Internet

08/04/2016 12h40 - Atualizado em 08/04/2016 13h42

Adobe lança correção urgente para o Flash após ramsomware

Thiago Barros
por
Para o TechTudo

A Adobe lançou um patch urgente para corrigir uma falha de segurança do Flash. Após a empresa TrendLabs identificar um novo tipo de ramsomware, que até se comunica por voz com o usuário, a fabricante do software foi rápida e lançou um patch de correção. A recomendação da Adobe é que todos os usuários atualizem os produtos o mais rápido possível.

Adobe corrige nova falha do Flash Player; bug permitia invasão no PC

Flash tem mais uma falha a ser corrigida (Foto: Divulgação/Adobe)Flash tem mais uma falha a ser corrigida (Foto: Divulgação/Adobe)

O vírus se chama RANSOM_CERBER.A e está presente em um modelo já comum de infecção de computadores: anúncios contaminados. Quando um usuário clica nestes links maliciosos, baixa o arquivo e acaba rodando o ramsomware, que criptografa os dados dele e já emite um alerta de que será preciso pagar US$ 1 mil (cerca de R$ 4 mil) para ter acesso ao conteúdo novamente.

O curioso é que o vírus manda até uma mensagem de voz para o usuário quando contamina o computador: ”Atenção! Atenção! Atenção! Seus documentos, fotos, bancos de dados e outros arquivos importantes foram criptografados”. Ou seja, a primeira reação da pessoa, provavelmente, é se desesperar. Para evitar que isso aconteça, é importante instalar o patch de correção lançado pela Adobe.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

Além disso, os especialistas da TrendLabs tem duas recomendações simples: a primeira é não clicar em anúncios de páginas com procedências duvidosas. Um bom antivírus pode ajudar, pois vai identificar sites maliciosos e alertar quanto ao seu risco. Mas, se mesmo assim, você acabar contaminado, nunca pague pelo resgate do conteúdo do computador.

Afinal, caso uma pessoa faça o pagamento aos cibercriminosos, ela pode até ter seus dados de volta, porém isso só mostrará que ela está suscetível a pagar por isso, tornando-a um possível alvo para uma nova investida. Sendo assim, o mais recomendado mesmo é navegar com cautela, instalar todas as proteções que as empresas disponibilizarem e evitar acessar conteúdos não recomendados.

Via Trend Micro e The Next Web

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Marcos Assunção
    2016-04-14T09:39:17

    Desinstalei logo...