Placas

26/11/2015 06h00 - Atualizado em 26/11/2015 06h00

Novo driver da AMD ‘aposenta’ placas Radeon 5000 e 6000

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

A chegada dos novos drivers Crimson para placas de vídeo da AMD é uma má notícia para quem utiliza modelos das séries Radeon HD 5000 e 6000. Os novos drivers, que substituem os Catalyst, encerram o suporte a essas placas, o que significa que elas não receberão atualizações, otimização para novos jogos e suporte a novas tecnologias. Dessa forma, os novos drivers Crimson são destinados apenas placas de vídeo da AMD lançadas do fim de 2011 em diante.

GPUs Pascal da Nvidia terão memória HBM2 e 1 TB de banda

A linha de corte da AMD é a arquitetura GCN, presente em suas GPUs mais recentes. Modelos anteriores, que não usam essa tecnologia, acabaram ficando para trás em relação ao suporte via driver Crimson.

Novos drivers da AMD não terão suporte a alguns modelos mais antigos, como a Radeon HD 6870 (Foto: Divulgação/AMD)Novos drivers da AMD não terão suporte a alguns modelos mais antigos, como a Radeon HD 6870 (Foto: Divulgação/AMD)

As representantes das séries 5000 e 6000 são placas de vídeo que não oferecem uma série de tecnolgias recentes, como o DirectX 12 e o FreeSync. No site oficial da AMD, na área de suporte, placas de vídeo das séries Radeon HD 5000 e 6000 são classificadas como “produtos que atingiram seu auge de performance otimizada”.

Como uma forma de compensação, contudo, usuários dessas placas mais antigas poderão baixar a versão beta do driver Crimson. A medida é recomendada já que, se por um lado o driver não promove melhorias de performance, por outro, ao menos, dá ao usuário acesso a uma série de ferramentas e recursos de controle e ajuste fino das Radeon, indisponíveis nos drivers anteriores.

Dúvidas para montar um PC gamer? Dê uma olhada no Fórum do TechTudo.

Via AMD

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares