Internet

02/03/2015 18h08 - Atualizado em 05/06/2015 11h39

Google+ morreu? Rede social se despedaça em Fotos, Streams e Hangouts

Laura Martins
por
Para o TechTudo

Parece que a falta de popularidade do Google+ está fazendo com que a empresa repense seus serviços. Os rumores de que o Google estaria repaginando para, possivelmente, acabar com a rede social, começaram em uma entrevista de Sundar Pichai, o braço direito do CEO Larry Page para produtos.

Google Street View usa tirolesa e foto 360º na Floresta Amazônica; Veja

Sundar Pichai deu entrevista que começou com rumores (Foto: Divulgação)Sundar Pichai deu entrevista que começou com rumores (Foto: Divulgação)

Quais os problemas das redes sociais de hoje? Comente no Fórum do TechTudo

“Eu acho que cada vez mais você verá o foco em comunicações (Hangouts), fotos e Google+ stream como três áreas importantes, ao invés de serem pensadas como somente uma área”, disse o executivo para a Forbes. Desde outubro, Pichai é responsável pelo portfólio de Google Chrome, Android, pesquisa, tecnologia, mapas, social, commerce e infraestrutura.

Ou seja, tudo dava a entender que os principais serviços do Google+ seriam destrinchados em diferentes serviços que acabassem sendo mais úteis para seus usuários. A confirmação veio com o anúncio de outro executivo da empresa, Bradley Horowitz. “Apenas confirmando que os rumores são verdadeiros – Estou animado em ser o responsável pela área de Fotos e Stream do Google+! É importante para mim que essas mudanças sejam entendidas como melhorias positivas para ambos os produtos e como elas alcançam os usuários”, afirmou animado.

Agora, a dúvida fica somente em quem cuidará do Hangouts – um dos serviços mais populares do Google+ – e como ele será utilizado a partir de agora.  Porém, como ele está cada vez mais integrado ao YouTube, esse poderá ser seu destino.

Pichai define um pouco melhor o não contentamento do Google+ com o serviço. “Em termos de estatísticas que nós vemos, nós temos uma comunidade de usuários apaixonada. Nós definitivamente gostaríamos de ter em mais escala do que nós temos. O time está trabalhando em uma nova geração de ideias”, explica.

O Google+ foi lançado em junho de 2011. Durante 90 dias, só era possível entrar na comunidade por meio de convites, assim como outras redes sociais já lançadas. Ele foi criado para agrupar diferentes serviços do Google+, como fotos, PlayStore, Youtube e Gmail, além de incluir Círculos de Amizade, Sparks (sugestões de conteúdo) e Hangouts.

Apesar de não fazer tanto sucesso hoje em dia, a rede foi uma das que cresceu mais rapidamente (superando os gigantes Facebook e Twitter). De acordo com a comScore, de junho a agosto de 2011 já haviam 25 milhões de visitantes únicos no site.

Via Google+ e Forbes

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Rubemar Acaradevitoria
    2015-03-02T20:26:25  

    Fica difícil uma rede social que não tem identidade pegar. Afinal é google+ ou google plus? os dois não pegou porque não é simples como o antigo Orkut, ou o atual facebook.

    recentes

    populares

    • Rubemar Acaradevitoria
      2015-03-02T20:26:25  

      Lê-se Google Plus, no entanto não dá pra negar o fato de que este nome não ficou muito bacana. Fica difícil de criar uma identidade como o Rubemar citou. Acho que um produto grande merece um nome específico, para que ele possa ser destacado de maneira clara no portfólio da empresa.

    recentes

    populares

    • Rubemar Acaradevitoria
      2015-03-02T20:26:25  

      Eu adoro o google+, quem realmente usa a rede diariamente sabe que é bem melhor que o facebook. É uma pena não ter decolado.

  • Rodrigo Carvalho
    2015-03-12T16:17:16

    Pior idéia do Google foi essa. Principalmente quando obrigaram usuários criarem o perfil p/ poderem comentar vídeos do Youtube.

  • italo pinto
    2015-03-07T09:38:56

    Realmente é uma pena que a rede não tenha implacado. De fato, a lógica é diferente do Facebook e por isso causa estranhamento de início. Mas quando você se acostuma vê que o sistema é muito mais inteligente. Eu uso a rede diariamente, mas não posso negar que a interação é limitada. Vamos ver o que ocorre nos próximos meses.