27/02/2016 07h00 - Atualizado em 27/02/2016 07h00

RFID: tecnologia que dá vida a próteses ajuda a economizar tempo

Isabela Giantomaso
por
Da Redação

RFID é uma tecnologia de identificação por radiofrequência que vem ganhando mais espaço no mercado. Ajudando no movimento de próteses e colaborando para a facilidade do uso de cartões de pagamento de ônibus e pedágio, a técnica está presente no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, e dispensa o contato físico ou visual.

Dispositivo construído com Raspberry Pi controla Internet das Coisas

A RFID é a evolução do código de barras e, com segurança criptografada, promete colaborar também para a Internet das Coisas. De acordo com especialistas, a tecnologia pode ajudar na revolução dos aparelhos do dia a dia ao conectar tudo e todos.

Tags NFC podem ser usadas para abrir aplicativos e outras funcionalidades (Foto: Elson de Souza/TechTudo) (Foto: Tags NFC podem ser usadas para abrir aplicativos e outras funcionalidades (Foto: Elson de Souza/TechTudo))Tecnologia RFID está presente em próteses, Internet das Coisas e NFC (Foto: Elson de Souza/TechTudo)

Os registros históricos apontam que a identificação por radiofrequência foi utilizada na Segunda Guerra Mundial para rastrear a aproximação de aviões. Segundo Felype Nery, analista em RFID, a técnica é basicamente formada por um dispositivo que contém informações que podem ser acessadas de maneira rápida e inteligente através de radiofrequência. O sistema é composto de um leitor, uma antena e uma etiqueta.  

As etiquetas, ou tags, utilizadas no processo podem ser identificadas em um raio de mais de 100 metros, dependendo do modelo RFID, como é o caso dos dispositivos instalados em carros para pagamento automático de pedágios. A padronização internacional também colabora para a expansão e pode ser vista no NFC, recurso disponível em dispositivos móveis, como celulares e tablets, e considerado uma extensão do reconhecimento por radiofrequência.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tech no Android ou iPhone

Proxy e VPN são métodos de navegação na Internet para quem quer mais privacidade, ou acessar conteúdos que não são liberados em alguns países (Foto: Pond5) (Foto: Proxy e VPN são métodos de navegação na Internet para quem quer mais privacidade, ou acessar conteúdos que não são liberados em alguns países (Foto: Pond5))Técnica de criptografia pode ser aplicada no padrão RFID para proteger dados (Foto: Pond5)

As aplicações da técnica são infinitas e, de acordo com Nery, basta "dar asas a imaginação". As etiquetas são bastante usadas no varejo para taguear produtos, e já foram vistas também em atletas da Maratona de Nova York e em próteses. Para movimentar o implante, várias etiquetas são espalhadas pelo corpo do usuário, que dependendo do movimento que quiser fazer, basta passar a mão em frente a tag específica.

Redução de custos

Apesar de ter restrições perto de metal e água, o padrão de identificação tem ajudado em crises econômicas. A técnica, que tem tido queda no preço, automatiza processos, quase zerando o tempo de reconhecimento de produtos. De acordo com Alexandre Dal Forno, especialista em RFID, empresas que levavam semanas detectando mercadorias agora podem fazer o mesmo trabalho em minutos.

"A tecnologia permite encontrar uma caixa sem precisar ter contato visual com ela, o que torna o processo bem mais rápido do que utilizando código de barras. É possível, por exemplo, monitorar o transporte de mercadorias de alto valor em tempo real e verificar se algo saiu do caminhão durante a viagem. A gestão é total", afirma Dal Forno, que acredita que o padrão veio para ficar.

Para Claiton Colvero, também especialista em RFID,  a padronização da identificação por radiofrequência e a agilidade na leitura “abrem um mundo de oportunidades”. “Em um futuro próximo, será possível, por exemplo, vermos supermercados equipados com sistemas RFID, onde o cliente passará o carrinho de compras por um portal de leitura e cada produto será identificado, sem precisar fazer esforços para tirar e colocar tudo no carrinho”, exemplifica Colvero.

No Museu do Amanhã, inaugurado no final de 2015 no Rio de Janeiro, um cartão RFID auxilia na visitação. O card recebe o auxílio de uma assistente operacional parecida com a Siri, da Apple, e a Cortana, da Microsoft, e transmite ao usuário informações sobre espaços e obras.

Segurança

A identificação também é usada em repetidores de sinal, fechaduras e crachás. Assim, a segurança dos dados pode preocupar os usuários. De acordo com especialistas, é possível utilizar criptografia para manter o perigo longe das informações armazenadas. Além disso, as tags carregam um número, onde as reais informações ficam guardadas em um banco de dados, como já é feito com o código de barras.

Internet das Coisas

Family Hub Refrigerator (Foto: Marlon Câmara/TechTudo)RFID também poderá ajudar em Internet das Coisas, a evolução do padrão (Foto: Marlon Câmara/TechTudo)

Considerada uma revolução tecnológica que conecta itens do dia a dia à rede mundial de computadores, a Internet das Coisas é uma evolução do RFID. Para Felype Nery, uma aplicação ideal seria onde itens da geladeira tivessem etiquetas e o eletrodoméstico soubesse através da leitura das tags o que precisa comprar. “Assim, o sistema faria uma lista de compras e encaminharia o pedido para o supermercado mais próximo”, afirma Nery.

Qual é o melhor antivírus grátis? Comente no Fórum do TechTudo.

Segundo Dal Forno, a Internet das Coisas começou com a identificação por radiofrequência e foi evoluindo. "A tecnologia vem com o conceito de conectar coisas, equipamentos e pessoas. É um conceito mais amplo, com mais inteligência na tag, que passa informações via rede de Internet, o que abre infinitas possibilidades para novas aplicações", diz.

Em janeiro, na Campus Party 2016 , um russo apresentou um sistema para controlar portas através de um chip com tecnologia RFID implantado nas mãos. De acordo com o desenvolver, o recurso prova que os humanos também podem participar da era da Internet das Coisas e o equipamento também pode ser utilizado para checar dados médicos, fazer pagamentos e confirmar a autenticação de documentos.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Johnatan Correia
    2016-03-02T23:43:56

    Bilhete único é RFID?

  • Geraldo Gomes
    2016-02-29T13:01:47

    Tem coisas interessantes sobre tags RFID que não foi citado na reportagem: eles não necessitam de baterias ou fontes para funcionarem.

  • Joel Pereira
    2016-02-27T19:09:26  

    A tecnologia RFID existe faz tempo, mas ainda não é popular devido ao seu custo.

    recentes

    populares

    • Joel Pereira
      2016-02-27T19:09:26  

      Com o dinheiro da Petrobrás voltando,dá para implantar.

    recentes

    populares

    • Joel Pereira
      2016-02-27T19:09:26  

      As pessoas falam em custo e vejam o Rio de janeiro construindo estadios e os hospitais falidos. Dá prá entender ????????????

  • Bispo Zan
    2016-02-27T19:35:04  

    A MARCA DA BESTA 666, É O CHIP? AINDA NÃO, EMBORA UM DITADOR MUNDIAL CERTAMENTE IRÁ USAR TECNOLOGIA DE PONTA PARA EXERCER UM CONTROLE TOTAL SOBRE A HUMANIDADE

    recentes

    populares

    • Bispo Zan
      2016-02-27T19:35:04  

      Ui

    recentes

    populares

    • Bispo Zan
      2016-02-27T19:35:04  

      Tem doido prá tudo !!!!

  • Almir Junior
    2016-02-28T08:04:12

    Só JESUS salva. Quem acredita nele.

  • Bispo Zan
    2016-02-27T19:38:30  

    POR QUE JESUS CRISTO AINDA NÃO VOLTOU? ERA NECESSÁRIO O AUMENTO DA CIÊNCIA QUE COMEÇOU A PARTIR DE 1850 D.C.. E TAMBÉM PRECISAVA ACONTECER O RETORNO DOS JUDEUS A PALESTINA CONFORME PROFECIAS

    recentes

    populares

    • Bispo Zan
      2016-02-27T19:38:30  

      CARAMBA MEU NAO VIAJA NAO COMPLIQUE

    recentes

    populares

    • Bispo Zan
      2016-02-27T19:38:30  

      Sai desse corpo que ele não te pertence, maldito!

  • Grana White
    2016-02-27T11:15:22  

    Não era sobre o Whats App a matéria ? um truque e etc ?

    recentes

    populares

    • Grana White
      2016-02-27T11:15:22  

      Jesus já voltou, pois disse que voltaria na sua geração, e para vingar sua morte pelo judeus da sua época, Jesus morreu no ano 30, uma geração na Bíblia é 40 anos, 30+40=70 ano que o templo e a cidade de Jerusalém foi destruída não restando pedra sobre pedra. A vinda de Jesus que pregam é um grande erro de interpretação

    recentes

    populares

    • Grana White
      2016-02-27T11:15:22  

      LOK!

  • Diego Santos
    2016-02-27T11:27:58  

    Esse trem já é mais velho que andar pra frente Só aqui em belo horizonte, esse sistema já funciona tem 15 anos no cartão BHbus... Site ta bem fraquinho hein, bora contar novidades de verdade. Valeu e fui

    recentes

    populares

    • Diego Santos
      2016-02-27T11:27:58  

      AINDA INTERPRETAO COM RELIGIAO AI CABOU

    recentes

    populares

    • Diego Santos
      2016-02-27T11:27:58  

      O objetivo da matéria é só dizer que esse negócio está exposto no museu da Globo.

  • Érica Sousa
    2016-02-27T14:43:45  

    JESUS ESTÁ VOLTANDO, LAMENTÁVEL QUE O SERES HUMANOS NAO PERCEBEM.

    recentes

    populares

    • Érica Sousa
      2016-02-27T14:43:45  

      o Diabo vai cair e quem tiver com ele vai junto !!!!!

    recentes

    populares

    • Érica Sousa
      2016-02-27T14:43:45  

      Jesus quando voltar vái estar tudo digitalizado, ele já tem nos seus arquivos quem vai e quem fica. Vai ser tudo pelo controle remoto.

  • Robert Azevedo
    2016-02-27T21:35:39

    Apaga que da tempo !

  • Cirlene Silva
    2016-02-27T21:28:46

    repete a matéria de novo, q não entendi...

  • Seu Corintiano
    2016-02-27T21:18:09

    Vai Corinthians...

  • Marcio Cavalcanti
    2016-02-27T19:48:18

    o pior é chamar RFID de novo código de barras chega ao brasil!

  • Humberto Carmo
    2016-02-27T18:46:58

    O povo desatualizados aqui na aldeia,ja usamos essa tecnologia faz tempo colocamos etiquetas até nos animais.

  • Hábner Costa
    2016-02-27T15:23:04

    O melhor é o dizer: "chega ao Brasil...." quem postou isso deve viver isolado da humanidade.

  • Edson Costa
    2016-02-27T14:00:32

    Trabalho com essa tecnologia, quem quiser saber mais entre em contato