Redes sociais

16/11/2015 10h37 - Atualizado em 16/11/2015 10h43

Xingar muito no Twitter não funciona? Emoções positivas contagiam mais

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

A expressão “xingar muito no Twitter” ficou famosa após um fã do grupo Restart usá-la em uma entrevista onde reclamava de um show da banda. Porém, essa não é a melhor forma de interagir no microblog – de acordo com um estudo realizado pela University of Southern California, nos Estados Unidos. A pesquisa revela que demonstrar “emoções positivas” é mais “contagiante” do que as negativas. A análise foi feita com quase quatro mil usuários da rede social.

Dicas de Twitter: truques para conquistar o microblog

Segundo os pesquisadores, posts com emoções positivas têm mais tendência de se tornarem virais do que as negativas. Foram estudados posts de 3,8 mil usuários de forma aleatória, e os resultados provaram que publicações “felizes” afetam os internautas quase duas vezes mais do que as “tristes”.

Veja como descobrir seus primeiros seguidores e seguidos no Twitter (Foto: Reprodução/André Sugai) (Foto: Veja como descobrir seus primeiros seguidores e seguidos no Twitter (Foto: Reprodução/André Sugai))Pássaro do Twitter (Foto: Divulgação/Twitter)

“O que você tuita e compartilha nas redes sociais importa. Normalmente, você não está só se expressando, e sim influenciando os outros”, explicou o autor principal do estudo, Emilio Ferrara, que é cientista da computação no Instituto de Engenharia e Ciências da USC.

Como vincular Twitter ao Instagram? Veja dicas no Fórum do TechTudo.

Os pesquisadores usaram um algoritmo que mede o conteúdo emocional de cada tweet, classificando como negativo, positivo ou netral. Eles compararam o sentimento de um tweet de um usuário a uma média de sentimentos de outros tweets em sua timeline na hora seguinte. Em mais da metade dos casos analisados, os posts positivos levaram a mais posts positivos. E o mesmo aconteceu com os negativos.

Cerca de 20% dos usuários do Twitter mostraram-se “altamente suscetíveis” ao que os pesquisadores chamaram de “contágio emocional”. Ou seja, que foram afetados pelos tweets “emocionais”.

Nestes casos, quatro vezes mais os posts positivos afetaram as pessoas do que os negativos. Portanto, lamentações e reclamações na rede social não costumam dar certo. É melhor propagar o amor!

Via University of Southern California

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares