10/11/2014 12h49 - Atualizado em 10/11/2014 12h50

Simulador que bateu recorde no Salão é 'oposto' de games, diz engenheiro

Melissa Cruz Cossetti
por
Para o TechTudo

O simulador test-drive da Ford foi um dos maiores sucessos do Salão do Automóvel de São Paulo 2014, que acabou neste domingo (9). A montadora levou uma estrutura de duas toneladas, incluindo uma tela de LED de 32 m2, para o Parque Anhembi. Os visitantes puderam testar todos os recursos do Novo Ka em um simulador super completo que lembra um game, embora seja feito apenas para "testar" o carro, e não para competir.

Carrorama: app analisa motor de carros populares no Salão do Automóvel

simulador (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Simulador exibido na feira lembra game (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)



Quem visitou o estande da Ford viu logo de cara um telão de LED de 36m2. O painel faz parte de uma enorme plataforma de simulação conectada ao Novo Ka, ostentando tecnologia dentro e fora do veículo. Depois de enfrentar uma fila de dezenas de pessoas e algumas horas de espera, foi possível testar a experiência quase real de dirigir o novo modelo da montadora. Entre as funções do simulador estão a troca de marchas, curvas em S, freio e retomada em rampas e ABS, tudo para que o "condutor" possa testar a estabilidade em desvios, resposta do freio e aceleração.

simulador (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Plataforma de simulação era conectada ao Novo Ka e abusou de tecnologia (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)



Para quem é "ruim de roda", a experiência foi ainda mais realista. No simulador, caso haja uma colisão, os sensores virtuais do airbag são acionados e o dispositivo infla, como em um acidente real. O sistema ainda tem conexão com o Sync AppLink, para Android e iOS, que conecta o carro ao smartphone e, em caso de emergências em território nacional, faz chamadas para o SAMU.

simulador (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Simulador tem conectividade com Sync AppLink, Android e iOS (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)



Fábio Catelan, gerente de desenvolvimento da DM simuladores, responsável pela estrutura levada pela Ford ao evento, conta que a plataforma de simulação pesa cerca de duas toneladas. A tela, de oito por 4,5 metros, composta por placas de LED, é a responsável por exibir um circuito de até quatro minutos, nesse caso, parecido visualmente como um jogo, mas totalmente diferente de um game, na prática. O objetivo não é vencer, mas "sentir o carro".

simulador (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)Fábio Catelan, gerente de desenvolvimento da DM simuladores (Foto: Melissa Cruz/TechTudo)



"Nesse caso, o simulador é completamente oposto ao arcade. O objetivo é sentir o carro como equilíbrio de peso, inércia, estabilidade nas curvas e freio e aceleração em ladeiras", explica o gerente.

O simulador de teste-drive foi usado por cerca de 120 pessoas por dia no Salão do Automóvel e é recorde na indústria automotiva, em contato direto com o consumidor final dos veículos. "O que trouxemos hoje com a Ford é certamente o maior simulador do Brasil e da América Latina. Ainda não vimos algo tão complexo por aqui", encerra Catalan.


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Adrian Ferrari
    2014-11-10T23:58:52  

    Óbvio que é o oposto dos games, simulador é para simular o real, um simulador de verdade não é um joguinho, esse sim é um simulador e não esses jogos como Forza e Gran Turismo que se dizem simuladores mas não são.

    recentes

    populares

    • Adrian Ferrari
      2014-11-10T23:58:52  

      Concordo. Simulador é rFactor e Asseto Corsa. Esses que vc citou são definitivamete jogos.