Internet

27/04/2015 11h43 - Atualizado em 27/04/2015 16h21

Nepal: Google, Apple e Facebook ajudam com buscas e doações após terremoto

Maria Clara Pestre
por
Da redação

O terremoto que atingiu o Nepal e partes da Índia neste sábado (25) já causou mais de três mil mortes e motivou gigantes tech como Apple, Google, Facebook , Viber e Microsoft a se envolverem na causa. Foram criados recursos online que incluem estímulos a doações, ligações gratuitas, e mapeamento de desaparecidos no local. O terremoto de 7,8 de magnitude foi o mais violento a atingir o país nos últimos 80 anos. 

Facebook faz três grandes mudanças no algoritmo do feed; saiba o que muda

Nepal no Google Maps (Foto: Reprodução/Google Maps)Terremoto que atingiu o Nepal é o mais violento em 80 anos no país (Foto: Reprodução/Google Maps)


Google Person Finder

Para ajudar familiares e amigos a encontrar pessoas nas áreas afetadas, o Google criou uma ferramenta (personfinder/2015-nepal-earthquake) no Person Finder. O recurso funciona de maneira simples, em uma interface que conta com dois botões: “I’m looking for someone” (estou procurando por alguém, em tradução livre) e “I have information about someone” (eu tenho informações sobre alguém).

Todos os dados coletados por esse sistema serão disponibilizados publicamente para facilitar o mapeamento de desaparecidos. Até agora, mais de 5.700 relatórios já foram preenchidos.  

Google Finder (Foto: Reprodução/Google)Google criou ferramenta para ajudar a localizar feridos pelo terremoto (Foto: Reprodução/Google)

O Google Person Finder foi visto pela primeira vez durante uma outra tragédia, o terremoto do Haiti, que causou mais de 100 mil mortes em 2010. 

Facebook Security Check

Com o mesmo intuito que o Google, o Facebook pediu que os usuários das áreas que sofreram com o terremoto confirmassem sua segurança. O recurso da rede social (facebook.com/safetycheck/) também permite que as pessoas informem sobre o status de outros amigos que estejam em locais afetados.

Facebook security check (Foto: Reprodução/Facebook)Facebook pediu que usuários das áreas afetadas confirmassem sua segurança (Foto: Reprodução/Facebook)

No sábado (25) Mark Zuckerberg anunciou o serviço e ressaltou a importância de divulgar informações sobre as vítimas. “Quando desastres acontecem, as pessoas precisam saber que seus entes queridos estão a salvo. É em momentos como esse que conseguir se conectar realmente importa”, disse.

Nesta segunda-feira, o fundador do Facebook anunciou uma campanha de arrecadação de fundos para as vítimas. Através de uma página na rede social (nepalearthquakesupport) você pode doar a partir de R$ 10 e todo o dinheiro arrecadado irá para a International Medical Corp, que está trabalhando no Nepal.

Zuckerberg também lembrou a importância de pensar no próximo: "Juntos nós podemos ajudar quem precisa de nós. Pense em todos que estão lá e todos que têm familiares e amigos nas áreas afetadas". 

Zuckerberg também anunciou uma campanha para arrecadar fundos para as vítimas no Nepal (Foto: Reprodução/Facebook)Zuckerberg também anunciou campanha para arrecadar fundos para o Nepal (Foto: Reprodução/Facebook)





Apple incentiva doações

Em uma ação um pouco diferente das demais, a Apple facilitou o processo de doação de dinheiro para a Cruz Vermelha Americana, que está trabalhando para ajudar os feridos com o terremoto. Para isso, a gigante criou uma página no iTunes (itunes.com/redcross), que já possui as informações de cartão de crédito dos usuários, com opções de doação que vão de U$ 5 a U$ 200, ou aproximadamente R$ 14, 50 e R$ 580, em cotação atual. 

Quais são os problemas das redes sociais de hoje? Comente no Fórum do TechTudo. 

Essa não é a primeira vez que a Apple usa o iTunes para ajudar causas de caridade. Em 2011, a empresa pediu doações para o terremoto e tsunami do Japão e em 2010 para o terremoto do Haiti. 

Apple incentiva doações para a Cruz Vermelha Americana (Foto: Reprodução/MacRumors)Apple incentiva doações para a Cruz Vermelha Americana (Foto: Reprodução/MacRumors)

Ligações gratuitas no Viber

Para facilitar a comunicação entre pessoas nas áreas de risco e seus familiares e amigos, o Viber tornou todas as ligações feitas do Nepal para qualquer outro país, gratuitas. O caminho inverso, ligações feitas de outro país para o Nepal, também não será cobrado pelo mensageiro VoiP.

Viber (Foto: Reprodução/Viber)Ligações feitas pelo Viber do Nepal para qualquer país são gratuitas (Foto: Reprodução/Viber)











Ligações gratuitas no Skype

A Microsoft também lançou uma iniciativa para ajudar vítimas e familiares. Da mesma forma que o Viber, a empresa liberou as ligações de Skype feitas do Nepal e as realizadas diretamente para o país durante todo o período de dificuldade nas áreas afetadas. 

Via The Wall Street Journal, MacRumors e Telegraph

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Juliano Dill
    2015-04-27T22:53:59

    Mais vão ajudar eles que tem dinheiro