26/11/2015 11h57 - Atualizado em 26/11/2015 19h05

Black Friday 2015: Especialistas comentam crise e fazem previsões

Leonardo Avila
por
Para o TechTudo

A Black Friday, data de descontos tradicional nos Estados Unidos, tem grande importância entre varejistas interessados em vender mais e desencalhar estoques com preço abaixo do mercado. No entanto, a recessão econômica, que ocorre no Brasil desde 2014, pode também afetar o comércio na sexta-feira (27). Entenda como a Black Friday Brasil de 2015 pode ter as vendas impactadas pela crise.

Black Friday 2015 antecipada terá maratona de 4 dias

O evento de 2015 terá o menor crescimento em seis anos, desde a sua chegada ao país, com um ganho de 20% em relação ao ano passado, quando o faturamento subiu 51%, segundo pesquisa do E-bit, que avalia a satisfação de consumidores online. 

Black Friday (Foto: Luana Marfim/TechTudo)Black Friday 2015: como a crise pode afetar a data? (Foto: Luana Marfim/TechTudo)

Lojas apostam no digital

Segundo o Sebrae, que trabalha junto com a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (Camara-e.net) na criação do selo Black Friday Legal, boa parte das transações deste ano passará pelas redes. Apenas 0,5% de todos os inscritos no programa vão participar com ofertas em lojas físicas. Enquanto isso, 42% das pessoas interessadas em comprar vai focar gastos somente em lojas online.

De acordo com o presidente da Câmara de Comércio Eletrônico, Ludovino Lopes, a forte presença dos consumidores na esfera virtual indica um fenômeno.

Acompanhe a Black Friday ao vivo

Segundo Lopes, há uma clara movimentação das lojas físicas para dentro do mundo online. É uma tendência que as empresas começaram a abordar a transferência.

"Isso já era uma tendência no passado, mas se incrementou no momento atual”, disse Lopes.

O executivo aponta que empreendedores buscam a Internet para fugir de gastos com a distribuição tradicional, escolhendo meios eletrônicos de pagamento, redes sociais e plataformas digitais para baratear o processo. Hoje, não só o Brasil, passa por um momento de soluções criativas e econômicas. 

Pessoas gastarão mais, para gastar menos

Do lado do consumidor, há outro fator de mudança: segundo levantamento do Google e IBOPE, entre maio e outubro deste ano, o gasto médio por pessoa para a Black Friday 2015 será algo em torno de R$ 1.003, quase o dobro do ano passado, cerca de R$ 522. Também reflexo da crise econômica.

IMG_5696mColetiva com a Sebrae traz expectativas para a Black Friday (Leonardo Avila/TechTudo)

Para a diretora de vendas do Google Brasil, Claudia Worms, o novo pico não significa, necessariamente, um maior poder de compra dos brasileiros. Muita gente parou de comprar e esperou.

“Esse dado mostra claramente um consumo represado no país”, disse.

Para a executiva, o consumo alto indica que a população tem "segurado o dinheiro" e esperado por datas como essa para realmente comprar. A confirmação disso vem com a entrevista feita pelo Google com mais de mil usuários em agosto, em que 43% revelaram estar à espera da Black Friday.

Total compradores também pode ser tímido

O aumento do número de consumidores desta Black Friday Brasil também pode frear. Conforme o levantamento do Google, 50% dos entrevistados pretendem comprar no evento de 2015. Mas, o retorno, ano após ano, sofreu um leve impacto. Com isso, nem todo mundo que comprou em 2014 planeja repetir a dose (82% das pessoas pretende voltar a participar da ação de vendas).

Como não ser enganado na Black Friday? Opine no Fórum do Techtudo.

Embora a crise esteja na ponta da língua dos internautas como causa direta para uma Black Friday "menor", há outro motivo para uma potencial desaceleração do maior evento do e-commerce no país.

“No ponto de vista de valor absoluto, esta Black Friday, certamente, vai ser maior do que no ano passado. Quanto ao percentual de crescimento, talvez não seja comparável ao ano anterior”, diz o presidente-executivo da Braspag (empresa do grupo Cielo de pagamentos online), Gastão Mattos.

Veja dicas para curtir a Black Friday 2015 tranquilo; vídeo


No entanto, para o executivo, esta é também uma mudança de patamar e sinal de amadurecimento.

"Eu diria que não é somente a crise, mas um amadurecimento da ação. Depois de um tempo, fica mais difícil de manter um aumento de 100%”, explica. 

Vai comprar na Black Friday? Veja dicas para encontrar o menor preço online de "produtos tech". 

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares