Produtividade

12/11/2015 15h12 - Atualizado em 15/05/2018 11h58

Office 2016 ou Office 365? Entenda as diferenças

Elson de Souza
por
Para o TechTudo

Office 2016 ou Office 365? A Microsoft oferece duas possibilidades para quem quer usar seus aplicativos Office. O primeiro é o pacote atualizado, e o segundo o plano de assinatura. Ambos trazem os programas mais famosos como Word, PowerPoint e Excel, mas apresentam características que podem fazer a diferença no dia a dia do usuário; vamos explicar.

Como compartilhar a assinatura do Office 365

Para saber se vale a pena comprar o Office 2016 ou assinar o Office 365, confira o comparativo e veja todos os pontos favoráveis e também os negativos.

Quer aproveitar todas as novidades do Office 2019? Você pode comprar e baixar agora na loja oficial da Microsoft!

Office 2016 ou Office 365? Confira o comparativo (Foto: Arte/TechTudo)Office 2016 ou Office 365? Confira o comparativo (Foto: Arte/TechTudo)

Qual a diferença entre o Office 2016 e o Office 365?

O Office 2016 é a nova versão da suíte de produtividade da Microsoft. Os usuários que optarem por comprar um dos pacotes terão acesso ao programa por tempo indeterminado, sem cobrança de mensalidade. Já o Microsoft Office 365 é um serviço de assinatura mensal ou anual que dá acesso ao pacote de produtividade da Microsoft e mais algumas ofertas exclusivas por assinatura.

Com o pacote 365, o usuário pode baixar a versão mais recente do Office, como ocorreu na atualização da edição 2013 para a 2016, mas não chega a ser dono de uma licença definitiva dos aplicativos. Ou seja, caso este deixe de pagar a mensalidade, não terá mais acesso aos programas no computador.

Comparando com serviços de música, o Office 2016 funciona como uma compra de disco no iTunes: é definitiva e sem data de validade. Já o 365 seria o equivalente ao Spotify Premium ou Apple Music: Paga-se menos para ter acesso a todo um acervo de discos que, se comprados, seriam bem mais caros. Mas, assim que a assinatura for suspensa, o conteúdo fica indisponível.

Qual o preço do Office 365 e o que está incluído?

O Office 365 está disponível em dois planos. O mais barato é o Personal, com valor mensal de R$ 21 ou anual de R$ 209. Já o pacote Home sai a R$ 259 por ano ou R$ 26 mensais (valores podem variar de acordo com atualizações). Assim como a maior parte de serviços por assinatura na Web, o 365 também oferece o período de um mês gratuito para testes e degustação grátis.

Office 365 oferece armazenamento adicional no OneDrive, mas quantidade foi reduzida pela Microsoft (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Office 365 oferece armazenamento adicional no OneDrive, mas quantidade foi reduzida pela Microsoft (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Ambos os pacotes do Office 365 incluem 1 TB de armazenamento no OneDrive, 60 minutos mensais no Skype para fixos e celulares e o conjunto completo de apps da Microsoft, incluindo o Word, Excel, PowerPoint, OneNote, Outlook, Publisher e Access, atualizados para a versão 2016. A diferença é que o 365 Personal limita os benefícios e a instalação para apenas um usuário, enquanto o Home (família) pode ser compartilhado com até cinco pessoas.

Quanto custa o Office 2016 e o que ele traz?

O Office 2016 possui três versões bastante distintas entre si. A Home & Student sai a um valor único de R$ 347 e traz apenas o Word, Excel, PowerPoint e OneNote para uso residencial.

Já o pacote Home & Business sai a R$ 837 e inclui todos os aplicativos do Home & Student e também o cliente de e-mails Microsoft Outlook. Por fim, a versão Professional custa R$ 1.499 e traz acesso a todos os aplicativos, incluindo o Outlook, Publisher e Access. Ambas as versões podem ser utilizadas para fins domésticos ou mesmo para pequenas e grandes empresas.

