Jogos de ação

04/09/2016 11h49 - Atualizado em 04/09/2016 11h49

Halo Wars 2 finalmente expande o universo de estratégia da série

Felipe Vinha
por
Da BGS 2016

Halo Wars 2 foi uma das atrações que a Microsoft trouxe à Brasil Game Show 2016. O título, que sai em 21 de fevereiro, com lançamento simultâneo no Windows 10 e Xbox One, continua a história do primeiro e expande o universo de estratégia da série – algo que há muito tempo era pedido pelos fãs.

Confira a análise de Halo 5: Guardians

Continue a luta

Conversamos com o produtor Graeme Jennings, que foi o responsável por parte do desenvolvimento, que nos revelou mais da aventura, enquanto testávamos a primeira fase. Enquanto guiamos os soldados e unidades da UNSC durante o caminho, precisávamos lidar com a ameaça dos Banished, inimigos que oferecem ameaça em par com o poder de fogo das “forças do bem”. 

Halo Wars 2 finalmente expande o universo de estratégia da série (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Halo Wars 2 finalmente expande o universo de estratégia da série (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Testamos apenas a edição para PC dentro do estande da Microsoft. Porém, do lado de fora a edição de consoles estava disponível para todos, incluindo o público. Segundo Jennings, a ideia é que as duas sejam extremamente próximas, se não iguais, em termos de qualidade gráfica e também na jogabilidade.

O título oferece controles dinâmicos para o joystick do Xbox One, e funciona muito bem, melhor do que o esperado. Isso não é exatamente uma surpresa, já que o primeiro Halo Wars saiu apenas para o Xbox 360, contando com bons comandos no joystick tradicional. A diferença é que há mais unidades, e por isso mais comandos – seja na hora de invocar reforços ou construir bases e melhorias.

Graeme Jennings, produtor de Halo Wars 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Graeme Jennings, produtor de Halo Wars 2 (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Por falar em unidades, agora elas são construídas de forma mais dinâmica, ainda melhor do que no primeiro Halo Wars. As unidades de ataque surgem com as naves que as trazem, enquanto as fixas, prédios e base tradicional, também são colocadas por naves que as entregam, mas de forma um pouco mais demorada.

“A ideia é que tudo seja de forma bem natural, bem dinâmico. Nada vai surgir do nada, tudo para deixar o jogador envolvido com o game e com sua ambientação”, disse Jennings. “Fizemos essas modificações para trazer uma sensação maior de administração de combate e unidades para Halo Wars 2”, complementou.

Halo Wars 2 na BGS (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)Halo Wars 2 na BGS (Foto: Reprodução/Felipe Vinha)

Vale lembrar que a produção de Halo Wars 2, assim como a da série Halo principal, está a cargo do estúdio 343 Industries, e não mais com a Bungie, que largou a saga há algum tempo, e nem mesmo com a Ensemble Studios, ex-criadora de Age of Empires, que foi encerrada em meados de 2009, pouco tempo depois de Halo Wars 1.

Por conta disso, os fãs podem esperar um jogo apresentado com outra pegada, outro estilo de jogabilidade e objetivo. Halo Wars 2 traz a dinâmica do primeiro, mas com tudo expandido e melhorado quando comparado com a obra original. Os gráficos dos cenários não pareceram serem os melhores do gênero, ainda que estejam bem bonitos e adequados. É possível ver cada ataque funcionando de forma diferente e com efeitos únicos, algo caprichado o suficiente para impressionar.

Qual o melhor jogo de tiro FPS? Comente no Fórum do TechTudo!


Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares