Jogos de estratégia

NOTA tt
9.0

Review Animal Crossing: New Leaf

Confira o review de um dos games mais viciantes já lançados para o Nintendo 3DS

Arthur Figueiredo
por
em

Animal Crossing: New Leaf é o mais recente título da franquia que tem a premissa de ser um “simulador de vida” da Nintendo. Mas, em vez de simular necessidades mais básicas dos personagens como a série The Sims, Animal Crossing é sobre a vida em comunidade. Uma comunidade de animais, onde o protagonista é o único humano, para ser mais exato. New Leaf já é o quarto jogo (o segundo portátil) e, de longe, o melhor deles. Nunca uma cidade tão pequena ofereceu tanto para ver e fazer.

Animal Crossing: New Leaf (Foto: Divulgação) (Foto: Animal Crossing: New Leaf (Foto: Divulgação))Animal Crossing: New Leaf (Foto: Divulgação)

Em todos os títulos da série, o jogador se muda para uma pequena vila à beira do mar, habitada por simpáticos e inteligentes animais. É preciso pagar pela sua casa, e é possível mobiliar, decorar e expandir várias vezes. Para isso, há diversas maneiras de ganhar dinheiro (a moeda corrente do jogo é o ‘bell’), com atividades simples, de curto e longo prazo. Dá para pescar, capturar insetos, plantar árvores para colher frutas, desencavar fósseis e muito mais, e praticamente tudo pode ser vendido em troca de bells.

New Leaf se destaca dos seus anteriores por oferecer ao jogador o papel não só de habitante, mas também de prefeito da sua cidade. Seu controle sobre a cidade é limitado (esqueça comparações com SimCity), mas muito recompensador. É preciso consultar a população sobre obras públicas como pontes, postes de luz, fontes, a expansão do modesto museu da cidade e até sobre a abertura de uma boate!

Todo dia há uma novidade em New Leaf (Foto: Divulgação) (Foto: Todo dia há uma novidade em New Leaf (Foto: Divulgação))Todo dia há uma novidade em New Leaf (Foto: Divulgação)

Second Life

O grande apelo de Animal Crossing New Leaf está no seu relógio: tudo acontece em tempo real. Se você joga às 10 da manhã de um sábado, será às 10 da manhã de sábado no jogo, também. Há eventos agendados que acontecem em dias específicos, muitos deles com hora marcada. Diferentemente de jogos de outros gêneros, AC não é o tipo de jogo que você passa várias horas ao longo de um dia jogando, mas sim um game que você joga ao menos meia hora por dia… todo dia. É um espécie de compromisso, que nenhum jogo outro jogo exige.

Se você jogar sempre à tarde, por exemplo, vai perder eventos que só acontecem pela manhã ou à noite. Pode até encontrar lojas fechadas. Quer jogar durante a madrugada? Muitos habitantes estarão dormindo. Algumas atividades só estarão disponíveis no verão, outras, no inverno. O nome do jogo, “New Leaf”, é um jogo de palavras com a expressão ‘new life’, porque é exatamente o que você vai encontrar aqui: uma nova vida. Todo dia há algo novo para ver e fazer. Visitantes, novos produtos para comprar nas lojas e muito mais.

Ao chegar de trem na sua cidade – cujo nome você mesmo escolhe – é possível escolher onde quer que sua casa seja construída. Infelizmente, tudo o que você terá no início é uma barraca de lona. Reunir bells para pagar pela sua casa é apenas a primeira de uma série de aquisições que vão lhe prender cada vez mais no jogo. Móveis divertidos, decoração e roupas inusitadas e a coleção de muitos objetos baseados em personagens e itens de outros jogos da Nintendo estão na lista.

A Nintendo criou um novo fenômeno com o novo Animal Crossing (Foto: Divulgação) (Foto: A Nintendo criou um novo fenômeno com o novo Animal Crossing (Foto: Divulgação))A Nintendo criou um novo fenômeno com o novo Animal Crossing (Foto: Divulgação)

Jornada de trabalho

A jogabilidade, assim como nos games anteriores, é muito simples. Você controla seu personagem com o disco analógico do portátil, usa os botões da frente para interagir, correr, pegar objetos do chão e abrir seu inventário e usa o direcional digital como atalho para seus equipamentos (vara de pesca, rede para capturar insetos, pá, etc). O ângulo de câmera é fixo (exceto em ambientes fechados) e a cidade é mostrada como um grande rolo – imitando a curvatura da Terra –, capaz de enquadrar chão e céu ao mesmo tempo.

Não há um “progresso” no jogo, no sentido tradicional da palavra. Aos poucos, por outro lado, é possível notar as mudanças no jogo. Sua casa ficará maior, se destacando das demais (sim, o prefeito da cidade é o único que parece enriquecer, mas não vamos traçar paralelos com a realidade aqui), a cidade ganhará mais vida com novas obras públicas, áreas verdes, lojas e entretenimento, e habitantes se mudarão para dentro e fora da cidade.

Além disso, é possível customizar praticamente tudo, desde as suas roupas e acessórios (como chapéus e guarda-chuvas), a fachada da sua casa, incluindo portas, telhado e muros, pintar e pendurar quadros e até modificar seus móveis usando pedras preciosas encontradas na cidade. Mas nem tudo é trabalho. Outra novidade do jogo é a ilha tropical, que pode ser visitada após um passeio de barco. Lá, há peixes, frutas, insetos e itens exclusivos, e dá para nadar e mergulhar no mar livremente.

Você pode decorar sua casa em Animal Crossing: New Leaf  (Foto: Reprodução)Você pode decorar sua casa em Animal Crossing: New Leaf (Foto: Reprodução)

Tudo junto e misturado

O visual de Animal Crossing é declaradamente cartunesco e um pouco infantil, o que pode afastar alguns jogadores, mas possui um charme e identidade próprios, como poucos universos da Nintendo. No 3DS, o jogo está em sua melhor forma, com cores vibrantes, novas texturas e detalhes, que saltam aos olhos em 3D. A trilha sonora está impecável, com músicas cativantes que mudam de hora em hora. Os efeitos sonoros, por outro lado, podem ficar um pouco irritantes, principalmente para as vozes dos personagens. Mas não é nada que vá estragar sua diversão.

Finalmente, o jogo possui um robusto modo multiplayer, que permite que os jogadores visitem e sejam visitados por amigos em suas cidades. Isto pode ser organizado facilmente, com conexão local ou online, e permite que até quatro jogadores troquem itens e presentes, além de participar de vários mini-games pela cidade. Infelizmente, seus visitantes também podem bagunçar sua cidade, cortando árvores, arrancando plantas e irritando seus vizinhos.

É claro que você também pode escolher não visitar nem receber ninguém. Para isso, foi criado também a ‘Dream Suite’, uma das obras públicas que podem ser construídas na cidade. Nela, é possível dormir e visitar cidades de jogadores que você não conhece e até algumas criadas pela Nintendo, estas com atividades especiais e várias coisas diferentes para ver. Como você está “sonhando”, não pode interferir diretamente, apenas visitar.

Conclusão

Animal Crossing: New Leaf não é um jogo de desafios, ou de grandes batalhas contra chefes. É a válvula de escape definitiva dos games: ser prefeito de uma pacata cidadezinha, com muito a fazer mas com poucas preocupações. Uma vida simples, sem grandes objetivos, mas com grandes recompensas. New Leaf não é o grande épico de ação que você termina em um fim de semana. É o jogo simples que você vai querer revisitar todo dia, ao longo de vários meses, ou mesmo anos.


Qual o melhor jogo do Nintendo 3DS?

Nota TechTudo

NOTA tt
9.0
Gráficos
8
Jogabilidade
10
Diversão
10
Som
8

Prós

  • - Potencial infinito
  • - Envolvente
  • - Customização
  • - Muitos novos itens
  • - Conectividade

Contras

  • - Pode ficar repetitivo
  • - Visual infantil
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Alan Salomão
    2013-07-25T12:12:47

    Acho besteira julgar o visual infantil como um ponto negativo, já que é algo presente em toda a série. Bomberman tinha esse mesmo visual infantil, quando decidiram mudar para um visual adulto, surgiu um dos piores "reboots" da história dos videogames, justamente pelo visual diferente dos clássicos. De qualquer forma, Animal Crossing New Leaf é muito divertido e fora esse detalhe, o review ficou bom!

  • Thiago Souza
    2013-07-23T09:18:28

    Aliás, belo Review! Parabéns!

  • Thiago Souza
    2013-07-23T09:18:02

    Caraca, meu 3DS precisa desse jogo!!! Abraços e fiquem com Deus!