Mapas e Localização

14/11/2016 07h00 - Atualizado em 14/11/2016 12h18

Google Play Music muda de visual e usa GPS para recomendar mais músicas

Thássius Veloso
por
Da redação

O Google Play Music, serviço e aplicativo para ouvir músicas do Google, recebeu novidades no visual. O app está mais parecido com a identidade que a empresa vem adotando em outros serviços, como o Google Maps e o Inbox by Gmail. O mais importante, porém, está nos bastidores: agora o Play Music utiliza a localização geográfica do usuário (obtida via GPS) para recomendar playlists dependendo de onde a pessoa está e o que faz.

Num exemplo dado pela empresa, o usuário que está com o Google Play Music rodando no smartphone e entra numa academia de ginástica passará a ver também listas de canções para quem pratica exercícios físicos.

Google Play Música ganha plano Família mais barato para bater Spotify

Google Play Music traz recomendações de músicas baseadas na localização geográfica do usuário (Foto: Divulgação/Google)Google Play Music traz recomendações de músicas baseadas na localização geográfica do usuário (Foto: Divulgação/Google)

Ao menos em tese, o funcionamento do novo aplicativo parece mais proativo que o visto no Spotify, em que as pessoas precisam acessar a aba de "Navegar", depois clicar em "Para treinar" e, por fim, optar por uma playlist criada por curadores profissionais ou por outros assinantes, que pagam a mensalidade de R$ 14,90.

O Play Music também sabe quando o usuário está com uma viagem de avião marcada. De posse dessa informação, ele oferece a playlist "Voando sem estresse" (Flying stress free, em inglês). O programa até explica que passou a oferecer a playlist porque "parece que você está em um aeroporto".

Google Play Música (Foto: Divulgação/Google Play Música)Google Play Música também recebeu mudanças no visual (Foto: Divulgação/Google)











Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

O material de divulgação da novidade diz o seguinte: "O Google Play Music irá apresentar músicas personalizadas, com base em onde o usuário está e por que está ouvindo. Quando ativar o serviço, músicas para malhar serão exibidas quando entrar na academia, uma trilha sonora para o pôr do sol aparecerá quando o céu ficar rosa e melodias para concentração surgirão na biblioteca."

O gigante da internet explicou ainda que as novas playlists são possíveis devido à técnica de machine learning, batizada em português como aprendizado da máquina. Os computadores do Google que fornecem as músicas para o Play Music analisam o comportamento do usuário, assim como de toda a base de inscritos no aplicativo, para entender o que mais agrada nas mais variadas situações. O machine learning combina a preferência pessoal do indivíduo com o conhecimento obtido por meio de grandes volumes de dados.

Google Play Música (Foto: Divulgação/Google Play Música)Assinatura individual do Google Play Música custa R$ 14,90 (Foto: Divulgação/Google)

O Brasil faz parte do lançamento da nova versão do Play Music, assim como outros 61 países. O novo visual vale para o serviço rodando em celulares Android, em iPhones (iOS) e no PC (por meio do site oficial, acessível a partir de qualquer navegador).

Além da assinatura individual de R$ 14,90, o Google também oferece o Google Play Music familiar por R$ 22,90 mensais. Os valores são mais baratos que os praticados pelo Spotify, atualmente o mais festejado serviço de música do planeta: R$ 16,90 e R$ 26,90, respectivamente.

Spotify, Rdio ou Deezer: qual é o melhor streaming de música? Leitores opinam no Fórum

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares