: ultra-street-fighter-4)Ultra Street Fighter 4 (Foto: Divulgação)

Uma delas é a inclusão de 5 novos lutadores ao elenco, são eles: Decapre, Hugo Andore, Poison, Rolento e Elena. Há também 6 novos estágios – Mad Gear Hideout, Jurassic Era Research Facility, Blast Furnace, Pitstop 109, Half Pipe e Cosmic Elevator –, novas mecânicas de batalha – o Ultra Combo Double e Red Focus – e uma infinidade de roupas novas. 

Valiant Hearts: The Great War

Esse jogo não conta com gráficos incríveis nem conceitos de jogabilidade inovadores, mas encanta o gamer com sua bem feita trama, altamente envolvente e emocionante.  A história é ambientada durante a Primeira Guerra Mundial e traz como personagens o francês Emile, o americano Freddie, a belga Anna e o alemão Karl, que é genro de Emile.

valianthearts (Foto: valianthearts)Valiant Hearts (Foto: Divulgação)

Eles também contam com a ajuda do fiel Walt, um cão de resgate que é muito útil para solucionar problemas. O diferencial aqui é o foco nos personagens e em suas trajetórias, mostrando os conflitos e dramas enfrentados por eles e também pelos civis que que são afetados com a guerra, deixando o combate em segundo plano. Por isso, não se trata de um jogo de tiro, e sim quebra-cabeças. 

Diablo III: Reaper of Souls

Reaper of Souls, a primeira expansão do Diablo III, dá a continuação para o fim. Depois de derrotar a besta e aprisionar o Diablo na Pedra Negra (no Diablo 3), o jogador enfrenta o mal novamente quando o anjo da morte rouba o objeto para usar em benefício próprio, dando início ao fim dos tempos e a história do RPG.

Diablo 3 Reaper of Souls (Foto: Diablo 3 Reaper of Souls)Diablo 3 Reaper of Souls (Foto: Divulgação)

O game traz uma classe nova, o Cruzado, novos níveis e novos modos, além de eliminar o Casa de Leilões, que recompensava os jogadores com item valiosos quando estes massacravam os monstros e demônios. Ponto positivo também para a trilha sonora!

Castlevania: Lords of Shadow 2

O game que mistura conto de fadas com monstros clássicos traz nesta edição a continuação do primeiro episódio da saga com a ressuscitação de Drácula, que está enfraquecido após perder alguns de seus poderes. Depois de passar anos desacordado, ele volta a vida e descobre que, além de estar menos poderoso, a Terra corre perigo com o retorno de Lúcifer, que chega com a missão de trazer o apocalipse como vingança por sua derrota.

Castlevania Lords of Shadow 2 (Foto: Castlevania Lords of Shadow 2)Castlevania Lords of Shadow 2 (Foto: Castlevania Lords of Shadow 2)

Assim, Drácula precisa voltar ao castelo para recuperar os poderes e alcançar o descanso eterno, mas encontra em seu caminho inimigos como o próprio Satã e o Clã Belmont. Para combatê-los, duas novas armas com características distintas foram acrescentadas, permitindo que o jogador tenha mais opções além da famosa Blood Whip. Vale lembrar que para derrotar alguns monstros, principalmente os “chefões”, é preciso usar a cabeça para descobrir o ponto fraco de cada um. 

Titanfall

Robôs gigantes se enfrentam em combates viciantes. Assim pode-se definir o Titanfall, jogo de tiro em primeira pessoa (multiplayer online) que valoriza a adrenalina durante cada batalha. Ele foi criado por dois dos responsáveis pela franquia multibilionária Call of Duty e por sua variação Modern Warfare, o que explica o seu grande poder de “sedução”.

Titanfall (Foto: Titanfall)Titanfall (Foto: Divulgação)

Em um cenário de destruição, os jogadores, que assumem o papel de pilotos, podem fazer o chamado “combate vertical”, correndo pelas paredes e dando saltos com agilidade incrível enquanto atiram. Também existem três classes de pilotos e diversos mapas. É diversão de sobra. Ah, e o legal é que ele está cheio de atualizações – alguns já disponíveis, outras que devem chegar em breve. 

Child of Light

Do mesmo diretor de Far Cry 3, Child of Light é um jogo de RPG que possui gráfico bastante artístico, com um toque de conto de fadas. O game utiliza o motor gráfico UbiFramework, também presente no Rayman Legends e Rayman Origins. A trama está à altura e traz a história da menina Aurora e seus amigos, com enredo bem construído, emocionante e instigante.

Child of Light (Foto: Child of Light)Child of Light (Foto: Divulgação)

Aurora é uma princesa que cai em sono profundo e desperta no reino mágico chamado Lemúria, sua missão é enfrentar os obstáculos e tentar achar o caminho de casa. Os combates aqui também não são o foco, mas sim a relação da protagonista com os outros personagens do jogo, que a ajudam durante a aventura. 

Assassin’s Creed 4: Freedom Cry

Muitos classificam este DLC do Black Flag como uns dos melhores jogos da série. Nele, a aventura tem Adewalé como protagonista, um pirata ex Quartel Mestre de Edward Kenway, de caráter forte e envolto em uma trama sobre escravidão.

Assassin's Creed 4 Freedom Cry (Foto: Assassin's Creed 4 Freedom Cry)Assassin's Creed 4 Freedom Cry (Foto: Divulgação)

Lutando contra o exército local, capatazes e mal feitores em missões alucinantes, ele libera diversos escravos por onde passa. Mesmo sendo uma expansão, e por isso mais compacto, o jogo não perde pontos. Dá para se divertir bastante mesmo depois de concluir as principais missões, realizando as secundárias e explorando uma parte do mapa. Os gráficos possuem a mesma excelente qualidade de sempre. 

Onde deve ser o próximo Assassin’s Creed? Comente no Fórum do TechTudo!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Lula Molusco
    2014-09-02T15:15:05

    SERÁ QUE MEU PC RODA ESSES JOGOS. ----------CONFIGURAÇÃO DO MEU COMPUTADOR É............ ---------PLACA MÃE GIGABYTE (GA-7PESH3), PROCESSADORES 2x XEON E5-2600, MEMORIA 32gigas ECC, REFRIGERADO COM WATER COOLER, 1 PLACA DE REDE FIBRA OPTICA, E 6x GPUs diversas EM SLI.-----------ESSE PC CONTROLA UM RACK DE 8 GPUS. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------ (GIGABYTE) É 1000 VEZES MELHOR QUE A (ASUS).

  • Rogro
    2014-09-02T14:18:43

    pc, melhor que qualquer console

  • Rodrigo Silva
    2014-09-02T12:55:23

    que porcaria de lista heim techtudo?

  • Snake Plissken
    2014-09-02T12:02:19

    Só porcaria hein! Definitivamente os jogos já tiveram dias melhores! Saudades dos tempos de Thief, Half-Life, Deus Ex, Hitman etc...

  • Felipe Oliveira
    2014-09-02T10:50:00

    "Melhores". Eu ri.