Internet

04/07/2015 09h00 - Atualizado em 04/01/2016 10h10

Mark Zuckerberg responde famosos como Stephen Hawking e Schwarzenegger

Paulo Alves
por
Para o TechTudo

O criador do Facebook Mark Zuckerberg usou a sua rede social nesta semana para responder perguntas de usuários e, em uma hora de sessão, recebeu milhares de questões, inclusive de famosos. O grande destaque na avalanche de dúvidas e respostas veio de dois ilustres: o físico Stephen Hawking e o ator Arnold Schwarzenegger. Confira o que rolou na conversa, além da polêmica com nomes reais.

Facebook estaria preparando seu próprio streaming de músicas, diz site

Mark Zuckerbeg responde questões polêmicas sobre nomes reais no Facebook (Foto: Divulgação/Facebook)Mark Zuckerbeg responde questões polêmicas sobre nomes reais no Facebook (Foto: Divulgação/Facebook)


Stephen Hawking

O primeiro foi Hawking. O físico contou que se dedica a busca de uma teoria que reúna a gravidade e todas as outras forças e, em seguida, emendou: “Quais são as grandes perguntas da ciência cujas respostas você gostaria de saber e por que?”. Zuckerberg não se intimidou diante do gênio, deixando claro que se preocupa com questões "mais sociais", porém de igual importância.

Veja a resposta na íntegra.

“Interesso-me mais em questões sobre pessoas. O que vai nos permitir viver para sempre? Como poderemos curar todas as doenças? Como o cérebro funciona? Como funciona o aprendizado e como podemos fazer com que humanos possam aprender um milhão de vezes mais rápido? Tenho também curiosidade em saber se existe um princípio matemático por trás das relações humanas, governando o equilíbrio sobre quem e pelo quê todos nós nos importamos. Eu aposto que ele existe”, disse.

Hawking iniciou com uma pergunta difícil, que obteve uma resposta interessante de Zuckerberg (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Hawking iniciou com uma pergunta difícil, que obteve uma resposta interessante de Zuckerberg (Foto: Reprodução/Paulo Alves)


Arnold Schwarzenegger

Já Schwarzenegger, focou em algo mais cotidiano. Lembrando que pessoas muito ocupadas, como presidentes ou o Papa, encontram tempo para se exercitarem, perguntou como Zuckerberg, possivelmente uma das pessoas mais ocupadas do planeta, encaixa atividades físicas na sua rotina. Ao final, não deixou de manter o bom humor com uma pergunta digna do Exterminador do Futuro: “As máquinas irão vencer?”.

O criador do Facebook garantiu a Arnold que sim, reserva um tempo para se exercitar. “Ficar em forma é muito importante. Precisamos de energia para fazer qualquer coisa bem e temos muito mais energia quando estamos bem fisicamente. Faço atividade física pelo menos três vezes por semana, normalmente assim que acordo. Também tento levar meu cachorro para correr sempre que posso, o que dá o bônus de ser muito engraçado porque, basicamente, é como ver um esfregão correr", disse.

"E não, as máquinas não vencem”, completou.

Schwarzenegger  se interessou pelos hábitos saudáveis do criador do Facebook (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Schwarzenegger se interessou pelos hábitos saudáveis do criador do Facebook (Foto: Reprodução/Paulo Alves)


Arianna Huffington

Outra personalidade que se prontificou a participar da sessão de perguntas e respostas foi Arianna Huffington, dona do Huffington Post e outras empresas de mídia nos Estados Unidos. Como era de se esperar, sua preocupação envolveu questões sobre jornalismo digital, mais especificamente sobre como Zuckerberg vê a evolução de quem faz notícia online e como o Facebook planeja abordar o assunto. 

“Sobre a riqueza, temos visto cada vez mais conteúdos assim online. No lugar de somente textos e fotos, estamos vendo mais e mais vídeos. Isso vai continuar no futuro e iremos ver mais conteúdo imersivo em realidade virtual. Por enquanto, é importante se assegurar que organizações de mídia estão oferecendo conteúdo cada vez mais rico, é isso que as pessoas esperam", respondeu Mark.

O fundador da rede social ainda comentou sobre como são feitas e notícias no modo tradicional.

"Sobre velocidade e frequência [da notícia], o noticiário tradicional é feito de forma minuciosa, mas o modelo tem dificuldade em nos manter informados sobre coisas importantes a todo momento. Há um espaço importante para organizações de mídia capazes de publicar quantidades menores de informação, de forma mais rápida, frequente e em partes. Isso não vai substituir trabalhos mais longos de apuração, e eu não tenho certeza de que alguém já tenha acertado essa fórmula”, argumenta.

Para Zuckerberg, deve haver organizações de mídia tradicionais lado a lado a modelos mais ágeis de entregar notícia (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Para Zuckerberg, deve haver organizações de mídia tradicionais lado a lado a modelos mais ágeis de entregar notícia (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Futuro do Facebook - sensorial e telepático

Outra resposta interessante veio de uma pergunta de um usuário desconhecido, que fez um questionamento simples: "O que vai acontecer com o Facebook no futuro?". Zuckerberg tratou de aproveitar a oportunidade para falar sobre sua visão para rede social e a comunicação em geral, que tem muito a ver com realidade virtual.

“Existem algumas tendências importantes na comunicação humana que esperamos melhorar. Primeiro, as pessoas estão ganhando o poder de compartilhar de maneiras cada vez mais ricas. Nós costumávamos apenas compartilhar texto, e agora postamos principalmente usando fotos. No futuro, o vídeo será ainda mais importante do que fotos. Depois disso, as experiências imersivas com realidade virtual se tornarão a norma. E, depois disso, teremos o poder de compartilhar nossa experiência sensorial e emocional completa com pessoas sempre que quisermos", explica.

Em segundo lugar, as pessoas estão ganhando o poder de comunicar com mais frequência. Estamos habituados a ter que estar com alguém pessoalmente. Então passamos a ter esses computadores enormes em nossas mesas que poderíamos transportar. Agora, temos esses dispositivos incríveis em nossos bolsos o tempo todo, mas nós só os usamos de vez em quando durante o dia. No futuro, teremos dispositivos de realidade virtual e outros que poderão ser usados quase o tempo todo para melhorar a nossa experiência e comunicação.

Um dia, eu acredito que seremos capazes de enviar pensamentos inteiros uns aos outros diretamente usando a tecnologia. Você será capaz de pensar em alguma coisa e seus amigos poderão experimentar a mesma sensação imediatamente, se assim desejar. Esta seria a tecnologia de comunicação definitiva.

Nossas vidas melhoram na medida em que nossas ferramentas de comunicação ficam melhores em muitos aspectos. Podemos construir relacionamentos mais ricos, com as pessoas que amamos e nos importamos. Sabemos o que está acontecendo no mundo e podemos tomar melhores decisões em nossos trabalhos e vidas. Nós também estamos mais informados e podemos tomar melhores decisões coletivamente como sociedade. Este aumento do poder de compartilhamento das pessoas é uma das principais forças motrizes do mundo de hoje”, encerrou.

Zuckerberg aproveitou a pergunta para falar sobre sua visão para o Facebook (Foto: Reprodução/Paulo Alves)Zuckerberg aproveitou a pergunta para falar sobre sua visão para o Facebook (Foto: Reprodução/Paulo Alves)

Zuckerberg se despediu dos participantes agradecendo pelas perguntas e dizendo ter sido “incrível” obter perguntas de um grupo tão diverso de pessoas reunidas em um só lugar – afinal, ele respondeu milhares de perguntas de desconhecidos e, vale ressaltar, com a mesma atenção dada aos famosos.

Via Facebook

Qual sua rede social favorita? Comente no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares