Jogos de RPG

12/10/2015 09h01 - Atualizado em 13/10/2015 09h28

Conheça a CD Projekt RED, criadora de Cyberpunk 2077 e The Witcher

Paulo Vasconcellos
por
Para o TechTudo

The Witcher 3 chegou ao mercado com uma excelente experiência, ao mostrar um mundo gigantesco com dezenas de possibilidades e missões únicas. Contudo, a história, não só deste título, mas da empresa que a criou, é mais profunda: um verdadeiro exemplo de audacidade e perseverança. Acompanhe nesta notícia as informações sobre a CD Projekt RED e seus títulos mais famosos, como Cyberpunk 2077.

Confira nosso review de The Witcher 3

Os piratas poloneses

Marcin Iwinski era uma criança polonesa nos anos 80 apaixonada por jogos. Ele possuía um ZX Spectrum – espécie de PC que rodava jogos em oito bits a partir de fitas K7. Mas ele tinha uma dificuldade: conseguir novos jogos.

CD Projekt RED (Foto: Divulgação)Logo da empresa CD Projekt RED (Foto: Divulgação)

A Polônia estava em guerra enquanto o pequeno Marcin alimentava sua paixão e, por ser uma província socialista da União Soviética, aumentava exponencialmente a dificuldade de achar jogos em lojas. Além disso, para sair do país era preciso enfrentar uma grande burocracia.

O pai de Marcin era um documentarista, e sair do país a trabalho era “mais fácil” para conseguir novas fitas para seu filho. Com o passar do tempo, o menino queria mais jogos, mas seu pai não conseguia corresponder a essa necessidade, fazendo com que Marcin voltasse para formas alternativas de conseguir suas fitas: a pirataria.

Console ZX Spectrum (Foto: Reprodução/Retro Games Collector)Console ZX Spectrum (Foto: Reprodução/Retro Games Collector)

O jovem polonês conseguiu o contato de um grego que clonava os lançamentos do ZX em duas semanas. Logo, Marcin começou a fornecer esses jogos e a ganhar muito dinheiro com as vendas ilegais. Mais tarde, começou seu curso de Física Matemática e conheceu Michal Kicinski, um jovem que vendia jogos de Atari ilícito.

Em 1994, com a chegada do CD – uma nova mídia tinha a capacidade de armazenamento de 400 disquetes - os dois fundaram a empresa CD Projekt e acumularam uma boa quantia em dinheiro, investindo US$ 2 mil na empresa que tinha como fonte de renda a cópia e distribuição de jogos.

Para a época, The Witcher possuía belos gráficos, combinando ótimas texturas e efeitos de partículas (Foto: Reprodução/Youtube)Para a época, The Witcher possuía belos gráficos, combinando ótimas texturas e efeitos de partículas (Foto: Reprodução/Youtube)

A Saga The Witcher

The Witcher foi uma das formas que a CD Projekt encontrou para se legalizar no mercado e atingir um âmbito internacional produzindo e traduzindo jogos de forma legal. Antes da saga, a dupla investiu praticamente todo o seu dinheiro no jogo Baldur’s Gate, da BioWare; e enfrentou a pirataria – sua antiga "aliada" tornou-se sua maior inimiga – traduzindo o jogo completamente para o russo com dubladores famosos, incluíram trilhas sonoras, mapas, dentre muitas outras novidades.

Mas nem tudo são flores na vida da CD Projekt: com a fama absoluta de Baldur’s Gate na Polônia, a Interplay convidou a companhia para produzir a sequência do game: Baldur’s Gate, Dark Alliance. O projeto, no entanto, foi cancelado no meio da produção devido a crise financeira. 

A série de livros de The Witcher é considerado um Senhor dos Anéis da Polônia (Foto: Reprodução/IO9)A série de livros de The Witcher é considerado um 'Senhor dos Anéis da Polônia' (Foto: Reprodução/IO9)

Porém, após a notícia ruim e o impacto causado por ela, a CD Projekt aceitou um desafio audacioso: produzir seu primeiro jogo totalmente original. O jogo escolhido foi The Witcher, um game baseado nos livros do autor Andrzej Sapkowski, considerado um "Senhor dos Anéis" da Polônia, ao misturar elementos de mistério e a rica mitologia eslava.

A obra já havia sido adaptada em filmes, HQ, jogos de cartas e seriados, e agora Marcin Iwinski tentava criar o primeiro jogo baseado nos livros de Sapkowski.

Precisa saber programar?

Após conversar com Sapkowski sobre a venda dos direitos do jogo à CD Projekt, Iwinski ofereceu uma quantia não muito alta de dinheiro ao autor, que mesmo assim aceitou em conceder os direitos de sua obra. A desenvolvedora polonesa viu uma nova oportunidade de voltar ao mercado ao desenvolver inteiramente seu próprio jogo. Entretanto, faltava um detalhe: eles não tinham ideia de como começar a produzir.

Marcin Iwinski e Michal Kicinski: os fundadores da CD Projekt Red (Foto: Reprodução/Youtube)Marcin Iwinski e Michal Kicinski: os fundadores da CD Projekt Red (Foto: Reprodução/Youtube)

Depois de discutirem sobre o planejamento do projeto, conseguiram finalizar a primeira demo do jogo. Mesmo com o roteirista Adam Badowski dizendo que o jogo estava completamente ruim, os fundadores Iwinski e Kicinski decidiram procurar por estúdios europeus na esperança de distribuírem o game, mas ninguém aceitou.

Além do stress, preocupação e frustração atingirem a CD Projekt, o programador e chefe do projeto, Sebastian Zielinski pediu demissão.

Apesar de todas as chances apontando para um eventual fracasso e falência da empresa, Kicinski decide adotar uma nova estratégia: além dele mesmo liderar a equipe do projeto, ele contratou mais de oitenta pessoas sem experiência em desenvolvimento de jogos para trabalhar na produção de The Witcher.

Todos os membros da equipe aprenderam e dividiram experiências trabalhando duro. Na época, a BioWare resolveu ajudar a CD Projekt cedendo sua engine Aurora para a produção do jogo, graças a ajuda que a CD Projekt deu transformando Baldur’s Gate em um fenômeno na Polônia. E prometeram que se a demo do jogo ficasse com uma qualidade boa, eles cederiam um estande na E3 para a CD Projekt.

Após mostrar uma ótima demo a BioWare, a CD Projekt Red ganhou um estande na E3 (Foto: Reprodução/Nexus Mod)Após mostrar uma ótima demo a BioWare, a CD Projekt Red ganhou um estande na E3 (Foto: Reprodução/Nexus Mod)

E assim foi feito: a CD Projekt conseguiu produzir uma demo que agradou a BioWare e participou da E3 de 2004. Por fim, The Witcher foi lançado em 2007, três anos depois do planejado, ultrapassou o orçamento em 10%, que foram conseguidos graças a um empréstimo no banco. Se The Witcher fracassasse, a CD Projekt teria falido. Mas não foi o caso.

O resultado e o futuro da CD Projekt

The Witcher foi um sucesso de vendas e críticas. Vendendo mais de dois milhões de cópias, o jogo possuía belos gráficos para a época, uma boa trilha sonora e elementos de RPG de ação. Quatro anos depois, o jogo recebeu sua sequência: The Witcher 2, que foi uma grande evolução.

Vendeu o dobro de cópias da versão anterior, rendendo a CD Projekt 50 prêmios e uma declaração pública do presidente Barack Obama: "Confesso que não sou muito bom em jogos eletrônicos. Mas me contaram que este é um grande exemplo do lugar da Polônia na nova economia global e que um tributo aos talentos e éticas trabalhistas do povo polonês".

The Witcher 3 foi o último jogo da franquia. Sendo 35 vezes maior que o anterior, o jogo apresenta mais de 30 finais diferentes e uma inovação gráfica tão imersiva que faz qualquer um sentir-se no mundo do bruxo.

Como deixar The Witcher 3 melhor no PC? Descubra no Fórum do TechTudo!

Cyberpunk 2077

O projeto mais ambicioso da CD Projekt Red será o jogo Cyberpunk 2077. O jogo será um título de ficção científica com uma história profunda e questionadora, que apostará na mecânica de RPG, modo que tornou a empresa polonesa famosa. O game – que foi anunciado em 2012 – se passará em um futuro distópico onde a tecnologia degenerou os seres humanos. Segundo José Teixeira, artista de efeitos visuais de Cyberpunk 2077, a CD Projekt "entra no desconhecido em termos de complexidade, tamanho e problemas".

Basta aguardar o lançamento de Cyberpunk 2077 para conferir como o estúdio polonês sairá neste novo universo. Mas se depender de sua audácia e perseverança, podemos ter certeza que será um novo título de sucesso.

Via Eurogamer

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares