Celular

29/12/2016 07h00 - Atualizado em 29/12/2016 07h00

Xiaomi em 2016: lançamentos da fabricante no exterior e saída do Brasil

Elson de Souza
por
Para o TechTudo

ano da Xiaomi foi marcado pelo lançamento de diversos smartphones que chamaram a atenção ao redor do mundo. Dentre eles, destacam-se tops de linhas acessíveis como o Mi 5 e o Mi Note 2, além do conceitual Mi Mix com tela sem bordas. Enquanto isso, porém, os fãs brasileiros ficaram a ver navios, já que a empresa suspendeu as suas atividades no país no primeiro semestre. Confira, nesta retrospectiva do TechTudo, os destaques da Xiaomi em 2016.

Redmi 2 é bom? Saiba tudo sobre o celular da Xiaomi antes de comprar

Saída do Brasil

Menos de um ano após a chegada ao Brasil, em junho de 2015, os primeiros rumores que a Xiaomi abandonaria o país começaram a circular na Internet. 

Mi 5 foi um dos principais lançamentos do ano da Xiaomi (Foto: Thassius Veloso/TechTudo)Mi 5 foi um dos principais lançamentos do ano da Xiaomi (Foto: Thassius Veloso/TechTudo)


Após muita especulação, o executivo da Xiaomi Hugo Barra finalmente confirmou a suspensão de lançamentos de produtos no país. Segundo o brasileiro, a empresa não estava desistindo do Brasil, mas passaria por reestruturações, mudanças no modelo de vendas e encerraria a produção local. Além disso, alguns funcionários foram transferidos para Pequim, na China.

- Lançamentos internacionais de 2016

Redmi 3

O Redmi 3 foi anunciado em janeiro com tela de 5 polegadas com resolução HD, câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 5 MP. Equipado com MIUI 7.0 baseada no Android 5.1 (Lollipop), o aparelho traz ainda bateria de 4.100 mAh, processador Snapdragon 616 com octa-core de 1,5 GHz, 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno, expansível em até 256 GB. O aparelho foi lançado com preço de cerca de US$ 105 (R$ 342).

Xiaomi Redmi 3 tem tela de cinco polegadas e processador Snapdragon 616 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Xiaomi Redmi 3 tem tela de cinco polegadas e processador Snapdragon 616 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Redmi Note 3

Ainda em janeiro, o RedMi Note 3 foi anunciado com um telão de 5,5 polegadas Full HD e MIUI 8.0 baseada no Android 5.1.1 (Lollipop). O aparelho conta com bateria de 4.050 mAh, leitor de digitais, câmera traseira de 16 megapixels e frontal de 5 MP para selfies. Há ainda um processador Snapdragon 650 com quatro núcleos de 1,4 GHz e dois de 1,8 GH e versões com 2 GB de RAM + 16 GB internos ou 3 GB + 32 GB, todas expansíveis em 256 GB. O preço sugerido é de US$ 220 (cerca de R$ 720).

Redmi Note 3 tem telão de 5,5 polegadas e bateria de 4050 mAh (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi Note 3 tem telão de 5,5 polegadas e bateria de 4050 mAh (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi 4S

O Xiaomi Mi 4S foi anunciado em fevereiro com uma tela de 5 polegadas Full HD, Android 5.1 (MIUI 7.0) e câmera de 13 megapixels e selfies de até 5 MP. O aparelho traz leitor de digitais, bateria de 3.260 mAh, processador Snapdragon 808, 3 GB de RAM e 16 ou 64 GB internos, expansíveis em até 256 GB. Com entrada para dois chips de operadoras, o aparelho pode ser encontrado por preço de US$ 320 (R$ 1.045) com 16 GB ou US$ 400 (R$ 1,3 mil) com 64 GB internos.

Mi 4S tem câmera de 13 megapixels e leitor de digitais (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi 4S tem câmera de 13 megapixels e leitor de digitais (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi 5

O Xiaomi Mi 5 é um top de linha anunciado no mesmo mês com uma tela de 5,15 polegadas Full HD (1080p), Android 6.0 (MIUI 7.0) e câmeras de 16 MP e frontal de 4 MP. O aparelho chega com bateria de 3.000 mAh, processador Snapdragon 820 e versões com 3 GB de RAM e 32 GB, 3 GB + 64 GB ou 4 GB + 128 GB de armazenamento interno, todas sem entrada para cartão microSD. O modelo tem preço inicial de US$ 305 (cerca de R$ 1 mil).

Mi 5 é um top de linha com processador Snapdragon 820 (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi 5 é um top de linha com processador Snapdragon 820 (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Redmi 3 Pro

O Redmi 3 Pro é uma versão levemente melhorada do intermediário da Xiaomi, trazendo tela de 5 polegadas HD (720p), leitor de digitais e Android 5.1 (MIUI 7.3). Anunciado em março, o aparelho chega equipado com processador octa-core Snapdragon 616 de 1,5 GHz, 3 GB de RAM e 32 GB internos, expansíveis em até 256 GB. Há ainda a bateria de 4.100 mAh, a câmera traseira de 13 megapixels e a frontal de 5 MP. O aparelho tem preço inicial de US$ 130 (R$ 425).

Redmi 3 Pro tem cinco polegadas HD e processador Snapdragon 616 (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi 3 Pro tem cinco polegadas HD e processador Snapdragon 616 (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi Max

Em maio, o Mi Max chegou com uma tela gigantesca: 6,44 polegadas com resolução Full HD (1080p). O modelo trouxe ainda Android 6.0 (MIUI 7), bateria de 4.850 mAh e câmeras de 16 megapixels traseiros e 5 MP frontais. Há duas versões disponíveis: a comum traz processador Snapdragon 650, 3 GB de RAM e 32 ou 64 GB internos; enquanto a Prime possui Snapdragon 652, 4 GB de RAM e 128 GB internos. Ambas são expansíveis em 256 GB. O preço inicial do Mi Max é de US$ 230 (cerca de R$ 750).

Mi Max é um aparelho gigante com tela de 6,44 polegadas (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi Max é um aparelho gigante com tela de 6,44 polegadas (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Redmi 3s e 3s Prime

O Redmi 3s foi anunciado em junho com tela de 5 polegadas HD (720p), Android 6.0 (MIUI 8) e câmera de 13 megapixel traseiro e 5 MP frontal. O aparelho traz ainda bateria de 4.100 mAh, processador octa-core Snapdragon 430, 2 GB de RAM e 16 GB internos, expansíveis em 256 GB. O preço inicial do aparelho é de US$ 105 (R$ 342).

Redmi 3S Prime é uma versão mais poderosa do Redmi 3 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)Redmi 3S Prime é uma versão mais poderosa do Redmi 3 (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Em agosto, a Xiaomi lançou uma versão melhorada do aparelho: o Redmi 3s Prime. As diferenças ficam por conta dos 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno, além da inclusão de um leitor de digitais. O preço sugerido pelo modelo é de US$ 135 (cerca de R$ 440).

Redmi 3x

O Redmi 3X foi apresentado em julho com uma tela de 5 polegadas HD (720p), Android 6.0 (MIUI 7.3) e leitor de digitais. As câmeras trazem 13 megapixels traseiro e 5 MP frontais para selfies. Há ainda uma bateria de 4.100 mAh, processador octa-core Snapdragon 430 de 1,4 GHz, 2 GB de RAM e 32 GB internos, com entrada para 256 GB. O preço de lançamento do modelo é de US$ 136 (R$ 444).

Redmi 3X é um aparelho de entrada com leitor de digitais (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi 3X é um aparelho de entrada com leitor de digitais (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Redmi Pro

Outro telefone que chegou em agosto foi o Redmi Pro, que conta com um telão de 5,5 polegadas Full HD, câmera traseira dupla de 13 e 5 megapixels e sensor frontal de 5 MP. Rodando Android 6.0 (MIUI 8.0), o aparelho tem bateria de 4.050 mAh. Além disso, ele possui versões com processador Mediatek Helio X20 e X25, 3 ou 4 GB de RAM e 32, 64 ou 128 GB de armazenamento, todas expansíveis em até 256 GB. O preço inicial do modelo é de US$ 225 (cerca de R$ 740).

Redmi Pro tem câmera traseira dupla de 13 e 5 megapixels (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi Pro tem câmera traseira dupla de 13 e 5 megapixels (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Redmi Note 4

Ainda no mês de agosto, o Redmi Note 4 chegou com tela de 5,5 polegadas Full HD (1080p), câmera traseira única de 13 MP e frontal de 5 megapixels. O aparelho trouxe Android 6.0 (MIUI 8.0), rodando sobre um processador Mediatek Helio X20 e com versões de 2 GB de RAM + 16 internos ou 3 GB + 64 GB internos, ambas com entrada para 256 GB e bateria de 4.100 mAh. O aparelho tem preço inicial de US$ 135 (cerca de R$ 440).

Redmi Note 4 chega com MIUI baseada no Android 6.0 (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi Note 4 chega com MIUI baseada no Android 6.0 (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi 5s

O Mi 5s é um top de linha da Xiaomi que foi anunciado em setembro com Android 6.0 (MIUI 8.0), tela de 5,15 polegadas Full HD, câmera traseira de 12 megapixel e frontal de 4 MP. O aparelho traz ainda processador Snapdragon 821 de 2,15 GHz e versões com 3 GB de RAM + 64 GB internos e 4 GB de RAM e 128 GB internos, sendo esta última com suporte ao 3D Touch. O aparelho pode ser encontrado por a partir de US$ 299 (cerca de R$ 980).

Xiaomi Mi 5S é um top de linha com processador Snapdragon 821 (Foto: Divulgação/Xiaomi)Xiaomi Mi 5S é um top de linha com processador Snapdragon 821 (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi 5s Plus

Assim como a Apple, a Xiaomi também apresentou uma versão Plus do seu smartphone em setembro. O aparelho chega com tela de 5,7 polegadas Full HD, câmera frontal de 4 MP e um sensor traseiro duplo de 13 megapixels. Assim como o Mi 5s, há um processador Snapdragon 821 de 2,35 GHz e versões de 4 GB de RAM + 64 GB internos e 6 GB de RAM + 128 GB internos, ambas com bateria de 3.800 mAh. O preço inicial é de US$ 345 (cerca de R$ 1.130).

Mi 5s Plus tem câmera traseira dupla e versão com 6 GB de RAM (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi 5s Plus tem câmera traseira dupla e versão com 6 GB de RAM (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi Note 2

Em outubro, foi a vez do Mi Note 2 ser anunciado com telão de 5,7 polegadas com bordas curvas e resolução Full HD (1080p). Rodando Android 6.0 (MIUI 8.0), o aparelho traz ainda bateria de 4.070 mAh, câmera principal de 22,5 MP e frontal de 8 MP. Há também o processador Snapdragon 821 de 2,35 GHz e versões com 4 GB de RAM e 64 GB internos ou 6 GB + 128 GB, ambos sem entrada para microSD. O preço inicial do aparelho é de US$ 485 (cerca de R$ 1,6 mil).

Mi Note 2 tem tela com bordas curvas e processador Snapdragon 821 (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi Note 2 tem tela com bordas curvas e processador Snapdragon 821 (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Mi Mix

Ainda em outubro, a Xiaomi anunciou um telefone bem ousado: o Mi Mix. O aparelho chega com uma grande tela de 6,4 polegadas com resolução de 2040 x 1080p e sem praticamente nenhuma borda lateral. Com isso, é possível ter um grande display sem que o telefone seja gigante também. Há ainda a câmera traseira de 16 megapixels e uma frontal de 5 MP.

Mi Mix tem tela com bordas mínimas e especificações poderosas (Foto: Divulgação/Xiaomi)Mi Mix tem tela com bordas mínimas e especificações poderosas (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Nas especificações, o aparelho traz o processador Snapdragon 821 de 2,35 GHz, bateria de 4.400 mAh e versões de 4 GB de RAM e 128 GB internos ou 6 GB + 256 GB, ambas sem entrada para cartão de memória. O Mi Mix chega com preço inicial sugerido de US$ 510 (cerca de R$ 1.670).

Redmi 4, 4 Prime e 4a

Em novembro, a Xiaomi anunciou a família do Redmi 4. O mais poderoso dele é o Redmi Prime, que chega equipado com tela de 5 polegadas Full HD (1080p), câmera traseira de 13 megapixels e frontal de 5 MP. Rodando Android 6.0 (MIUI 8), o modelo traz bateria de 4.100 mAh, processador octa-core Snapdragon 625 de 2 GHz, 3 GB de RAM e 32 G, expansíveis em até 256 GB. O preço de lançamento é de US$ 133 (R$ 435).

Redmi 4 é um aparelho intermediário com três versões (Foto: Divulgação/Xiaomi)Redmi 4 é um aparelho intermediário com três versões (Foto: Divulgação/Xiaomi)

Já a versão intermediária do Redmi 4 chega com as mesmas cinco polegadas, mas com resolução HD (720p). A bateria de 4.100 mAh e as câmeras de 13 MP traseiros e 5 MP frontais permanecem com as configurações iguais. O aparelho possui ainda processador octa-core Snapdragon 430 de 1,4 GHz, 2 GB de RAM e 16 GB internos, expansíveis em 256 GB. O preço de lançamento é de US$ 104 (cerca de R$ 340).

Por fim, o Redmi 4a é um modelo de entrada com o mesmo display de cinco polegadas HD e câmeras de 13 MP e 5 MP frontais. No entanto, o modelo chega com bateria de 3.120 mAh, processador quad-core Snapdragon 425 de 1,4 GH, 2 GB de RAM e 16 GB internos, expansíveis em 256 GB. Ao contrário dos outros, o Redmi 4a não traz leitor de digitais. O preço inicial é de US$ 74 (R$ 242).

Celular da Xiaomi é bom e condiz ao preço no Brasil? Confira no Fórum do TechTudo.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Guilherme Faris
    2016-12-29T10:52:09  

    QUL O MELHOR SITE PARA COMPRAR?

    recentes

    populares

    • Guilherme Faris
      2016-12-29T10:52:09  

      Marcos Antônio e André ou alguém aí: mas vcs pegaram taxa de alfandega, tendo de buscar o produto no correio?

    recentes

    populares

    • Guilherme Faris
      2016-12-29T10:52:09  

      Marcos Antônio e André ou alguém aí: mas vcs pegaram taxa de alfandega, tendo de buscar o produto no correio, comprando nessas lojas da Aliexpress?

  • Gilberto Filho
    2016-12-30T00:20:50  

    Produtos da Apple superfaturados e os trouxas compram, o MAc do meu irmão mais de 10k e nem rodou GTA5, no meu note que custou menos da metade rodou de boa.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-30T00:20:50  

      Exatamente Gilberto Filho.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-30T00:20:50  

      com 10.000 monto um q joga melhor e age melhor em design, criaçao, q um mac desse valor.

  • Crisele Arndt
    2017-01-04T23:56:06  

    Sou leiga no assunto, estão perdoem minha ignorância. Tenho um redmi 2 pro, e amo ele, mas queria comprar um melhor. Comprando do exterior ele vem em português?

    recentes

    populares

    • Crisele Arndt
      2017-01-04T23:56:06  

      Na maioria das vezes, qualquer coisa procura informação no grupo Xiaomi Brasil 2.0 no facebook.

    recentes

    populares

    • Crisele Arndt
      2017-01-04T23:56:06  

      No mercado Livre vc pode comprar o Redmi 3s 3GB/32GB por menos de R$800 a pronta entrega.

  • Marco Santo
    2017-01-03T19:38:09

    Compro o mi mix de quem tiver no Brasil. Pago bem.

  • Francisco Vieira
    2016-12-30T21:30:58  

    Estou comprando um Mi note 2 tomara que esteja valendo a pena pois estou decidindo comprar ele invés de um iphone 7, no caso dps de ver a ficha dos dois a superioridade do mi note é monstruosa perto do apple, mas na teoria e uma coisa na pratica o iphone sempre ganha esse é o problema, tomara que eu não me arrependa.

    recentes

    populares

    • Francisco Vieira
      2016-12-30T21:30:58  

      cara os aparelhos da xiaomi sao bons. eu tenho um mi5 de 64gb que tem o processador top snapdragon 820 e digo que e muito bom!.

  • Gilberto Filho
    2016-12-30T14:08:23  

    Hoje qualquer iPhone possui um desempenho superior a qualquer Android que só vive travando e pegando vírus.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-30T14:08:23  

      Tenta fazer isso com um velho iPhone 4 que tenho aqui... kkkkkkkkkkk

  • Gilberto Filho
    2016-12-30T14:19:17  

    Os celulares com Android não tem durabilidade e os trouxas compram, o Zenfone 3 do meu irmão trava todo dia, o meu Galaxy S7 Edge deu defeito e não quer ligar mais. Samsung nunca mais!

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-30T14:19:17  

      Engraçado tenho um s4 mini desde 2013 e roda fino até hj.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-30T14:19:17  

      Eu tenho um iPhone 4 desde 2012 e ele já sente o peso da idade.

  • George Ferreira
    2016-12-29T14:32:35  

    Kkkkkkjjj, só fala mal do iPhone quem não tem grana suficiente pra pagar por um. Quem pode, pode , quem não pode compra Android.

    recentes

    populares

    • George Ferreira
      2016-12-29T14:32:35  

      Eu poderia muito bem comprar um iPhone 7, mas não o compro por opção. Não vale a pena dar 4000 reais em um telefone só porque tem uma maçã atrás.

    recentes

    populares

    • George Ferreira
      2016-12-29T14:32:35  

      Maioria dos usuarios da apple nao entende nada , só compra por causa de uma maçã e por causa do preço , não sabe mecher nem em 60% do aparelho , nao sabe pra que serve varios app , ou diferenciar os sistemas operacionais pra outros concorrrentes . e a mesma coisa que um noob dizer que windows e o melhor sistema operacional , porque não sabe mechr em Linux que e um sistema operacional livre FREE , e vc ajusta ele da sua maneira , desde que entenda . eu mesmo sou usuario do linux e nao volto pro win .

  • Luís Camargo
    2016-12-29T21:43:42  

    Não tenho iphone e nem xiaomi mas digo, os fanboy da xiaomi conseguem ser mais chatos que os da apple e da microsoft... tudo é importa um xiaomi

    recentes

    populares

    • Luís Camargo
      2016-12-29T21:43:42  

      Primeiro que flw fanboy já sei q eh c.hu.pa r01a de apple...

    recentes

    populares

    • Luís Camargo
      2016-12-29T21:43:42  

      Fanboy é insuportável mesmo.

  • Gilberto Filho
    2016-12-29T13:00:41  

    Hoje qualquer Smartphone top possui hardware superior ao Iphone que ainda vive de nome e aparência.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-29T13:00:41  

      IOS não faz milagre, Mais uma das viuvas do jobs com suas suposta vantagens.

    recentes

    populares

    • Gilberto Filho
      2016-12-29T13:00:41  

      A Apple faz com qualidade, os outros copiam com quantidade.

  • Edson
    2016-12-30T10:34:43  

    Suporte Iphone 100%, sistema Iphone trava igual os demais, apesar de ser menos frequente, do mais não vejo diferença!!!

    recentes

    populares

    • Edson
      2016-12-30T10:34:43  

      o Rsto não possui a maça

  • Sinto Autorizado
    2016-12-30T02:45:38  

    Melhor que iphozZZzzzZzzzzZzzzZzzzzz Fio! Pra ser melhor que o Iphone ja tem que ter iOS na arrancada... Depois a gente compara Hardware

    recentes

    populares

    • Sinto Autorizado
      2016-12-30T02:45:38  

      cordeirinho

    recentes

    populares

    • Sinto Autorizado
      2016-12-30T02:45:38  

      Fazer alguma coisa melhor que o iphone, não é vantagem nenhuma. Qualquer fabricante consegue....

  • Elias Santos
    2016-12-30T10:14:35

    Faz Flango Flito?

  • Beto Valente
    2016-12-30T10:12:40

    FRANCAMENTE, fazer alguma coisa melhor que o iphone, não é VANTAGEM NENHUMA. Qualquer um consegue....

  • José Luiz
    2016-12-30T10:11:32

    Eh muito MiMiMi hahaha

  • Nilson Souza
    2016-12-30T09:56:57

    Eu não entendo umas críticas que fazem aos que gostam da iPhone são chamados de fanáticos e os que gostam de androide são o que ? Garotos propaganda ? Vamos respeitar o gosto ,o poder de compra e vamos ser feliz gente !

  • Tiago Baraldi
    2016-12-30T08:45:15

    Matéria PAGA!!! Kkkkkkk

  • Thiago Santos
    2016-12-29T14:38:19  

    Eu tenho um Redmi Note 3 Pro, excelente aparelho

    recentes

    populares

    • Thiago Santos
      2016-12-29T14:38:19  

      Tricolor Bbmp ... indico " Banggood" ,comprei o REDMI NOTE 4 64 GB .

    recentes

    populares

    • Thiago Santos
      2016-12-29T14:38:19  

      comprei o mi5s plus de 128 gb internos e 6 gb de ram, kkkkkkkkkk... na banggood!! esperando o monstro chegar!!

  • Fernando Dias
    2016-12-29T23:50:27

    Eu teria um China in Box desses, porem teriam que tirar todos os após espiões da china.

  • Victor Corrêa
    2016-12-29T22:49:24

    Não troco meu s7 por nenhum desses.

  • Michel Reis
    2016-12-29T12:21:50  

    eu tenho um redmi note 4, é o melhor aparelho que já tive! tive um moto X, Galaxy S6, iphone 5S, entre outros, mas este foi sem duvida o melhor e mais barato, a Xiaomi me surpreendeu, o MIUI é um ótimo OS, excelente acabamento, enfim, top e indico para qualquer pessoa..2017 comprarei ou Mi Mix ou Mi5S...fato...Xiaomi Wins!

    recentes

    populares

    • Michel Reis
      2016-12-29T12:21:50  

      Poxa, fico mais tranquilo então. Tbm comprei o Redmi na Banggood e a Mi Band na Gearbest, foram as lojas com mais recomendações que encontrei. Espero que peguem leve nas taxas.

    recentes

    populares

    • Michel Reis
      2016-12-29T12:21:50  

      Paguei 200 de imposto

  • André Pereira
    2016-12-29T20:17:49

    Tenho um MI 5 não fica a dever à nenhum smartphone do Brasil inclusive os IPhones , acabamento impecável e funciona normalmente

  • Dito Pedreiro
    2016-12-29T19:45:17

    Comprei uma Cobra desse e o telefone quebrou com 1 mas de uso, resultado, não tem peças para arrumar.

  • Gustavo Neves
    2016-12-29T19:39:45

    Não é a primeira vez que tentam fabricar hardware no Brasil e não dá certo...

  • João Blois
    2016-12-29T11:14:45  

    Não foi a mi que decepcionou o brasil mais sim o brasil que decepcionou o mundo com suas regras e seus impostos e sua mão de obra cara e desqualificada.

    recentes

    populares

    • João Blois
      2016-12-29T11:14:45  

      Real, nao que as coisas sejam falsificadas..., mas sao feitas nas coxas...

    recentes

    populares

    • João Blois
      2016-12-29T11:14:45  

      Mas TUDO é feito na China.. inclusive os iPhone....