Fone de ouvido

03/03/2017 06h00 - Atualizado em 03/03/2017 06h00

Razer ou HyperX: veja quem tem os melhores headphones gamers no Brasil

Filipe Garrett
por
Para o TechTudo

Razer e HyperX são fabricantes de componentes e acessórios voltados para gamers. No Brasil, as duas marcas contam com um catálogo interessante de fones de ouvido para jogadores. Entre os Razer, o consumidor pode encontrar fones mais conhecidos e, em alguns casos, com preços bem salgados.

Lista traz cinco fones de ouvido Bluetooth para praticar esportes

No lado da HyperX, os preços são menores, mas o mesmo pode valer para o desempenho dos fones. Para entender melhor em detalhes o que HyperX e Razer têm de bom e de ruim nos seus fones de ouvido, acompanhe o comparativo:

Design: empate

HyperX conta com fones de ouvido que usam memory foam para garantir maior conforto em sessões prolongadas de uso (Foto: Luciana Maline/TechTudo)HyperX conta com fones de ouvido que usam memory foam para garantir maior conforto em sessões prolongadas de uso (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

Mais do que aparência arrojada, headsets para gamers precisam de design que garanta o conforto, mesmo em longas sessões de uso. Tanto Razer como HyperX possuem fones de ouvido com boa ergonomia, mas há algumas diferenças entre as linhas dos dois fabricantes.

Entre os HyperX, por exemplo, é mais comum encontrar fones de ouvido que usam “memory foam”, um tipo de espuma que se adapta ao formato da sua cabeça, garantindo encaixe perfeito e menor cansaço. Entre os Razer, é possível encontrar dispositivos mais leves do que os concorrentes, que podem amenizar o efeito do desgaste depois de uma sessão de uso prolongada.

Se você for considerar o design como um elemento apenas visual, ambos os fabricantes contam com desenhos modernos e agressivos.

Conforto: HyperX

Como mencionado no critério anterior, os fones da HyperX saem na frente porque usam uma espuma especial nas conchas, capaz de se deformar de acordo com o formato de sua cabeça. Isso proporciona um encaixe perfeito e tende a amenizar pontos de pressão localizada, que podem gerar desconforto em longas sessões de uso.

Qualidade do áudio: empate

Tiamat 7.1 da Razer tem preço bem salgado, mas qualidade de som é superior aos HyperX (Foto: Divulgação/Razer)Tiamat 7.1 da Razer tem preço bem salgado, mas qualidade de som é superior aos HyperX (Foto: Divulgação/Razer)

Boa parte dos fones da HyperX apresentam impedância muito alta, na casa dos 60 Ohms. Basicamente, quanto maior a impedância, maior a necessidade de energia do fone de ouvido para atingir volumes altos: isso significa que os headphones da marca podem ter som baixinho se usados com smartphones, por exemplo. Uma exceção interessante é o Cloud Stinger da marca, com impedância de 30 Ohms.

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Nos Razer, a impedância é mais baixa, normalmente a 30 Ohms, tornando-os fones de ouvido adaptáveis a celulares e outros dispositivos portáteis, com menor capacidade energética. Se você quer um fone de ouvido para algo além dos jogos, e pretende ouvir música de um celular, a Razer é melhor opção.

No caso dos Razer, o ponto negativo pode ser encontrado no diâmetro dos drivers de áudio. Esse componente é responsável por produzir o som no fone e quanto maior ele for, em geral, melhor será sua capacidade de reprodução de áudio. Mesmo em fones top de linha da marca, o diâmetro gira na casa das 1,57 polegadas. Nos HyperX, a dimensão sobe para 2,1 polegadas.

Fones da HyperX competem diretamente contra as opções intermediárias da Razer (Foto: Ana Marques/TechTudo)Fones da HyperX competem diretamente contra as opções intermediárias da Razer (Foto: Ana Marques/TechTudo)

Outro detalhe interessante de ser observado diz respeito ao interior do fone. Unidades, como o Tiamat da Razer, que possuem 10 drivers de áudio independentes, terão performance superior em conteúdo que ofereça suporte a som em oito canais. Entretanto, é importante ressaltar, que esse fone pode custar até o dobro dos produtos mais caros da HyperX no Brasil: o concorrente do Tiamat entre os HyperX, o Cloud II, apresenta som 7.1 simulado, mas custa menos da metade do rival.

Conectividade: Razer

Kraken, da Razer, é um dos fones que competem diretamente contra os HyperX (Foto: Divulgação/Razer)Kraken, da Razer, é um dos fones que competem diretamente contra os HyperX (Foto: Divulgação/Razer)

Fones de ouvido gamers de alta performance e qualidade de som superior tendem a usar conexão via cabos com o computador. Isso garante sinal de maior qualidade e estabilidade para que o fone tenha o máximo desempenho na maior parte do tempo. Tanto Razer como HyperX contam com linhas bem providas nesse quesito.

Em relação a modelos de fones de ouvido capazes de operar sem fio, a Razer acaba em vantagem. O motivo é simples: a marca tem um portfólio maior no país, com mais opções, e dessa forma pode agradar as necessidades de quem abre mão de alta performance em favor de uma instalação mais prática. A oferta de opções sem fio pela Razer acaba sendo um diferencial que ajuda a explicar porque ela vence nesse critério.

Disponibilidade no Brasil: empate

HyperX Cloud Revolver é o fone de ouvido top de linha entre os HyperX vendidos no Brasil (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)HyperX Cloud Revolver é o fone de ouvido top de linha entre os HyperX vendidos no Brasil (Foto: Anna Kellen Bull/TechTudo)

A Razer tem mais tempo no mercado brasileiro e possui uma linha de produtos de som maior do que a rival. No portfólio da marca em seu site oficial para o Brasil, são apresentadas sete opções de headsets e headphones. No caso da HyperX, existem seis opções. Entretanto, a HyperX compensa a diferença por praticar preços mais baixos.

Em relação a preços, os produtos da Razer podem chegar a valores mais altos. O top de linha Tiamat 7.1, por exemplo, é encontrado por R$ 1.500. Já entre os HyperX, o Cloud Revolver é o mais caro, a R$ 750, seguido de perto pelo Cloud II, a R$ 700.

Conclusão

Tanto HyperX como Razer contam com um portfólio interessante de fones de ouvido para jogadores. Entretanto, há algumas diferenças interessantes de proposta entre os dois fabricantes: a Razer tem linha um pouco mais completa e atende um perfil de consumidores que pode investir pesado em alta performance. A HyperX agrega opções menos caras, mas com um perfil de qualidade competitivo diante das alternativas intermediárias do concorrente.

A melhor dica para separar os fones que podem atender bem as suas necessidades é isolar os preços e observar detalhes cruciais, como conforto e qualidade de som. Nesse caso, dependendo do seu perfil de uso, é possível sair satisfeito comprando Razer ou HyperX.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Gatanas Hilderjackson
    2017-03-08T22:52:09

    60 ohms impendancia muito alta? Te apresento os beyerdynamic com 600 ohms. Quantidade e diametro de drivers = melhor som? pessoal da tech tudo tem que se informar mais, pois seguindo a logica desse post um HD600 com seus drivers de 30mm sao piores que qualquer destes fones citados no artigo.

  • Marcelo Ribeiro
    2017-03-04T14:19:29

    Assistência Técnica em Headphones Gamers, Fones de ouvido, Headsets. WhatsApp (21) 981-345-290 Rio de Janeiro / (24) 988-438-801 Petropolis.