Publicidade

Por Felipe Velloso; Por TechTudo

TechTudo

BlackGuards 2 é jogo para PC produzido pela Daedalic Entertainment que, substancialmente, segue o estilo do primeiro da série. Ambos unem elementos de RPG com combate estratégico a uma história mais sombria. No entanto, o desenrolar do título deixa claro que a desenvolvedora entendeu o que precisava ser melhorado e criou um produto superior ao anterior.

Com uma protagonista forte, BlackGuards 2 oferece experiência muito diferente do padrão atual de RPGs, tanto em termos narrativos quanto em jogabilidade. Por mais que as batalhas no jogo sejam lentas e possam cansar os jogadores ávidos por ação desenfreada, o game se mostra como um importante passo em direção à diversidade neste gênero.

BlackGuards 2 veio para redimir os erros do primeiro jogo (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Ao contrário do game anterior, Blackguards 2 não permite ao jogador criar um novo personagem do nada. Esta é a história de Cássia de Tenos, mulher forte que passou anos presa em uma masmorra onde foi obrigada a conviver com aranhas gigantes, que envenenaram seu corpo e mente durante anos.

O jogo se vale deste momento para fazer um pequeno tutorial, enquanto cria no jogador uma simpatia pela protagonista. Apesar de a narrativa ser um pouco previsível, mas tem o seu charme. 

O elenco de apoio é igualmente divertido. O mago que aparece no primeiro jogo, foi escravizado e é encontrado à mercê da protagonista, que decide mantê-lo como sua propriedade particular.

BlackGuards 2 possui muitos personagens (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Outros membros notáveis do grupo de Cássia são um anão ganancioso e uma caçadora de recompensas sagaz e determinada. De uma maneira geral, as referências culturais do jogo parecem estar mais de acordo com Game of Thrones ou Conan, do que com fantasia mais tradicional como Senhor dos Anéis.

A grande diferença de BlackGuards 2 está na ênfase no combate mais tático e pausado, semelhante a antigos clássicos do gênero como Ogre Battle. RPGs com este tipo de sistema de batalha parecem ter caído no esquecimento, e atualmente é muito raro ver disputas inteiramente baseadas em movimentações em hexágonos, e no completo uso do cenário e obstruções. O gênero parece ganhar novo fôlego com a popularidade de X-COM.

O destaque de BlackGuards vai para o uso de objetos e do terreno, o que muitas vezes resolve conflitos do jogo sem que haja enfrentamento direto entre os oponentes. É possível usar armadilhas, e até mesmo passar despercebido de muitos combates.

Um jogo verdadeiramente focado no combate tático (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

Ainda que você não crie o personagem, Cássia é uma enorme folha em branco, e o jogador poderá evoluí-la da maneira que achar melhor. O título não se vale de classes ou níveis, o sistema de progresso do personagem é similar ao da franquia The Elder Scrolls.

O defeito de BlackGuards 2 está nos combates parados e muito longos. Não é raro perder pelo menos meia hora em uma batalha contra oponentes mais simples, e isso certamente vai afastar uma parcela do público mais impaciente.

BlackGuards 2 não é o jogo mais bonito do ano, mas pode ser comparado a Diablo 3 graças à visão isométrica e cenários sombrios. Certamente o jogo da Blizzard ainda possui mais recursos e se mostra melhor em termos de design, mas com os quase três anos de diferença de lançamento, Blackguards 2 não fica tão atrás.

As criaturas, aliados e cenários foram criados de forma competente, ainda que não acrescentem nada de novo ao mundo da fantasia sombria. As imagens chocantes são frequentes, e até mesmo as telas de loading revelam arte de pessoas perdendo suas entranhas e outras imagens mais pesadas.

Os chefes e inimigos de BlackGuard 2 são sempre desafiadores (Foto: Divulgação) — Foto: TechTudo

No quesito sonoro, as dublagens ficaram muito boas. O mesmo não pode ser dito das músicas, que passam a sensação de serem um pouco genéricas e repetitivas na maioria das masmorras.

BlackGuards 2 é um jogo absolutamente divertido para quem gosta de RPGs táticos. Não só tem jogabilidade equilibrada e eficiente como a história também é consideravelmente interessante e diferenciada. O jogo certamente é capaz de trazer novos apreciadores ao gênero, que vem ganhando força mais uma vez nestes últimos anos.

Qual é o melhor RPG para PC? Dê a sua opinião no Fórum do TechTudo.

8

Gráficos
8
Jogabilidade
9
Diversão
8
Som
7

Prós

  • Jogabilidade tática e inteligente
  • História sombria e envolvente
  • Um bom elenco de personagens de apoio

Contras

  • Combates um pouco lentos
  • Músicas repetitivas

Mais do TechTudo