Internet

19/03/2015 07h40 - Atualizado em 19/03/2015 07h40

Falso vídeo de Dilma Rousseff debochando de protestos é vírus

Barbara Mannara
por
Para o TechTudo

Um falso vídeo da presidente Dilma Rousseff está sendo utilizado para disseminar golpes bancários por cibercriminosos. O alerta divulgado pela ESET, desenvolvedora de antivírus e outras soluções de segurança online, aponta que o vídeo já recebeu mais de quatro mil cliques e que o ataque é voltado para os usuários brasileiros. O objetivo é instalar um malware Trojan na máquina do internauta, capaz de roubar dados bancários de forma oculta, por meio de um e-mail que contém o link de instalação.

Golpe usando vírus WhatsAppInstall.exe promete instalar mensageiro no PC

Nome e imagem de Dilma Rousseff, presidente do Brasil, é usada em golpes de e-mail (Foto: Divulgação/Governo Federal)Nome e imagem de Dilma Rousseff, presidente do Brasil, é usada em golpes de e-mail (Foto: Divulgação/Governo Federal)


A identificação foi feita pelos pesquisadores do Laboratório da ESET que notaram a presença de um golpe disseminado para os internautas via e-mail. Na mensagem há um texto que possui como assunto principal Dilma Rousseff e indica aos usuários baixar um arquivo HTML, que mostrará um suposto vídeo com uma declaração polêmica da presidente em meio aos protestos no país. No assunto do e-mail está o tema: “Revoltante Dilma Rousseff debochando: 16/03/2015″.

Tudo isso não passa de um ataque malicioso: o link direciona para um download no Dropbox, serviço de armazenamento em nuvem, que salva no computador um arquivo contendo vírus do tipo Cavalo de Tróia (trojan), identificado pela ESET com a titulação: MSIL/Torjan/Downlaode.Banload.

O mais preocupante é que o golpe tem como intenção principal roubar dados bancários dos usuários, para uso indevido pelos cibercriminosos. Além disso, nem mesmo o vídeo existe, trata-se de uma isca.

E-mail disseminando vírus trojan com vídeo falso da presidente do Brasil (Foto: Divulgação/ESET)E-mail disseminando vírus trojan com vídeo falso da presidente do Brasil (Foto: Divulgação/ESET)


Segundo o Diretor da ESET no Brasil, Camillo Di Jorge, para se proteger é necessário cautela na hora de baixar arquivos em e-mails. “Os usuários precisam ficar atentos a esse tipo de golpe. Além de manterem um sistema de segurança instalado e atualizado no computador ou qualquer outro dispositivo de acesso à Internet, nunca devem clicar em links ou anexos de fontes não confiáveis”, avisa.

O malware implica em algumas ações peculiares como uma mensagem de erro ao acessar o site de bancos pelo navegador. No Internet Explorer, após esse recado de erro, o usuário é encaminhado para um site falso, no qual acaba inserindo as credenciais (login e senha) de e-mail sem perceber.

Fique alerta para evitar casos de infecção, procure informações em fontes confiáveis e faça uma varredura completa com seu antivírus no computador antes de digitar qualquer dado importante. 

Qual é o melhor antivírus grátis? Comente no Fórum do TechTudo.

 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares