Internet

03/04/2015 07h20 - Atualizado em 27/07/2015 14h27

Rithm: streaming de músicas mistura WhatsApp e Spotify em um só app

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

O Rithm é o mais novo serviço de streaming de músicas que promete chegar para ser um grande rival de Spotify, Tidal, Deezer e tantos outros. E, para isso, ele oferece funções de cunho mais social e um preço muito mais em conta do que a concorrência: somente US$ 3,99 (cerca de R$ 12,60) por mês.

Google tira do ar 192 extensões para Chrome; são 14 milhões de vítimas

Rithm (Foto: Rithm)Rithm (Foto: Rithm)

A estratégia é simples: tornar o streaming de músicas na rede algo bem mais divertido e acessível para os usuários. Por isso, além de milhões de músicas, o Rithm oferece para seus clientes uma plataforma que é um mix de mensagens instantâneas que lembra o WhatsApp e um sistema de stickers como os do Facebook Messenger, mas com temáticas musicais.

“Nós fazemos do ato de compartilhar e tocar músicas com seus amigos uma experiência incrível e intuitiva com um chat via celular”, diz a equipe de desenvolvimento.

Compatível com Android e iOS, ele tem o download gratuito e os usuários podem ouvir até 30 segundos de cada canção sem pagar nada. A proposta tem uma diferença grande para algumas outras plataformas, como Spotify e Deezer, que têm um serviço ilimitado de reprodução para usuários que não pagam, porém com anúncios e limitações de algumas funções.

Em termos de conteúdo, o Rithm não deixa a desejar. Tem parcerias com algumas das grandes produtoras de música do mundo, como Universal, Sony e Warner, além de ter gravadoras independentes como o caso da The Orchard e da Merlin. Ainda foram feitos acordos com artistas populares, como Steve Aoki e Migos, que viraram até emoji para o mensageiro musical.

Rithm é um novo serviço de streaming de músicas (Foto: Divulgação)Rithm é um novo serviço de streaming de músicas (Foto: Divulgação)

Por enquanto, o Rithm está disponível somente para Estados Unidos e Canadá, porém a ideia é de levá-lo a outros mercados em breve. Todos os usuários novos ganham 14 dias de testes do Rithm Gold antes de precisarem assiná-lo. Vale lembrar que ele é mais limitado do que os principais rivais em funcionalidades. Usuários com conta na Google Play ou App Store americana conseguem usá-lo.

Cada usuário só pode criar uma playlist com até 40 músicas, alterada até 60 vezes por mês, e ainda não há opção de ouvir canções offline. Talvez por isso tenha um preço tão mais em conta do que os rivais. O Spotify custa US$ 9,99 (R$ 31,50) por mês e o Tidal sai por US$ 19,99 (R$ 63) nos EUA.

Via TNW e Rithm

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares