Publicidade

Por André Luiz de Mello Pereira; Por TechTudo

TechTudo

Audiosurf 2, sequência do sucesso para PCs que transforma suas músicas em trilhas para pistas frenéticas, chega com a tarefa de não só melhorar o game original, mas também incluir algumas novidades para os fãs. Com novos modos, visual e integração com a Internet, será que o título consegue ser tão divertido quanto seu antecessor?

Audiosurf 2 e suas naves coloridas (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Como acontecia em Audiosurf, sua sequência é basicamente uma enorme player musical disfarçada de jogo. Novamente, você controla uma nave que precisa capturar blocos em uma pista gerada em cima de músicas presentes no seu computador ou na Internet, por meio da integração com o site SoundCloud.

No modo Mono, o mais popular do game, o seu objetivo é preencher as três faixas da pista com os blocos coloridos. Mais ou menos como em um puzzle, você deve ficar atento para conseguir montar as linhas, além de ficar esperto com o ritmo frenético com o qual sua nave se movimenta.

Você deve pegar os blocos e montar suas faixas (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Esse modo é, sem sombra de dúvida, o mais divertido do título. Ele apresenta melhorias em relação ao jogo anterior e consegue casar perfeitamente com a proposta do game em colocar as músicas como um dos elementos mais importantes do gameplay.

Seja controlado por mouse, teclado ou joystick, os comandos de Audiosurf 2 continuam simples. Basicamente, você precisa direcionar a nave entre as faixas da direita e esquerda, sendo que a posição neutra ocupa a faixa do meio.

Isso pode parecer um pouco pobre. Porém, devido ao ritmo frenético do game, comandos mais simples deixam o título mais divertido como um todo. Dessa maneira, você consegue prestar atenção em todos elementos exibidos na tela.

Audiosurf 2 é um jogo com gráficos relativamente bonitos, ainda que não sejam muito detalhados. Uma novidade bem interessante no game é o fato de ele permitir a aplicação de diferentes skins, personalizando bastante o seu visual. Isso ajuda bastante a deixar o título sempre fresco na memória do jogador, e também evita que ele se torne repetitivo e cansativo com o passar do tempo.

Com a skin Dusk, a nave e o espaço são trocados por um carro e uma rua (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Além das skins, a Workshop do Steam também inclui outros modos para o jogo. Por padrão, além do Mono, existem modos como o Wakeboard, mas todos são mais complicados e pouco empolgantes, fazendo você se preocupar demais com coisas que não precisa. Isso ainda tira a atenção do jogador da música que está tocando e da pista.

A seleção de músicas de Audiosurf 2 consiste nas melodias que você já tem no seu computador e faixas disponibilizadas na Internet por meio do site SoundCloud. Cada música, quando jogada no game, pode acumular pontos que são registrados em um placar mundial.

Essa competição ajuda a tornar o título em algo além de um player musical bem elaborado, mas existem alguns problemas que poderiam ser facilmente resolvidos. Um deles é que você nunca sabe se a música escolhida conta com pontuação no placar.

Modo Wakeboard é mais legal na teoria do que na prática (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Apesar de Audiosurf 2 ter passado um bom tempo em Early Access no Steam, ainda existem alguns elementos do game que parecem um tanto inacabados. Um deles é a maneira como você navega pelos menus do título.

Mais de uma vez, ele conseguiu travar na tela de seleção de músicas ou simplesmente não permitia a escolha de algum arquivo para ser usado como base de uma pista. Foi necessário sair do jogo, voltar e aí escolher a melodia.

Menus de Audiosurf 2 são um dos pontos fracos do game (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Em outros momentos, a tela não se enquadrava na resolução selecionada e ficou com pedaços cortados ou incluiu barras de rolagem que não deveriam estar ali. Dentro da parte importante do jogo, que é o seu gameplay, tudo corria normalmente. Porém, os menus realmente precisam ser melhorados no futuro.

Audiosurf 2 é um título que consegue divertir bastante, além de servir como uma maneira de você curtir alguma música e passar o seu tempo. A possibilidade de personalização com skins e modos de jogo criados pela comunidade o deixa mais grandioso e cheio de possibilidades.

Apesar de alguns dos modos de jogo não serem tão interessantes como o Mono e os seus menus serem um horror, o título consegue ser uma sequência superior ao seu antecessor. Certamente, ele pode tomar horas da sua vida na frente do computador.

Qual é o melhor jogo rítmico de todos os tempos? Comente no Fórum do TechTudo!

8

Gráficos
7
Jogabilidade
7
Diversão
9
Som
9

Prós

  • Modo Mono cada vez mais divertido
  • Integração com Soundcloud para acessar mais músicas
  • Modos e skins criadas atráves do Steam Workshop

Contras

  • Menus são bem problemáticos
  • Alguns dos modos de lançamento do game não são bons

Mais do TechTudo