Jogos de aventura

NOTA tt
8.5

Review Batman: Arkham Knight

A aventura definitiva do Homem-Morcego chega ao PS4, Xbox One e PC com gráficos impressionantes e traz como grande novidade a inclusão do Batmóvel totalmente jogável.

Felipe Vinha
por
em

Batman: Arkham Knight chegou ao PS4, Xbox One e PC, concluindo a saga que começou em Arkham Asylum, de 2009, passou por Arkham City e, por último, Arkham Origins. A produtora Rocksteady retorna na produção do título, o que deixou os fãs animados com a nova aventura. Agora, o Homem-Morcego tem um novo inimigo e precisa salvar Gotham City de outros criminosos.

Batman Arkham Knight tem evento oficial de lançamento em São Paulo

Assista ao vídeo com primeiros minutos do jogo abaixo:


Gotham, formato clássico

Arkham Knight abre com uma cena bem incomum: paz em Gotham. Após a morte do Coringa, em Arkham City, os Gothamitas procuram retomar suas vidas e esperam pela próxima guerra que envolvem os criminosos na disputa pelo poder. Mas isso misteriosamente não ocorre, e o que acontece é um período de nove meses com redução de criminalidade.


Batman Arkham Knight chega na nova geração de consoles e PC (Foto: Divulgação)Batman Arkham Knight chega na nova geração de consoles e PC (Foto: Divulgação/Rocksteady)

No entanto, essa fase dura pouco. Ao entrar em uma lanchonete, um oficial da polícia local logo é vítima da mais nova tramoia do Espantalho: uma nova versão de seu soro do medo, capaz de criar um verdadeiro caos na cidade. O vilão anuncia que um reinado de terror vai começar e pede para que os moradores abandonem a cidade – ou será muito pior para eles.

Arkham Knight é o novo vilão da série (Foto: Divulgação)Arkham Knight é o novo vilão da série (Foto: Divulgação/Rocksteady)

Não demora muito e as ruas são novamente tomadas pelo crime. Pinguim, Duas-Caras, Hera Venenosa e o próprio Espantalho disputam terreno e criam a guerra necessária para isso. Batman, do alto de um telhado, observa tudo, tentando bolar um plano para o que vem a seguir. É nesta hora que há o primeiro triunfo de Arkham Knight: o herói não sabe o que fazer.

Batman lida com todos os tipos de inimigos no novo game (Foto: Divulgação)Batman lida com todos os tipos de inimigos no novo game (Foto: Divulgação)

Frente ao caos, o olhar do Homem-Morcego o denuncia. Ele não sabe qual atitude tomar em seguida, mas tem ideia do que é preciso para resolver a situação. E, para isso, o controle é passado ao jogador, que logo deve ir para uma cobertura próxima, se encontrar com o comissário Gordon, para que um plano de ação seja traçado.

O novo Batman começa de forma frenética. A narrativa do game é bem montada e compassada, e a coisa só esquenta com a entrada do novo inimigo que dá nome ao jogo: o próprio Arkham Knight. A partir daí, tudo fica melhor e temos uma série de reviravoltas no enredo, ainda que nem todas tão surpreendentes quanto esperamos, como muitas participações especiais e horas e mais horas de diálogo.

Gotham é o seu playgroun em Arkham Knight (Foto: Divulgação)Gotham é o seu playgroun em Arkham Knight (Foto: Divulgação/Rocksteady)

O mais incrível é que a história não perde seu ritmo em nenhum momento. O jogador pode escolher sempre seguir o enredo principal, em um inteligente menu de missões, ou realizar tarefas paralelas. É possível encontrar ainda outros inimigos do Homem-Morcego, mas sem perder a evolução da trama principal, já que cada caso resolvido vai te apontar ainda mais na direção certa.

O caos chegou

Batman: Arkham Knight é um jogo de ação de primeira qualidade. O game mantém todos os comandos básicos das versões anteriores, ao menos para golpes durante as lutas, andar pelos cenários e outras opções mais corriqueiras. Há uma novidade aqui ou ali, um menu novo para interagir com itens e mais pontos que devem te ajudar a dar um ar realmente inédito ao título.


Asa Noturna, Robin e outros auxiliam nas missões de Batman (Foto: Divulgação)Asa Noturna, Robin e outros auxiliam nas missões de Batman (Foto: Divulgação/Rocksteady)

É claro que isso tudo vem acompanhado de um playground bem maior. Gotham é gigantesca e dividida em três distritos diferentes, cada um com sua facção e tipos de ameaças, que surgem de forma bem natural ao longo da trama. Espere também reencontrar com inúmeros colecionáveis, como os troféus do Charada, que retornam ainda mais desafiadores, além de treinos que podem te ajudar a dominar os comandos e habilidades de Batman.

A grande novidade, porém, é a inclusão do Batmóvel totalmente jogável. O clássico carro do Homem-Morcego é um dos sonhos de qualquer “fanboy” das histórias em quadrinhos do personagem. Desde os primeiros gibis, e também desde os primeiros filmes de Batman, o veículo causa sonhos aos fãs, que sempre quiseram ter o gostinho de como seria pilotar aquela máquina. Pois bem, em Arkham Knight finalmente temos essa oportunidade.

Arkham Knight controla um verdadeiro exército contra o Homem-Morcego (Foto: Divulgação)Arkham Knight controla um verdadeiro exército contra o Homem-Morcego (Foto: Divulgação/Rocksteady)

No entanto, o que poderia ser um sonho realizado acaba beirando o pesadelo. Não entenda mal, já que os controles do Batmóvel são muito bons e a experiência é divertida, como um todo. O grande problema é que a inclusão do veículo soa forçada e repetitiva. Não serão poucos os momentos em que Batman vai depender de seu carro, quando na verdade isso não deveria ser regra.

Nos quadrinhos, é comum ver Batman usando o Batmóvel para as mais diversas tarefas, mas o veículo funciona apenas como um suporte. O carro nunca funcionou como uma regra para a solução dos casos do maior detetive do mundo, como o herói também é conhecido. Por questão de jogabilidade, o Batmóvel é usado em boa parte do game, seja apenas para locomoção, para resolução de quebra-cabeças ou para os constantes combates que surgem pelas ruas de Gotham. Há até mesmo alguns momentos absurdos, como certa parte no início do jogo, onde o automóvel precisa passar por cima de um longo telhado.

Batmóvel é a grande novidade em Arkham Knight, mas não é tão legal assim (Foto: Divulgação)Batmóvel é a grande novidade em Arkham Knight, mas não é tão legal assim (Foto: Divulgação/Rocksteady)

O Batmóvel de Arkham Knight tem dois modos possíveis, talvez para dar uma variada na experiência, que são o padrão e o tanque. O padrão funciona como esperamos, ou seja, um veículo de alta velocidade e que pode ser realmente pilotado pelas ruas, principalmente em perseguições. Já no modo tanque ele perde em velocidade mas ganha em proteção e em poder de fogo para lidar com inimigos ao seu redor.

O modo tanque talvez seja o mais usado durante o game inteiro, quando um legítimo jogo do Batman se torna uma aventura de tiro ao alvo contra tanques, drones ou qualquer outro tipo de máquina inimiga que surge pelas ruas, em grande número. Como citamos, esse é um artifício usado à exaustão e, por isso, soa forçado. É muito legal por alguns minutos, mas, a partir do momento em que o título te obriga a usar o Batmóvel sem qualquer alternativa, e faz isso com frequência, a novidade pode se tornar algo chato e obrigatório. No mau sentido.

Os combates continuam muito bons (Foto: Divulgação)Os combates continuam muito bons (Foto: Divulgação/Rocksteady)

Felizmente, todo o restante da jogabilidade compensa bastante a inclusão um pouco equivocada do Batmóvel jogável. Outro grande destaque fica por conta do sistema Dual Play, onde é possível controlar dois personagens, ao mesmo tempo, por um breve período de tempo. O primeiro momento que isso ocorre une Batman e Mulher-Gato, por exemplo, mas outros encontros acontecem ao longo da história.

Batman, Robin, Mulher-Gato e Asa Noturna participam do sistema Dual Play, e tudo funciona incrivelmente bem. É possível bater nos inimigos e alternar sem qualquer interrupção, além de finalizar os adversários em dupla, com momentos que deixam qualquer jogador sem palavras, em termos visuais.

Batman usa toda sua tecnologia para lidar com as ameaças (Foto: Divulgação)Batman usa toda sua tecnologia para lidar com as ameaças (Foto: Divulgação/Rocksteady)

São tantos os colecionáveis e detalhes que a produtora inseriu na jogabilidade que você fica até sem graça de achá-lo ruim somente por causa do cansativo Batmóvel. Na verdade, Arkham Knight consegue ser um excelente jogo, apesar das falhas. Mas não ser perfeito também faz parte, desde que os problemas não prejudiquem a experiência como um todo.

Problemas, eles existem

Os inimigos de Batman vão muito além do Duas-Caras, Coringa, Pinguim ou qualquer outro. Ao menos em seu game, ele precisa lidar com outras ameaças, como, por exemplo, os problemas técnicos que afetaram o lançamento e a produção da versão para PC de Arkham Knight. 

As ruas de Gotham estão mais violentas do que em Arkham City (Foto: Divulgação)As ruas de Gotham estão mais violentas do que em Arkham City (Foto: Divulgação/Rocksteady)

Nossos testes foram realizados, em grande maioria, nos consoles, mas não é possível ignorar os problemas que afetaram os jogadores de PC, já que se trata do mesmo jogo. Infelizmente, o game saiu mal adaptado para computadores, com problemas de travamentos, taxa de quadros caindo, mais pesado do que o normal para rodar.

Além dos já citados problemas com o Batmóvel, o game também sofre com um “erro” antigo da série, que são os numerosos inimigos iguais. Não que isso seja digno de qualquer nota negativa frente ao jogo, mas ao menos na nova geração de consoles esperávamos uma maior variedade nos “soldados rasos” dos vilões.

Batman: Arkham Knight teve problemas no PC (Foto: Divulgação)Batman: Arkham Knight teve problemas no PC (Foto: Divulgação/Rocksteady)

E, apesar dos nossos elogios à história, podemos afirmar que ela não é tão surpreendente assim. Não vamos entregar nenhum detalhe a respeito do que vem ao longo da trama, mas espere por um game que não te faz pular da cadeira ao revelar alguns de seus segredos, incluindo outros que são mostrados logo no início da campanha.

Um visual digno do Cavaleiro das Trevas

Mas se Arkham Knight tem erros, ele também tem muito mais acertos. O jogo é extremamente bonito. Tudo é brilhante, polido e com texturas colocadas no lugar devido. Batman está bem representado e suas diversas roupas, uniformes e armaduras são sempre inspiradas e com aquele ar de super-herói de quadrinhos mesmo.

Vale lembrar que o título usa uma versão melhorada do Unreal Engine 3, motor gráfico que acompanhou toda a saga desde a geração passada, o que é de impressionar ainda mais. É possível usar a expressão de “tirar leite de pedra”, o que é sempre bom e esperado para produtores competentes.

Hera, Arlequina, Duas-Caras, Charada e outros vilões estão no jogo (Foto: Divulgação)Hera, Arlequina, Duas-Caras, Charada e outros vilões estão no jogo (Foto: Divulgação/Rocksteady)

A dublagem nacional não compromete e é feita com certa qualidade, até por usar os mesmos dubladores dos personagens vistos nos filmes e animações do Homem-Morcego. Porém, as vozes originais em inglês beiram o fenomenal. É sempre bom poder ouvir grandes astros como Kevin Conroy, que acompanha Batman desde aquele desenho animado dos anos 90.

Conclusão

Batman: Arkham Knight é um jogo que poderia ser “perfeito”, mas falha em alguns pontos, ainda que eles não atrapalhem o título como um todo. O game conclui de forma bem feita a história iniciada em Arkham Asylum e tem gráficos excelentes. A jogabilidade continua muito boa, a exemplo dos anteriores, mas a inclusão do Batmóvel soou forçada e exagerada. Além disso, infelizmente, a versão para PC sofreu com graves problemas, por mais que isso não afete em nada as edições para consoles. O saldo final é extremamente positivo e o Homem-Morcego ganha a conclusão que merece nas mãos da Rocksteady.

Qual o melhor vilão da série Arkham? Dê a sua opinião no Fórum do TechTudo!

Nota TechTudo

NOTA tt
8.5
Gráficos
10
Jogabilidade
8
Diversão
8
Som
8

Prós

  • Sistema Dual Play
  • Gráficos excelentes
  • Personagens bem usados
  • Muitos extras e colecionáveis
  • Bom enredo
  • Jogabilidade geral

Contras

  • Batmóvel ficou exagerado
  • Sem muitas surpresas
  • Problemas no PC
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Luciane Sousa
    2016-05-11T07:30:25

    8.5 pra Batman forçou a barra techtudo. Dizer que fica "chato" usar o batmovel é de uma, desculpa a palavra, estupidez sem tamanho.

  • Rafael Silva
    2015-10-29T20:20:42

    Que análise ridícula...o melhor do jogo é o batmovel...a, tah mais eu até entendo isso vindo de algum energúmeno desse site que deu nota 10 para o jogo mais enjoativo de todos os tempos..DESTINY kkkkk

  • Jhonatan Oliveira
    2015-06-29T17:33:52  

    eu nem ligaria se saisse pro xbox 360 com graficos reduzidos... so queria joga-lo, very triste

    recentes

    populares

    • Jhonatan Oliveira
      2015-06-29T17:33:52  

      tbm to chorando aqui, vou demorar pra comprar um one ou ps4 rsrsrs

  • Alana Mendes
    2015-06-29T12:57:57

    ..Quem for rápido, aproveita ! Tem códigos novos - americanas e submarino, só hoje ! \o/\o/\o/ Digite no Google:* cupom desconto agregador de ofer tas

  • Silviohitman
    2015-06-30T13:22:57

    Olha estou jogando e não achei nem um pouco forçado o uso do batmóvel, até onde vi é excelente a adiçào. vai enfrentar os tanques a pé. e outra o batman tem batmóvel forçado seria limita-lo a não ter um. ainda acho que deveria ter até o batwing pra controlar

  • Guilherme Pereira
    2015-06-29T17:59:16  

    Pouca variedade de soldados? Mas de máscara e uniforme todo mundo fica igual mesmo! O.o

    recentes

    populares

    • Guilherme Pereira
      2015-06-29T17:59:16  

      verdade, os sem mascara eu nao vi clone nao...ja tenho umas 12 horas de jogo

  • Thiago Arbex
    2015-06-30T08:39:55

    O jogo é excelente Merecia pelo menos um 9,0 provavelmente 9,5, também achei um pouco exagerado a QUANTIDADE de de utilização do Batmóvel não o seu modo de usar (2 modos inclusive o de combate e o de locomoção), nem mesmo sua estética. Ele realmente faz parte da trama em algumas partes, porem se pudêssemos deixa-lo e ir com o Batman seria mais legal as vezes. O jogo vale a pena (acho que deveriam ter finalizado lançando uma versão para PS3 e X360, afinal, lá começou a franquia e fez enorme sucesso.

  • Guilherme Pereira
    2015-06-29T17:57:51

    Exagerado... O Batman é mesmo exagerado! E é por isso que seus fãs o amam!

  • Hugo Fraga
    2015-06-29T11:14:24  

    Daria 9

    recentes

    populares

    • Hugo Fraga
      2015-06-29T11:14:24  

      não concordo com esse 8,5... mesmo que os "exageros" apontados fossem reais, o jogo mereceria pelo menos 9,5.

  • Daniel Castro
    2015-06-29T14:30:45

    Podia ser um 9,5

  • Jairo Junior
    2015-06-29T12:30:36  

    Pelo visto o GOTY fica com Bloodborne mesmo esse ano.

    recentes

    populares

    • Jairo Junior
      2015-06-29T12:30:36  

      The whitch 3

  • Renan Souza
    2015-06-29T13:21:55

    Exagerado? aiai..falar o que..

  • Pedro Oliveira
    2015-06-29T11:35:14  

    Faltou um multiplayer coop omline, Batman e Robin.

    recentes

    populares

    • Pedro Oliveira
      2015-06-29T11:35:14  

      10

  • Adalberto Souza
    2015-06-29T12:59:00

    ah que analise mais sem pé nem cabeça falar que o batmovel ficou exagerado sai fora.ficou louco demais!pode esperar que sera jogo do ano essa analise so me permite dizer que nao foi feito por um especialista, não conhece a historia do batman dos QG e ainda quer falar bobagem pesquise antes jogabilidades esta incrivel diversão0 nem se fala vc perde horas jogando!fala serio hein!