12/10/2014 09h35 - Atualizado em 12/10/2014 09h35

'Em um ano ou dois o e-sports vai explodir no Brasil', diz diretora da HyperX

Matheus Vasconcellos
por
Da BGS 2014

A HyperX está de olho no mercado brasileiro de e-Sports. Em entrevista ao TechTudo, Annie Leung, diretora global de marketing da empresa, disse que a empresa tem uma equipe dedicada especialmente para procurar talentos no país e aposta na popularização do esporte digital no Brasil. Confira:

Final do Campeonato Brasileiro de League of Legends (Foto: Diego Borges / TechTudo)Final do Campeonato Brasileiro de League of Legends (Foto: Diego Borges / TechTudo)

Para a diretora, o mercado brasileiro tem crescido muito e prova disso é o crescimento nos times de League of Legends, por exemplo. "É por isso que viemos a Brasil Game Show e trouxemos dois dos maiores times do e-sports que patrocinamos: a Kabum e a CBN", contou Annie.

A empresa patrocina hoje mais de 20 times de e-sports em categorias diferentes como DotA 2, League of Legends, Call of Duty, Starcraft e outros. Além de times profissionais, a HyperX patrocina canais do YouTube e grandes competições de videogames. É nesses eventos que a HyperX procura novos jogadores para patrocinar

"Usamos a influência dos nossos atletas para divulgar nossa marca e nossos produtos. Temos hoje times que são grandes vencedores e outros que são grandes vendedores dos nossos produtos. É isso que buscamos nas equipes, pessoas com quem podemos estabelecer um relacionamento duradouro", revelou Annie.

Annie Leung, diretora global de marketing da HyperX (Foto: Matheus Vasconcellos / TechTudo)Annie Leung, diretora global de marketing da HyperX (Foto: Matheus Vasconcellos / TechTudo)

Um dos grandes desafios de ser patrocinador é que muitos times não tem uma equipe que possa cuidar da negociação entre empresas e atletas, por isso, segundo contou a diretora de marketing, o processo pode levar de meses até anos para que seja concluído. "Como o e-sports está em constante mudança, precisamos ser flexíveis para entender o mercado e procurar o melhor jeito de se relacionar com os times", disse Annie.

Para o futuro, a diretora acredita quem em pouco tempo o Brasil será um dos maiores mercados da América Latina: "Isso vai explodir! Em um ano ou dois o e-sports será uma das maiores modalidades do país. Temos muitas equipes brasileiras participando de competições importantes como a Kabum, e isso é só o começo da história do esporte no Brasil".

Qual o seu jogo indie favorito? Opine no Fórum do TechTudo!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares