Computadores

18/01/2017 06h00 - Atualizado em 18/01/2017 06h00

Raspberry Pi ganha módulo mais barato e voltado para Internet das Coisas

Felipe Alencar
por
Para o TechTudo

A Raspberry anunciou nesta segunda-feira (16) o lançamento de mais um módulo para sua mais recente plataforma de hardware, o Raspberry Pi 3. Trata-se do Compute Module 3 (CM3), um módulo que tem como foco a Internet das Coisas (IoT) e automação de casas e fábricas.

Raspberry Pi: relembre invenções feitas com a placa em 2016

O Compute Module foi lançado, originalmente, em abril de 2014 e teve uma grande aceitação por parte dos usuários. Ele era baseado no processador original do Raspberry Pi, o BCM2835. À medida que a plataforma era atualizada com novos componentes, o Compute Module acompanhava sua evolução.

Compute Module 3 tem foco na Internet das Coisas (Foto: Divulgação/Raspberry Pi) Compute Module 3 tem foco na Internet das Coisas (Foto: Divulgação/Raspberry Pi)

Chegando agora em sua terceira geração, o CM3 é baseado no hardware do Raspberry Pi 3, que tem o dobro de memória RAM e até 10 vezes mais poder de processamento que a CPU do módulo original.

A empresa lançou duas versões do Compute Module 3. A versão padrão possui uma CPU BCM2837 com clock de 1,2 GHz e 1 GB de RAM. Além disso, ela tem 4 GB de memória flash eMMC. A segunda versão foi chamada de Compute Module 3 Lite (CM3L), que no lugar dos 4 GB de memória flash coloca um leitor de cartão SD.

O objetivo deste módulo é prover uma forma rápida e barata de se produzir produtos personalizados com base na plataforma de hardware e software da Pi. A ideia por trás do Compute Module é fazer com que tanto empresas grandes quanto desenvolvedores independentes tenham as mesmas possibilidades e ferramentas para levar à frente os seus projetos.

Aplicativo do TechTudo: receba as melhores dicas e últimas notícias no seu celular

As duas versões do CM3 lado a lado (Foto: Divulgação/Raspberry Pi) As duas versões do CM3 lado a lado (Foto: Divulgação/Raspberry Pi)

O CM3 é responsável por cuidar do roteamento dos pinos do processador, da interface de alta velocidade da memória RAM e da fonte de alimentação do núcleo. O CM3 usa o padrão DDR2 SODIMM, que é utilizado por inúmeras fabricantes. Por isso, ele está amplamente disponível a um baixo custo.

Vale a pena comprar o Raspberry Pi 2? Comente no Fórum do TechTudo. 

O CM3 e o CM3L custam, respectivamente, US$ 30 (R$ 96) e US$ 25 (R$ 80), excluindo impostos e taxas de envio. A empresa também informa que o Compute Module original, lançado em 2014, não foi descontinuado e também está custando US$ 25 (R$ 80). Quem se interessar em comprar também levará kits de desenvolvimento que ajudarão a iniciar projetos.

Para adquirir qualquer um dos módulos, basta entrar no site dos parceiros da Fundação Raspberry Pi, como a element14, Farnell UK e RS Components e efetuar a compra. O valor do frete varia de acordo com a empresa.

Via Raspberry Pi Blog

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Sinto Autorizado
    2017-01-24T13:18:41

    Vem ninóis Skynet!