Internet

18/03/2015 15h47 - Atualizado em 18/03/2015 15h48

Brasil faz parte do top 10 de países que mais solicitam dados no Facebook

João Kurtz
por
Para o TechTudo

O Brasil ocupa o sétimo lugar na lista de países cujos governos mais pedem dados de usuários no Facebook. Os números foram revelados pela rede social, que divulgou seu Relatório de Solicitações dos Governos para o segundo semestre de 2014 na última segunda-feira (16), junto com as novas regras.

Nudez, terrorismo e bullying: Facebook atualiza o que é proibido na rede

Solicitações de informações do governo brasileiro diminuíram no segundo semestre de 2014 (foto: Reprodução/Facebook)Solicitações de informações do governo brasileiro diminuíram no segundo semestre de 2014 (foto: Reprodução/Facebook)

Neste período, o país fez 1.212 solicitações sobre 1.967 contas. Destes pedidos, 34,32% foram aceitas. Durante este tempo, apenas três conteúdos sofreram restrições e foram apagados. O número é menor do que o registrado no primeiro semestre daquele ano, quando o Brasil fez 1.307 solicitações sobre 2.269 contas e teve 35,2% dos pedidos de entrega atendidos, mas nenhum conteúdo foi apagado.

Apesar da queda no país, a situação no resto do mundo foi inversa. Segundo o Facebook, o número de solicitações de governos aumentou, passando de 34.946 no primeiro semestre para 35.051 no segundo. O número de conteúdos que sofreram restrições também aumentou, passando de 8.774 para 9.707.

A lista dos 10 países que mais enviaram solicitações é composta, nesta ordem, por Estados Unidos (14.274), Índia (5.493), Reino Unido (2.366), Alemanha (2.132), França (2.094), Itália (1.774), Brasil (1.212), Austrália (829), Espanha (500) e Argentina (482). Por outro lado, o Brasil cai para o 12º lugar quando se considerado o número de conteúdos restritos. Esta lista é encabeçada pela Índia (5.832) e Turquia (3.624).

As pessoas querem saber quais conteúdos nós vamos derrubar e quais nós vamos manter  
Mark Zuckerberg, Facebook

Quando um governo faz uma solicitação de remoção de conteúdo, a rede social só o aceita quando determina que ele viola as leis locais do país. Estes pedidos são uma das duas formas pelas quais o Facebook restringe conteúdo, a outra sendo os padrões de comunidade, que proíbem posts que contenham, entre outros, violência ou pornografia. Já as solicitações de conteúdo geralmente estão ligadas a processos criminais. Os dados requisitados podem variar e na maior parte são apenas o nome do usuário e a duração do serviço, mas podem também incluir registros de IP ou o conteúdo da conta.

Em um post, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, diz que questões relativas à liberdade de expressão são algumas das mais importantes enfrentadas pela rede social atualmente.

“As pessoas querem saber quais conteúdos nós vamos derrubar e quais nós vamos manter mesmo que sejam controversos e porquê. Eu me preocupo com isso e me sinto responsável por lidar com estes assuntos de maneira clara com nossa comunidade”, afirma.

Via Facebook e Social Times

Qual a sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares