Produtividade

11/04/2017 12h34 - Atualizado em 11/04/2017 12h34

Microsoft corrige falha no Office que coloca usuários do Word em risco

Felipe Alencar
por
Para o TechTudo

O Microsoft Word, editor de texto que faz parte do pacote Microsoft Office, é o mais novo alvo de hackers. Uma falha de segurança permite que um malware, disfarçado de um documento do Word, — com extensão .doc — seja enviado por e-mail e, desta forma, abra as portas para que seu computador seja invadido. A falha foi descoberta pela empresa de segurança FireEye, ligada à McAfee.

Hackers têm novo alvo para ataques de ransomware: sequestrar PCs de empresas

Questionada pelo TechTudo, a Microsoft informou que a brecha foi corrigida nesta terça-feira (11), por meio de uma atualização. Sendo assim, os consumidores com a atualização automática ativa estão protegidos. A empresa reforça, ainda, a necessidade de os consumidores manterem hábitos on-line seguros, "incluindo a atenção antes de abrir arquivos desconhecidos e que evitem downloads de fontes não confiáveis para evitar problemas."

Word é alvo de hackers para invasão de computadores (Foto: Reprodução/Elson de Souza) Word é alvo de hackers para invasão de computadores (Foto: Reprodução/Elson de Souza)

Aplicativo do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu celular

Como a brecha funciona?

O internauta recebe um e-mail que, aparentemente, contém arquivos do Microsoft Word em anexo. Porém, na verdade, são aplicações escritas em HTML. Depois de baixar e abrir o arquivo, o código malicioso executa os comandos de conexão a um servidor externo, de propriedade dos hackers — abrindo as portas para a instalação de malwares no computador da vítima.

O vírus afeta todas as versões do editor de texto, até mesmo o Microsoft Office 2016, que é a versão mais recente do pacote de softwares. A brecha de segurança também pode ser explorada por meio do Word Online.

Solução e prevenção

Há duas dicas que podem ajudar a impedir que seu computador seja afetado pelo malware. A primeira delas é desconfiar de qualquer anexo enviado ao seu e-mail. Veja se o remetente é confiável e, se possível, confirme antes com a pessoa se ela realmente mandou algum arquivo do Microsoft Word para o seu e-mail.

A segunda dica é sempre abrir arquivos do Word enviados por e-mail ou que você não sabe exatamente a procedência pelo "Modo de Exibição Protegido". O vírus só conseguirá se conectar com os servidores externos se o arquivo estiver em "Modo de Edição", que permite realizar mudanças. 

Para usar o modo mais seguro, vá em ''Arquivo'', ''Abrir'' e, depois, clique em ''Abrir'' novamente. Por fim, escolha a opção “Abrir no Modo de Exibição Protegido”. Porém, se você já tiver sido vítima dos hackers ou suspeitar que o seu computador está com vírus, a dica é usar softwares de remoção de malware.

Via FireEye

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares