09/10/2014 06h00 - Atualizado em 09/10/2014 10h59

Jogamos Bloodborne: game une clima sombrio com elementos de Dark Souls

Emanuel Schimidt
por
Da BGS 2014

Bloodborne é realmente um game com a alma de Dark Souls. O TechTudo testou o título no estande da Sony, durante o Brasil Game Show 2014, e percebemos que muitas características do popular RPG também estão presentes no game da Sony, que será lançado no dia 6 de fevereiro - exclusivamente para o PlayStation 4. Confira as nossas impressões:

Bloodborne: exclusivo para PS4 ganha novo trailer e data de lançamento

Bloodborne: combate é similar à Dark Souls, mas agora também com armas de fogo. (Foto: Divulgação)Bloodborne: combate é similar à Dark Souls, mas agora também com armas de fogo. (Foto: Divulgação)

Recriando Dark Souls

Bloodborne aposta na fórmula de que “em time que está ganhando não se mexe”, mantendo diversas características que tornaram Dark Souls um game marcante. Entretanto, no decorrer do desenvolvimento de Bloodborne, a From Software afirmou que queria deixar o jogo mais acessível, atingindo um público maior, o que deixou fãs de Dark Souls receosos. Apesar disso, um dos pontos que seriam modificados – a recuperação de energia automática – não estava presente na versão que testamos. E acreditem: o jogo também será difícil.

Uma das modificações na jogabilidade é quanto às armas dos personagens. Na demo era possível escolher entre quatro heróis, cada um com armamentos diferentes que influenciavam sua movimentação, sendo mais ágeis e fracos ou mais fortes e lentos. Até ai sem novidades. Entretanto, cada personagem possuía também uma de fogo, ideal para acertar inimigos de uma distância maior, adicionando novos elementos para definir a estratégia de batalha.

Bloodborne traz movimentações bastante fluídas. (Foto: Divulgação)Bloodborne traz movimentações bastante fluídas. (Foto: Divulgação)

Os gráficos do game chamam atenção e rodam com facilidade no PlayStation 4. É possível ver construções bem ao longe, demonstrando que o mundo de Bloodborne será grande como o de Dark Souls. Os detalhes das roupas, tanto dos heróis quanto dos inimigos, também são excelentes e muito fluidas.

O game tem um visual um tanto gótico, se afastando do tema medieval de Demon’s e Dark Souls. A demo colocava os jogadores no famoso trecho de diversos vídeos já divulgados, com ruelas lotada de poças e com alguns inimigos. Nota-se que a paleta de cores está mais fria, justamente para passar um clima mais depressivo.

Bloodborne: Game conta com depressivo visual gótico. (Foto: Divulgação)Bloodborne: Game conta com depressivo visual gótico. (Foto: Divulgação)

Voltando ao quesito não mudar se dá certo, Bloodborne peca por não melhorar o sistema de câmeras já visto em games anteriores da From Software. Com isso, acertar o inimigo com a arma de fogo não é simples, assim como se esquivar e voltar a atacar, ações atrapalhadas pela má posição da câmera.

O game ainda terá quatro meses de desenvolvimento, com muita coisa a ser melhorada. Em todo caso, no mínimo o game terá a essência de Dark Souls, algo suficiente para cativar milhões de jogadores.

Qual o chefão mais difícil de Dark Souls? Opine no Fórum do TechTudo!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Andre Barbosa
    2015-03-25T12:02:26

    Dificil é pouco! Stressa até a alma.