Jogos de ação

NOTA tt
7.3

Review Blood of the Werewolf

Blood of the Werewolf traz bons desafios, mas gráficos fracos e trilha sonora irritante. Confira o review completo de Blood of the Werewolf.

Dário Coutinho
por
em

Blood of the Werewolf é um game brutalmente difícil que irá frustrar os jogadores que não viveram naquela época, e hoje vivem acostumados a desafios fáceis. Visivelmente inspirado em clássicos jogos de plataforma da era 8bits e mas com curta duração, Blood of the Werewolf é uma pequena lembrança de como os jogos eram frustrantes, e nós adorávamos isso.

Outlast: vídeos mostram os momentos mais nojentos e bizarros do novo DLC

Blood of the Werewolf é um jogo de plataforma com dificuldade elevada (Foto: Divulgação)Blood of the Werewolf é um jogo de plataforma com dificuldade elevada (Foto: Divulgação)

Selena é uma ruiva de bela aparência que descobriu, após ser atacada por uma criatura, que teria de viver com o conflito de carregar uma besta dentro de si. Durante a Lua Cheia, ela vira uma Lobanil, ou em outros palavras, uma Lobisomem fêmea. Mas Selena não vira uma besta irracional, completamente ciente do seu propósito, ela parte em busca de vingança das pessoas que a mataram sua família e raptaram sua filha.

O jogo apresenta sua história com uma boas narrativas e diálogos entre as fases. Porém, pouco disso importa frente o desafio que se descortina. No comando de Selena, o jogador irá testar sua paciência por quinze estágios da mais pura dor e sofrimento.

É possível controlar a personagem nas suas duas formas, humana e Lobanil. Mas o jogador não controla a transformação, que é feita sempre que Selena vê a luz da Lua Cheia. Em sua forma humana, Selena pode usar uma besta para atirar flechas nos inimigos. Mas em sua forma de loba, a gata apenas conta com suas garras afiadas.

Dificuldade NES

Nos anos 80 e começo dos 90, os jogos para o console 8 bits da Nintendo (NES) eram conhecidos pela sua dificuldade excessiva. Isso até gerou o termo “NES style difficulty” ou “dificuldade no estilo NES”. Em Blood of the Werewolf é possível ver um pouco dessa dificuldade, pois o game tem claras inspirações em Mega Man e Castlevania.

Prepare-se para sofrer com os desafios de plataforma de Blood of the Werewolf (Foto: Divulgação)Prepare-se para sofrer com os desafios de plataforma de Blood of the Werewolf (Foto: Divulgação)

A começar pelo modo como a personagem salta para trás sempre que leva um golpe. Isso era tão irritante em Castlevania II para NES, que não sei como os produtores de Blood of the Werewolf se convenceram a inspirar-se em algo tão frustrante.

Mas não é só isso que irá irritar você em Blood of the Werewolf. O game possui um sistema de comandos diferentes. Quando está na forma humana, Selena pode atirar em qualquer direção, porém, o jogador tem que direcionar o tiro usando um dos botões analógicos do controle.

O quê? Não tem controle? Então prepare o chá de camomila, pois Blood of the Werewolf é quase impossível de ser concluído usando teclado e mouse. É muito difícil controlar a personagem e tentar atirar enquanto você realiza um salto. Apesar dos esforços da produtora em adaptar os comandos para teclado, a própria jogabilidade não facilita as coisas, despejando muitos inimigos e demonstrando que, quando o assunto é plataforma, nada supera um bom joystick nas mãos.

No modo Lobanil (lobisomem) o jogo fica um pouco mais fácil (Foto: Divulgação)No modo Lobanil (lobisomem) o jogo fica um pouco mais fácil (Foto: Divulgação)

Várias partes dos cenários de Blood of the Werewolf são pensados para irritar o jogador. Como na segunda fase, onde o jogador encontra peças de metal que colidem entre si. Essa é de longe, a parte mais irritante do game. Mas o jogo ameniza um pouco a dificuldade adicionando alguns checkpoints, que podem ser acessados até mesmo depois que você fecha o jogo.

Para quem curte um desafio, Blood of the Werewolf irá surpreender pelos pequenos momentos irritantes em que se morre repetidamente. Além do modo Story, o modo principal com a história do jogo, Blood of the Werewolf ainda conta com modos como Endless Run, no qual você só tem duas vidas para concluir novas fases.

Visual simples e eficaz

Apesar da boa arte dos personagens, os gráficos de Blood of the Werewolf não são grande coisa. O visual não é ruim, mas também não é excepcional, podemos dizer que os gráficos cumprem o seu papel. É possível modificar a resolução da tela e faze modificações visuais, mas o jogo é tão leve que roda muito bem até mesmo em computadores sem placa gráfica dedicada.

Há várias referências a filmes de terror dos anos 50 em Blood of the Werewolf (Foto: Divulgação)Há várias referências a filmes de terror dos anos 50 em Blood of the Werewolf (Foto: Divulgação)

O jogo faz algumas referências a filmes de terror dos anos 50 e 60 e é algo engraçado de se ver, principalmente quando anunciam o “chefe” de cada estágio. Já no quesito áudio, a produtora acertou em tentar acrescentar uma história envolvente, através de diálogos dos personagens. Embora um pouco clichê, a personagem Selena consegue se destacar. Afinal, poucas mulheres nos games são mães, esposas e Lobanis nas horas vagas. 

Conclusão

Blood of the Werewolf tem dois pontos positivos ao seu favor: Jogabilidade precisa e desafio elevado. Porém, o jogo pode ser extremamente irritante para quem não é acostumado com a “Dificuldade no estilo NES” de ser. Com um controle, Blood of the Werewolf é muito difícil e sem ele, terminar a jornada de Selena será quase impossível. Para quem tem saudade de morrer 30 vezes no mesmo lugar, pode baixar Blood of the Werewolf sem medo.


Qual foi o jogo mais difícil que você já jogou?
Opine no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
7.3
Gráficos
7
Jogabilidade
8
Diversão
7
Som
7

Prós

  • - Desafios bons
  • - Jogabilidade precisa

Contras

  • - Gráficos fracos
  • - Trilha sonora enfadonha
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares