Jogos de ação

NOTA tt
6.3

Review Borderlands 2 PS Vita Edition

Borderlands 2 PS Vita Edition traz combates eletrizantes mas peca no multiplayer e na quantidade de bugs. Confira o review completo do sucesso nos consoles, agora, no PS Vita.

Silas Tailer
por
em

Borderlands 2 foi um grande sucesso da 2K, desde seu lançamento até hoje ele arrecada números impressionantes e por isso mesmo ganhou uma nova versão para o portátil da Sony. Borderlands 2 PS Vita Edition é a resposta para os jogadores que ansiavam pela possibilidade de ter esse viciante FPS na palma da mão. Mas será que a 2K em conjunto com o estúdio Iron Galaxy conseguiu trazer toda experiência para as telinhas do PS Vita? Confira a análise.

Review completo de Borderlands 2 nos consoles

Borderlands 2 PS Vita (Foto: Divulgação)Borderlands 2 PS Vita (Foto: Divulgação)


Jogabilidade

Borderlands 2 PS Vita une um pacote impressionante, nele você encontrará o conteúdo base do jogo além de suas duas DLCs de classe de personagem (Psycho e a Mechromancer), as expansões de campanha “Captain Scarlett and Her Pirate’s Booty”, Mr. Torgue’s Campaign of Carnage e o Ultimate Vault Hunter Upgrade Pack. Contudo, esse pacotão não foi necessariamente otimizado para o PS Vita.

Apesar de funcionar na pequena tela de 5.5 polegadas, o jogo visivelmente foi apenas adaptado e não projetado para a telinha e, por isso, você irá notar que todo o texto do jogo, incluindo diálogos, menu e nomes serão um desafio para a vista.

Basicamente a fonte utilizada nos consoles foi reduzida em escala para que se enquadrasse dentro da tela de jogo. Essa decisão se torna um problema quando jogadores que não estão habituados ao jogo tem de ler a árvore de habilidades, um componente essencial na experiência que o jogo fornece.

Árvore de habilidade da classe Psyco (Foto: Divulgação)Árvore de habilidade da classe Psyco (Foto: Divulgação)

Outro desafio encontrado pela 2K era a menor variedade de botões que o portátil possui em relação ao controle dos consoles. O sistema de controle de Borderlands é sólido e utiliza cada botão de controle para construir a jogabilidade dinâmica e precisa, portanto o fato de não haver gatilhos e nem pressionar os analógicos limita e faz com que alternativas tivessem de ser desenvolvidas.

As funções que seriam reservadas a esses botões foram designas aos painéis de toque frontal e traseiro do Vita e o resultado é a perda de qualidade na experiência quando comparadas as outras plataformas. Mesmo a sensibilidade dos analógicos direcionais durante a mira de escopo pode ser frustrante e imprecisa quando compararmos a outros jogos de mesmo gênero do Vita como, por exemplo, o Killzone.

Por fim, para um jogo tão grande com tantas funcionalidades os bugs são uma parte natural de qualquer jogo e Borderlands nunca foi uma exceção, inimigos presos no cenário, inimigos inatingíveis ou imortais, mas com a transição para o portátil alguns erros chegam até inviabilizar a progressão da campanha, algo que pode frustrar e retirar o jogador de uma total imersão no jogo.

Gráficos

Graficamente falando, Borderlands sempre foi um jogo diferente dos demais por seguir uma linha steampunk cartunizado. E, por esse motivo, o gráfico cel-shaded é bem representado na tela do Vita. Claro que a diferença com sua versão de console e computador é nítida, pacotes de textura foram reduzidos, existem quedas de frames durante batalhas com muitos inimigos, contudo o mundo de Pandora está bem adaptado e em pouco tempo você não notará tanto a diferença gráfica. Definitivamente este é um dos melhores gráficos que você irá encontrar no portátil da Sony.

Comparação entre os gráficos de Borderlands 2 para PC e PS Vita (Foto: Divulgação)Comparação entre os gráficos de Borderlands 2 para PC e PS Vita (Foto: Divulgação)


Efeitos sonoros

O som em Borderlands é cheio de efeitos devido ao grande número de inimigos exclamando frases, disparos de diferentes armas, objetos interativos e diálogos. Muitos desses efeitos foram reduzidos e a riqueza dos detalhes é menor do que a encontrada nos consoles e PC, mesmo assim, os diálogos hilários que são uma marca da série não são prejudicados.

Conclusão

Borderlands 2 PS Vita Edition é um jogo de extremos. Por um lado você tem um conteúdo completo, controles responsivos (ainda que imperfeitos devido a limitação do portátil) e um visual que agrada. Por outro lado você se depara com diversos bugs e problemas técnicos que demonstram que os desenvolvedores precisavam de mais tempo antes do lançamento. A certeza que fica é que o jogo não brilha tanto quanto suas outras versões, frustrando os jogadores que tanto aguardaram para poder jogar esse game.


Qual jogo de PS Vita vale a pena investir?
 Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
6.3
Gráficos
7
Jogabilidade
7
Diversão
6
Som
5

Prós

  • - Um mundo rico e bem detalhado
  • - Diálogos hilários
  • - Combate eletrizante e viciante
  • - Diversos equipamentos e armas

Contras

  • - Quedas de frame durante combate cheio de inimigos
  • - Muitos bugs
  • - Sem multiplayer local
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares