Internet

11/02/2015 14h32 - Atualizado em 11/02/2015 19h58

Facebook lança rede social ThreatExchange; objetivo é 'dedurar hackers'

Barbara Mannara
por
Para o TechTudo

O Facebook está mais ativo do que nunca no combate aos golpes e malwares espalhados na Internet. Para ajudar, a rede social de Mark Zuckerberg resolveu investir em uma plataforma chamada ThreatExchange, lançada nesta quarta-feira (11). A novidade se trata de uma nova rede social, projetada para permitir o compartilhamento de dados e informações sobre ameaças hackers online.

Bate-papo do Facebook ganha nova barra lateral para PCs de tela menor

Facebook lança rede social ThreatExchange; objetivo é frustrar ataques (Reprodução/Barbara Mannara)Facebook lança rede social ThreatExchange; objetivo é frustrar ataques (Reprodução/Barbara Mannara)

O ThreatExchange é pensado principalmente para que as empresas e profissionais de segurança enviem suas informações para a equipe especializada do Facebook.

A plataforma busca combater, de forma mais eficaz e rápida, os golpes e frustrar ataques de cibercriminosos, tanto na popular rede social quando em outros meios. Dessa forma, diversas pessoas e companhias podem trabalhar de forma conjunta nesta causa e reduzir as estatísticas negativas.

Para ajudar é necessário enviar alguns dados por meio da plataforma do ThreatExchange, como nome, profissão/empresa e o e-mail. Esses dados serão analisados e segundo o Facebook há um retorno desse contato em breve, sem data estipulada. A estratégia veio bater de frente com o crescimento do índice de ataques de phishing, malwares e distribuição de spams, e busca combater tudo isso com as ferramentas certas e unindo forças em uma rede social "do bem".

Dados para participar do projeto ThreatExchange elaborado pelo Facebook (Reprodução/Barbara Mannara)Dados para participar do projeto ThreatExchange elaborado pelo Facebook (Reprodução/Barbara Mannara)

O ThreatExchange tem como objetivo simplificar essa troca de dados, ao invés das abordagens mais burocráticas repletas de planilhas e documentos por e-mail. Assim, por meio dessa rede social, a ação é mais rápida e prática: os indicadores são organizadas de forma mais automática, conforme os registros dos malwares e URLs de risco. Esse compartilhamento, segundo o Facebook, terá ferramentas de privacidade que poderão ser utilizadas pelas empresas para enviar dados privados, assim como se comunicar com contatos restritos.

A plataforma já tem alguns parceiros iniciais, que inclusive são bem populares na rede, como o Bitly, Dropbox, Pinterest, Tumblr, Twitter e Yahoo. A expectativa é que essa iniciativa acumule ainda mais interessados.

Via ThreatExchande

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares