Jogos de RPG

25/03/2015 08h45 - Atualizado em 19/01/2016 09h53

Final Fantasy 15 Episode Duscae: primeiras impressões do novo RPG

Felipe Vinha
por
Para o TechTudo

Final Fantasy XV é o novo e promissor capítulo da famosa série de RPGs da Square Enix para Xbox One e PS4. O jogo ainda não tem previsão de lançamento, mas recebeu uma demonstração limitada, com cerca de quatro horas de aventura, mostrando o que vem por aí. O TechTudo fez um teste e conta o que esperar da novidade.

Final Fantasy XV tem personagens e história revelados pela Square Enix

Produção lendária

No começo, Final Fantasy 15 se chamava Final Fantasy Versus 13, além de ter sido anunciado em 2006 para PS3. Contudo, muitas coisas mudaram de lá para cá, incluindo os planos da Square Enix. Após tanto tempo em produção, o jogo mudou de nome e também de plataforma: abandonou o PS3 pela atual geração de consoles.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Final Fantasy 15 se chamava Final Fantasy Versus 13 (Foto: Divulgação)

Isso decepcionou bastante quem esperava jogar o game no antigo console da Sony. Apesar disso, pela demonstração, seria realmente complicado para o velho aparelho aguentar e produzir uma qualidade tão grande.

Fantasia moderna

Chamada de Episode Duscae, essa demonstração de Final Fantasy 15 foi disponibilizada com a pré-venda de Final Fantasy Type-0 HD, outro título lançado recentemente da famosa série de RPGs. Ela se inicia em um ponto da história avançado, mas ainda não detalhado. Contudo, aqui já temos uma ideia dos personagens centrais.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Essa demonstração de Final Fantasy 15 foi disponibilizada com a pré-venda de Final Fantasay Type-0 HD (Foto: Divulgação)

O herói ainda é Noctis, o mesmo jovem que apareceu nos primeiros trailers em 2006. Mas ele está um pouco diferente: menos experiente e menos ameaçador. Contudo, logo nos primeiros diálogos, dá para perceber que Noctis é uma espécie de príncipe que fugiu do reinado por conta de algum objetivo insano e improvável. Além disso, ele ainda se junta a um grupo de amigos rebeldes: Gladio, Ignis e Prompto.

Os três se juntam na caçada por um Behemot, uma gigantesca criatura que ameaça as redondezas – um local aberto e inicialmente pouco povoado –, com o principal objetivo de conseguir uma grande quantia de dinheiro de recompensa. O objetivo final, então, seria consertar o veículo com uma mecânica local.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Noctis é o herói (Foto: Divulgação)

Final Fantasy volta novamente a se concentrar em uma “fantasia medieval moderna”, com elementos que remetem a um estilo mais medieval, como príncipes, magias e impérios, mas com cenário moderno e cheio de tecnologia. O próprio estilo visual do grupo - todos com roupas de couro e acessórios da moda - é algo que remete a uma situação bem moderna e atual.

Contudo, isso não tira o ar de Final Fantasy, já que as características principais ainda estão lá: gráficos impressionantes, personagens carismáticos, história épica e música excelente, acompanhando o tom que o game necessita. É claro que, quando comparado a jogos mais clássicos, Final Fantasy 15 pode causar estranheza, mas isso logo passa.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Final Fantasy 15 pode causar estranheza, mas isso logo passa (Foto: Divulgação)

O que podemos dizer é que a demonstração passa uma impressão errada nos primeiros minutos, com um sistema de jogo aparentemente fraco e confuso, mas que logo se torna uma maravilha de se controlar e de se administrar.

Mais uma mudança nos combates

Final Fantasy 15 passa por outra mudança radical de combate. Novamente, controlamos apenas um personagem, assim como em Lightning Returns: Final Fantasy 13, mas aqui as coisas são totalmente voltadas para a ação.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Final Fantasy 15 passa por outra mudança radical de combate (Foto: Divulgação)

Com um botão, Noctis pode atacar os inimigos, enquanto o outro ativa um golpe especial e poderoso, que por sua vez pode ser selecionado no direcional digital do controle. Com o tempo, a energia de golpes especiais do jogador pode se esvair, o que obriga o usuário a buscar cobertura para recuperar e não ficar tonto no meio da luta.

Esse tipo de recuperação soa cansativa e repetitiva no início mas, depois que é entendida,  faz todo o sentido. Tudo acontece de forma dinâmica, sem muitas interrupções durante a batalha, de forma bem suave. É claro que a demonstração não nos deixou evoluir muito ou adicionar novos poderes aos já existentes de Noctis, mas tudo indica que, com o tempo, a coisa pode ficar ainda melhor, já que os personagens ficam sempre mais poderosos e com mais magias.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Noctis pode atacar os inimigos, enquanto o outro ativa um golpe especial e poderoso (Foto: Divulgação)

Há ainda um esquema de equipar armas que é bem curioso e único. Aqui, cada arma dá um benefício a Noctis: uma pode sugar energia do inimigo, enquanto outra melhora a velocidade do personagem. Nos ataques, o herói invoca uma arma diferente em cada golpe, dando ainda um efeito visual muito bonito e igualmente fluido.

Todos os detalhes do combate são explicados em um demorado tutorial no início da demonstração, onde os jogadores aprendem os comandos iniciais de combate. É estranho de aprender e entender, mas faz todo o sentido quando chegamos ao fim.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Final Fantasy 15 traz um tutorial demorado (Foto: Divulgação)

Exageradamente bonito

Se tem algo que impressiona em Final Fantasy 15, este “algo” está nos gráficos. O visual é ainda melhor do que esperávamos dos primeiros vídeos. O jogo é bonito em todos os aspectos, desde a iluminação, passando pelos modelos 3D dos personagens aos efeitos das lutas e monstros.

É claro que isso vem com um custo e, por ser “exageradamente bonito”, Final Fantasy 15 ainda consome um pouco de sua performance. Foram vários os momentos em que encaramos derrapadas na taxa de quadros do jogo, prejudicando as animações e alguns pequenos detalhes. Obviamente, estamos falando de uma demonstração, ainda bem distante do lançamento final. Então, podemos assumir que vai demorar algum tempo para que tudo fique pronto e para que esses defeitos sejam melhorados.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)Final Fantasy 15 traz gráfico exageradamente bonito (Foto: Divulgação)

Mas, mesmo com essas questões, o jogo impressiona visualmente e coloca em dúvida a capacidade do PS3 rodar essa grande produção, o que, por fim, levou sua adaptação para o PS4 e Xbox One. Podemos ver melhorias significativas ao longo do desenvolvimento e a tendência é melhorar ainda mais.

Infelizmente, a demonstração dura pouco para os padrões de um “Final Fantasy”, que costuma ser um jogo bem demorado. Mas deu para entender um pouco mais do game, que até então era muito misterioso. O teste deu um "gostinho" do que esperar, além dos personagens e batalhas que teremos pela frente.

Final Fantasy 15 (Foto: Divulgação)A demonstração dura pouco para os padrões de um Final Fantasy (Foto: Divulgação)

Vale o aviso: há algumas surpresas na demonstração que não citamos aqui, propositalmente, para não estragar a experiência. Se você obteve acesso por meio de Final Fantasy Type-0 HD, vá jogar e se deixe impressionar com uma sequência ou outra, principalmente perto da batalha final, que fecha essa demo inicial de “Episode Duscae”.

Qual é o melhor jogo da série Final Fantasy? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo! 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • J. Augusto
    2015-03-25T13:24:29

    fiquei sem palavras com o gráfico. Só espero q quando lançar n apresente nenhum bug.

  • Rafael Cruzeiro
    2015-03-25T09:59:59  

    A verdade é que FF type-0 é quem acompanha a demo de Ep. Duscae.

    recentes

    populares

    • Rafael Cruzeiro
      2015-03-25T09:59:59  

      Verdade! Mas não deixa de ser uma sacada genial. Vender um demo gera revolta dos consumidores. Você faz um remix de um jogo, atrai alguns, e atrai uma multidão com uma demo, cobrando preço de um jogo inteiro.

  • Christian Oliveira
    2015-03-25T10:21:19

    Square Enix está de fazendo um ótimo trabalho com a franquia FF continue assim.