Outlook só está disponível nas versões mais caras do Office 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Outlook só está disponível nas versões mais caras do Office 2016 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Todos os pacotes do Office 2016 (programas completos) são limitados a apenas um Windows ou Mac OS , não sendo possível instalar os aplicativos em celulares ou tablets (há versões móveis e gratuitas, bastante limitadas se comparadas aos pacotes). Além disso, as ofertas incluem apenas 15 GB no OneDrive, sem bônus para o Skype. Por fim, as licenças são definitivas e, caso a Microsoft lance um outro Office em alguns anos, os usuários terão que pagar pela nova versão.

O que há de comum no Office 2016 e 365?

Word, PowerPoint, Excel e OneNote estão disponíveis em qualquer pacote do Office (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Word, PowerPoint, Excel e OneNote estão disponíveis em qualquer pacote do Office (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Seja qual for a opção escolhida, a Microsoft vai disponibilizar a última versão dos aplicativos básicos do Office: Word 2016, Excel 2016, PowerPoint 2016 e o OneNote 2016. Além disso, eles também trazem um espaço adicional ao OneDrive, mas que varia de acordo com o pacote comprado.

Quais os requisitos mínimos de ambos

Tanto o Office 365 como o Office 2016 compartilham os mesmos requisitos em computadores. Para PCs, é necessário ter Windows 7 Service Pack 1 ou superior e máquina com processador de 1 GHz, 2 GB de RAM, 3 GB de espaço livre em disco e monitor com resolução mínima de 1280 x 800 pixels.

No caso do Mac, basta ter o OS X 10.10 com chip Intel, 4 GB de RAM, 6 GB de espaço em disco e monitor com resolução mínima de 1280 x 800 pixels. Já no caso de celulares e tablets, o Office 365 (versão robusta de apps) exige Android 4.4 (KitKat), iOS 8, Windows Phone 8 ou versões posteriores.

Afinal, qual escolher?

Se o usuário deseja ter o Office e aproveitar ofertas para serviços de nuvem como Skype e OneDrive, o plano 365 tende a ser mais vantajoso. Afinal, o pacote traz o conjunto completo de aplicativos de produtividade e sai mais barato do que pagar separadamente pelos programas, espaço de armazenamento e ligações (VoIP). Fora isso, a Microsoft garante aplicativos atualizados enquanto a assinatura estiver ativa. 

Powerpoint e outros aplicativos do Office terão disponibilidade de acordo com o pacote escolhido (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Powerpoint e outros aplicativos do Office terão disponibilidade de acordo com o pacote escolhido (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Já o Office 2016 é a melhor escolha para quem não quer ter que se preocupar com mais uma mensalidade ou anuidade e não liga para espaço nuvem ou Skype (ou ainda usa outras soluções Google, por exemplo). Nele, o usuário pode escolher exatamente os aplicativos que precisa e pagar uma única parcela para ter a suíte por tempo indeterminado. Outro ponto importante, após a compra, é que o usuário não estará sujeito a flutuação no preço da mensalidade ou do pacote.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Thiago Gomes
    2017-05-21T22:54:26  

    Muito esclarecedor!!!!

    recentes

    populares

    • Thiago Gomes
      2017-05-21T22:54:26  

      PRECISO COMPRAR UM NOVO NOTEBOOK, QUE COMPORTE OFFICE 365. QUANTOS GB ELE DEVE TER ?

  • José Barbosa
    2016-06-22T11:49:09  

    VCS saberiam dizer se, caso meu computador quebre, eu posso instalar o 2016 (definitivo) em outro pc? Obrigado

    recentes

    populares

    • José Barbosa
      2016-06-22T11:49:09  

      Senhores, uma dúvida: o Office 365 eu tenho os aplicativos no micro para trabalhar offline ou só funciona online?

    recentes

    populares

    • José Barbosa
      2016-06-22T11:49:09  

      Pedro. Você pode instalar o pacote office em seu micro e usá-lo offline.