Jogos de estratégia

NOTA tt
7.8

Review Ace Attorney: Phoenix Wright Trilogy

O advogado mais famoso dos videogames está de volta no Nintendo 3DS com uma coletânea de seus três primeiros títulos. Veja o que evoluiu nessas versões refeitas da trilogia e o que poderia ter sido melhor.

Rafael Monteiro
por
em

Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy é uma coletânea para Nintendo 3DS que traz os três primeiros jogos da série de advocacia do Nintendo DS, mais precisamente toda a trilogia original sob comando do protagonista Phoenix Wright. Os títulos tiveram seus gráficos melhorados e alguns outros detalhes mudados, valendo bastante o investimento. Confira a análise completa!

Confira nosso review completo de Phoenix Wright: Ace Attorney – Dual Destinies

Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy traz três jogos clássicos remasterizados (Foto: The Ace Attorney Wikia)Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy traz três jogos clássicos remasterizados (Foto: Divulgação)


Justiça para todos

A coleção inclui os três seguintes jogos: Phoenix Wright: Ace Attorney, Phoenix Wright: Ace Attorney – Justice for All e Phoenix Wright: Ace Attorney: Trials and Tribulations. Ela apenas deixa de fora o quarto capítulo da série, onde o protagonista Phoenix Wright acaba sendo substituído por Apollo Justice.

No primeiro título vemos os primeiros passos de Phoenix Wright, começando em sua carreira de advogado e já tendo que livrar a cara de amigos, capturar o assassino de sua mentora e resolver um dos maiores casos em aberto de sua época. Tudo é extremamente excitante nesse primeiro jogo e a história é bem conectada e fechada.

A sequência Justice for All é basicamente mais do mesmo. Wright já está estabelecido e os casos não parecem tão interessantes assim, mas o capítulo final guarda algumas surpresas. O terceiro, Trials and Tribulations, volta a ficar divertido com a chance de controlar a mentora de Phoenix Wright em um flashback.

Larry Butz é o primeiro e mais azarado cliente de Phoenix Wright (Foto: Divulgação)Larry Butz é o primeiro e mais azarado cliente de Phoenix Wright (Foto: Divulgação)


Provas e aflições

A série Phoenix Wright é uma aventura de texto em moldes clássicos, o que significa que é relativamente normal ela apresentar muita repetição e linearidade. É mais próximo de uma história interativa do que de um jogo. Você pode falhar e ter que tentar de novo, mas raramente tem a oportunidade de fazer algo diferente do script.

O destaque do jogo fica por conta dos julgamentos, que funcionam em um estranho sistema de 3 dias. Como um advogado de defesa você precisará ouvir testemunhos, pressionar afirmações, apontar contradições, apresentar evidências que apoiem suas objeções, e assim por diante.

O ponto alto da série está justamente nesses momento “Ahá!”, no prazer de resolver um quebra-cabeça de fatos. Além do prazer de finalmente encontrar uma mentira em um testemunho, normalmente os verdadeiros criminosos são as testemunhas, tentando culpar seus clientes inocentes.

Não há momento mais satisfatório do que encontrar uma contradição em Phoenix Wright (Foto: Divulgação)Não há momento mais satisfatório do que encontrar uma contradição em Phoenix Wright (Foto: Divulgação)

Como dito, a progressão da história é linear, então só há uma resposta certa para cada quebra-cabeça. Você tem um limite de erros antes de ter que tentar tudo de novo. Às vezes é preciso pensar bastante para encontrar a solução e pode ser frustrante quando o seu raciocínio é diferente do que está planejado no script.

Relatório da autópsia

Apesar de os tribunais serem o foco da série, a maior parte do tempo você passará fora deles, investigando cada crime por conta própria. Com uma interface um pouco confusa você poderá se mover por diversos locais, como a cena do crime e outros pontos importantes. Poderá investigá-los e falar com testemunhas para obter informação.

Nas investigações novamente a linearidade afeta o ritmo do jogo. A história não irá progredir se, por exemplo você tiver esquecido de pegar um papel importante no chão ou não fez uma certa pergunta para uma testemunha. Muitas vezes é difícil descobrir o que está empacando a sua jornada e infelizmente não há um sistema de dicas.

A Magatama revela quando as pessoas escondem segredos e podem ter várias trancas (Foto: Divulgação)A Magatama revela quando as pessoas escondem segredos e podem ter várias trancas (Foto: Divulgação)

No segundo e terceiro jogo o ritmo fica ainda mais prejudicado, com a introdução de um item chamado Magatama. Ele revela quando as pessoas estão escondendo segredos fora do tribunal, ainda na fase de investigação. A intenção é boa, tentar trazer a mecânica de apontar contradições através de evidências também para fora dos julgamentos, mas acaba apenas atrasando tudo de maneiras artificial.

Gráficos e… Objection!

Todo o visual dos três capítulos da série foi remasterizado, porém não exatamente para essa coletânea. Há algum tempo a série Phoenix Wright teve seus gráficos refeitos para ser lançada em dispositivos iOS como iPhone e iPad, e os gráficos de Ace Attorney Trilogy são na verdade versões mais simples dos gráficos dos smartphones e tablets.

Enquanto a versão do Nintendo 3DS não é tão bonita quanto a do iPhone ou iPad, ela ainda está bem competente tecnicamente e apresenta uma boa evolução em relação aos originais. Um detalhe que faz muita diferença é que está mais fácil de ler o texto, algo muito importante em um jogo desse tipo.

Os gráficos do jogo foram melhorados, mas a versão 3DS fica atrás da iOS (Foto: Divulgação)Os gráficos do jogo foram melhorados, mas a versão 3DS fica atrás da iOS (Foto: Divulgação)

As animações deixaram um pouco a desejar, pois apesar de o seu visual ter sido remasterizado, não foram adicionados novos quadros. Alguns personagens estão animados com apenas dois ou três quadros, tornando sua animação muito brusca para os padrões atuais.

O efeito 3D também ficou bem limitado, apenas separando “camadas” de personagens. Você conseguirá discernir que o fundo, a testemunha e o texto estão em profundidades diferentes, mas apenas isso. Como os gráficos são 2D, se torna impossível para o efeito dar profundidade real aos personagens.

Conclusão

Phoenix Wright: Ace Attorney Trilogy é uma coletânea de alta qualidade para fãs da série e oferece muito valor para jogadores que desejam conhecê-la. Há alguns defeitos tradicionais de jogos de aventura de texto como repetição e linearidade, mas todos os títulos realmente brilham em contar histórias carismáticas e com momentos marcantes. É uma boa oportunidade para fãs revisitarem sua série preferida e para novos fãs serem formados.


Ainda vale a pena comprar o Nintendo 3DS?
Comente no Fórum do TechTudo.


Nota TechTudo

NOTA tt
7.8
Gráficos
8
Jogabilidade
7
Diversão
8
Som
8

Prós

  • - 3 clássicos remasterizados
  • - Gráficos melhorados
  • - Maior clareza no texto

Contras

  • - Um pouco repetitivo
  • - Efeito 3D muito simples
  • - Animações bruscas
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares