05/01/2015 08h17 - Atualizado em 06/01/2015 09h56

CES 2015: projetores com Android permitem rodar apps 'na parede'

Isadora Díaz
por
Da CES 2015

Jogar Fruit Ninja na parede usando um controle remoto para guiar seus cortes. Essa é uma das possibilidades abertas por três projetores, da marca Butterfly, apresentados durante a CES Unveiled, evento que precede a CES 2015, feira de tecnologia que acontece nesta semana em Las Vegas, Estados Unidos. Os Pisqs X1, Z1 e Y1 são projetores com o diferencial de rodar Android.

Acompanhe a cobertura da CES 2015

Projetores da Butterfly permitem jogar games na parede (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Projetores da Butterfly permitem jogar games na parede (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Os aparelhos rodam um versão levemente modificada do sistema, que se assemelha muito ao que vemos normalmente em smartphones Android. A grande vantagem dos dispositivos, no entanto, não reside em poder jogar games para Android; com eles, o usuário pode abrir mão do notebook, por exemplo, e utilizá-los como dispositivo único. É possível navegar pela interface do próprio projetor, acessar o e-mail e abrir um arquivo PDF com poucos comandos.

O projetor pode ser usado como dispositivo único (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)O projetor pode ser usado como dispositivo único (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Os gadgets diferem entre si na qualidade da projeção e no desempenho geral do sistema. O mais barato deles, o X1, tem 80 lumen e conta com especificações medianas. Ele roda o Android 4.2 (Jelly Bean) com processador quad-core de 1,2 GHz e 1 GB de RAM, o que o equipara a um celular intermediário como o Moto G. Ele tem como pró o tamanho: é super portátil, e pode ser transportado com facilidade.

Acompanhe o Tempo Real da CES 2015

O X1, modelo mais barato, tem 80 lumen e conta com especificações medianas (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)O X1, modelo mais barato, tem 80 lumen e conta com especificações medianas (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Quais são os melhores lançamentos da CES 2015? Comente no Fórum do TechTudo.

O Z1 e o Y1 têm características semelhantes. As poucas diferenças ficam por conta dos 200 lumen para o primeiro e 500 lumen para o segundo e pelo design. O Z1, apesar de mais barato e menor, não é menos potente. Ele tem o mesmo processador quad-core de 2,0 GHz e 2 GB de RAM do irmão maior, além de 16 GB para salvar arquivos e aplicativos do Android. Bem, ao menos o Piqs Y1 tem a vantagem de reproduzir conteúdo em 3D, que pode ser visto com óculos especiais.

O projetor Z1 tem 200 lumen e preço mediano (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)O projetor Z1 tem 200 lumen e preço mediano (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)

Os projetores chegam às prateleiras norte-americanas em março, mas ainda não têm data para desembarque no Brasil. O X1, Z1 e Y1 têm os preços de US$ 399, US$ 499 e US$ 599, respectivamente.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares