06/02/2015 16h26 - Atualizado em 06/02/2015 16h26

Guitar Hero: veja as maiores curiosidades sobre os games da franquia

Murilo Molina
por
Para o TechTudo

Guitar Hero é a bem sucedida franquia de games musicas da Activision que fez a cabeça de fãs de rock de todo o planeta com a possibilidade de se tocar músicas usando uma guitarra de plástico. Foram diversas versões e muita diversão, espalhada pelas mais variadas plataformas. Confira as melhores curiosidades sobre o game.

Legend of Zelda: veja as melhores curiosidades sobre a famosa franquia

Guitar Hero: confira as melhores curiosidades sobre a franquia (Foto: Divulgação)Guitar Hero: confira as melhores curiosidades sobre a franquia (Foto: Divulgação)

Versões cover

Em Guitar Hero (2005), nenhuma das músicas disponíveis no game era a versão original gravada pelas bandas. Apesar de hits de Black Sabbath, Pantera e Ramones, tratam-se de versões cover, gravadas por bandas montadas para a produção do game.

Na segunda versão, Guitar Hero 2 (2006), a lista também é composta por uma esmagadora quantidade de covers, com exceção de algumas faixas, como Dead (My Chemical Romance), Stop (Jane’s Addiction) e John The Fisherman (Primus).

A música mais difícil

A chegada do badalado Guitar Hero 3 (2007) trouxe Through the Fire and Flames, música da banda de metal Dragonforce, considerada até hoje a mais complicada da história da franquia. A faixa só é desbloqueada depois de terminar a campanha do game (em qualquer dificuldade), e felizmente não precisa ser concluída para fechar o jogo.

Musica do Dragonforce é a mais difícil de todos os games (Foto: Reprodução/Youtube)Musica do Dragonforce é a mais difícil de todos os games (Foto: Reprodução/Youtube)

A música se destaca pela longa duração, velocidade dos riffs e solos complicadíssimos. Mesmo em dificuldades inferiores, a faixa pode ser um desafio complicado para jogadores com certa intimidade com o game.

Processo de Courtney Love

Vocalista da banda Hole, e ex-esposa de Kurt Cobain, finado vocalista e guitarrista da banda grunge Nirvana, Courtney Love prometeu processar a Activision em meados de 2009, quando circularam pela internet alguns vídeos promocionais de Guitar Hero 5 que mostravam a versão digital do cantor (devidamente licenciada para o game) cantando músicas de bandas como Bon Jovi e blink-182.

“Para constar, esta m…. de Guitar Hero violou o contrato, e haverá uma resposta adequada para isso”, disse a cantora em sua conta do Twitter.

Versão digital de Kurt Cobain foi pivô de polêmica (Foto: Reprodução/Youtube)Versão digital de Kurt Cobain foi pivô de polêmica (Foto: Reprodução/Youtube)

Apoio de lendas do rock

Apesar de despertar fúria em alguns músicos famosos, como Noel Gallagher (Oasis) e Bon Jovi e Jimmy Page (Led Zepellin), Guitar Hero também tem espaço no coração de alguns dos nomes mais populares do rock.

Entre os defensores e adeptos do game estão Zakk Wylde (Black Label Society) e o baterista Lars Ulrich (Metallica). Os astros consideram que além de serem um formato interessante para a distribuição de músicas, os games ainda influenciam jovens e despertam interesse por instrumentos musicais reais.

Lars, do Metallica, é um dos famosos que apoiam o game (Foto: Divulgação)Lars, do Metallica, é um dos famosos que apoiam o game (Foto: Divulgação)

Música impossível

Guitar Hero 2 conta com uma fixa bônus chamada Trogdor, tema da animação Metalocalypse. Nessa música, é impossível conseguir acertar 100% das notas na dificuldade Expert, já que as notas são simplesmente rápidas demais.

Em uma das passagens da música, são aproximadamente 17.5 notas por segundo, sendo que o limite de reconhecimento do game é de 17. Na versão NTSC (americana) do jogo, a situação é ainda mais complicada, já que a tolerância é um pouco inferior.

O fim dos joysticks

Apesar de idealizado para se jogar com o controle guitarra, as primeiras versões de Guitar Hero permitiam que os jogadores usassem um joystick comum para tocar as músicas. Esse método de jogo foi bastante popular no Brasil, onde as guitarras eram muito raras, e custavam caro.

Chegada de bateria e microfone selou o fim dos joysticks comuns no game (Foto: Divulgação)Chegada de bateria e microfone selou o fim dos joysticks comuns no game (Foto: Divulgação)

No entanto, a função foi desativada com a chegada de Guitar Hero IV: World Tour, o primeiro a trazer bateria e microfone como instrumentos adicionais.

Saída da Harmonix

Principal responsável pelo desenvolvimento (e sucesso) das primeiras versões de Guitar Hero, a Harmonix terminou vendida, e trabalhou no desenvolvimento do principal concorrente do game, RockBand, lançado pela Eletronic Arts.

Esse foi o primeiro game a trazer a opção de tocar bateria e cantar com um microfone. O game também contava com uma robusta loja de músicas, e a opção de se criar personagens para o modo carreira.

Rockband, também da Harmonix, chegou como o principal concorrente (Foto: Divulgação)Rockband, também da Harmonix, chegou como o principal concorrente (Foto: Divulgação)

Notas invisíveis

Guitar Hero é um game que requer muita prática, e que costuma transformar os jogadores em obcecados pela execução perfeita das músicas. Para aqueles que não sentem-se satisfeitos com um belíssimo desempenho, ainda é possível adicionar mais dificuldade às músicas.

Com o cheat Performace Mode, os jogadores podem apagar todas as notas da tela. Dessa forma, é necessário decorar cada uma das passagens do game, e executá-las no tempo perfeito, usando somente a música original como guia. No Youtube é fácil encontrar vídeos de jogadores mandando bem usando o cheat.


Músicas por download

Desde a versão para Xbox 360 de Guitar Hero 2, é possível comprar novas músicas, que são baixadas pela rede online do console e disponibilizadas no game. No total, são mais de 500 músicas de diferentes bandas e gêneros.

Foram lançadas tanto faixas separadas, quanto pacotes contendo alguns sucessos de bandas como AC/DC, Kiss, Queen e outros grupos e gêneros de sucesso.

O último suspiro de Guitar Hero

Warriors of Rock foi a última versão do game (Foto: Divulgação)Warriors of Rock foi a última versão do game (Foto: Divulgação)

A última versão de Guitar Hero foi Warriors of Rock (6), que chegou em 2010 já enfraquecida pelas fracas vendas de games do gênero no ano anterior. O game contava com algumas novidades, como o Quest Mode e novos instrumentos, mas na prática, se parecia muito com os anteriores.

Depois do fracasso de vendas, a Activision decidiu encerrar a produção de games da série, também pelo alto custo de produção dos instrumentos e licenciamento de músicas.

Qual o melhor jogo rítmico de todos os tempos? Comente no Fórum do TechTudo!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Daniel Silva
    2016-07-02T16:29:29

    A música black window of la porte também é complicado com 3087 notas exatas e fury of the storm com 3167 notas. Isso e somente no expert na guitarra.

  • Felipe Oliveira
    2015-02-06T17:04:01

    Já tem 100% na Trogdor há MUUUUUUUUUUUUUITO tempo, é só pesquisar no YouTube.