Publicidade

Por Victor Alcaíde Teixeira; Por TechTudo

TechTudo

Borderlands: The Handsome Collection é uma compilação remasterizada. A coletânea contém os títulos Borderlands 2 e Borderlands: The Pre-Sequel, reeditados para os consoles da nova geração. Desenvolvida pela Gearbox Software e publicada pela 2K Games, a franquia de tiro em primeira pessoa conquistou milhares de fãs ao oferecer uma narrativa repleta de personagens carismáticos e jogabilidade com elementos de RPG.

Review: Borderlands: The Handsome Collection (Foto: Reprodução/Victor Teixeira) — Foto: TechTudo

The Handsome Collection é, sem dúvida, uma das remasterizações mais valiosas já lançadas para PlayStation 4 e Xbox One. Afinal, o pacote tem centenas de horas de gameplay, pois inclui todos os conteúdos adicionais já lançados, como os excelentes Captain Scarlett and Her Pirate’s Body, Tiny Tina’s Assault on Dragon Keep e a divertida arena Shock Drop Slaughter Pit.

O segundo episódio de Borderlands ficou marcado como o melhor game da série, justamente por introduzir personagens carismáticos, novas habilidades, ambientes, armas e inimigos.

Por outro lado, Borderlands The Pre-Sequel, o mais recente da franquia, é o game mais fraco em termos de narrativa. Ele serve para preencher o espaço entre a trama dos dois jogos anteriores. Ainda assim, as mecânicas novas, como a baixa gravidade, que torna a troca de tiros muito mais desafiadora, fazem valer a jogatina.

Remasterização roda em 1080p no XOne e PS4 (Foto: Reprodução/Victor Teixeira) — Foto: TechTudo

Tratando-se de gráfico, ambos os jogos rodam em 1080p e 60 quadros por segundo no Xbox One e PlayStation 4, o que deixa a jogabilidade mais fluída e responsiva. Os ambientes e personagens modelados em cel-shading estão ainda mais belos. Mas agora as texturas estão caprichadas e o sistema de iluminação foi nitidamente repaginado. Isso proporciona uma maior profundidade de campo.

Enquanto Borderlands 2 roda liso, sem qualquer travamento ou delay, The Pre-Sequel tem alguns problemas técnicos, como quedas ocasionais na taxa de frames, distorção nas imagens e pequenos "engasgos" nos momentos mais frenéticos.

Borderlands nunca escondeu o forte caráter multiplayer. Na verdade, o modo cooperativo foi um dos grande responsáveis por concretizar o sucesso da franquia. A formação de times online, como sempre, dá um show à parte, porque as partidas são organizadas em poucos segundos.

Borderlands fica muito melhor com amigos do lado (Foto: Reprodução/Victor Teixeira) — Foto: TechTudo

Além da possibilidade de jogar online com outros três amigos, a compilação oferece um multiplayer local em tela dividida bastante divertido e nostálgico. É válido ressaltar que o modo co-op local consegue manter estável uma taxa de 30fps.

Caso você pretenda retornar ao universo convidativo de Pandora, saiba que não é preciso recomeçar as campanhas novamente, pois há a opção para transferir os personagens criados nas versões anteriores do game.

A compilação inclui todos os DLCs e centenas de horas de jogatina (Foto: Reprodução/Victor Teixeira) — Foto: TechTudo

Se você já jogou os dois títulos disponíveis no pacote, realmente é preciso pensar duas vezes em adquiri-lo, já que a grande novidade é visual. Em contrapartida, se você nunca teve a oportunidade de se aventurar pelas terras desoladas de Pandora, a coletânea é obrigatória e vale cada centavo gasto. Mesmo com a ausência do primeiro Borderlands, não há como duvidar da qualidade do material compilado.

Qual jogo você gostaria de ver remasterizado? Comente no Fórum do TechTudo!

9

Gráficos
9
Jogabilidade
10
Diversão
9
Som
8

Prós

  • Sistema de loot
  • Modalidades online
  • Jogabilidade viciante
  • Possui todos os DLCs
  • Multiplayer em tela dividida
  • Modificações positivas na parte gráfica

Contras

  • Quedas ocasionais de taxa de quadros
  • Pequenos problemas técnicos na parte visual

Mais do TechTudo