Jogos de ação

NOTA tt
6.5

Review Bound By Flame

Afie sua espada, prepare suas magias, guie o seu grupo e confira o review completo que o TechTudo trouxe de Bound By Flame.

Paulo Vasconcellos
por
em

Bound by Flame é o novo jogo da Spiders juntamente com a Focus Home Interactive e lançado para Windows, Playstation 4, Playstation 3 e Xbox 360. Confira a análise do TechTudo deste jogo onde as suas decisões refletirão não somente na aparência do personagem, mas em seu futuro também.

Bound by Flame: como jogar o novo RPG para PlayStation 4, PS3, X360 e PC

Bound By Flame é um dos lançamentos da semana (Foto: Divulgação) (Foto: Bound By Flame é um dos lançamentos da semana (Foto: Divulgação))Bound By Flame é um dos lançamentos da semana (Foto: Divulgação)



História

O enredo do jogo se passa em uma época medieval fantasiosa em que a terra é devastada pelos Sete Lordes e seus exércitos de Mortos-vivos. Neste mundo caótico e hostil, você encarnará um mercenário que foi possuído por um demônio manipulador de chamas após um acidente. Aparentemente, o demônio não está muito feliz em estar aprisionado dentro do herói, e a todo momento tenta dominar a humanidade de seu personagem, a fim de se libertar.

É aqui que a graça do jogo inicia-se. As suas escolhas irão influenciar diretamente não somente na história, mas também em seu próprio destino. O jogador deverá escolher se quer se render as atraentes e poderosas habilidades em controlar o fogo do demônio, ao mesmo tempo em que sua alma é consumida e sua aparência física corrompida, ou preferir não utilizar os poderes do monstro e lutar honradamente contra a vontade dele de consumi-lo.

Em Bound by Flame seu personagem é possuido por um demônio (Foto: Reprodução/MMORPG)Em Bound by Flame seu personagem é possuido por um demônio (Foto: Reprodução)

O jogo conta com o famoso sistema de Party, onde é possível convidar NPCs para se juntar a você em sua aventura e lhe ajudar nas difíceis e árduas batalhas. Outro atrativo também é a função “Orders”, em que você dará comandos aos seus aliados, como focar na cura de outros aliados – caso haja um mago no seu grupo -, atacar tudo o que veem, se defender contra monstros, ou atacar a distância.

Controles e linha de jogo

A jogabilidade de Bound by Flame é semelhante a outros jogos do gênero, como Dark Souls. O jogo promove dificuldade ao manejar a espada e se defender de ataques, mas ao mesmo tempo mostra o desenvolvimento do herói ao evoluir suas habilidades e stats. O personagem não conta com uma barra de Stamina, ou seja, você poderá correr e atacar incessantemente sem se preocupar em ficar sem energia.

Outro fator interessante é a possibilidade de você escolher qual perícia prefere evoluir. O jogador poderá seguir o caminho do Warrior e evoluir suas habilidades de espada de duas mãos e armadura pesada, mas, caso prefira, poderá empunhar as duas adagas de Ranger e atacar os inimigos com maior velocidade, precisão e capacidade de esquiva. Ele pode também evoluir suas habilidades de fogo, ignorando o demônio que está consumindo sua alma querendo fugir.

Combates são longos e massantes (Foto: Reprodução/Forum Burnr)Combates são longos e massantes (Foto: Reprodução)

Não se preocupe também se você precisar por várias vezes parar a partida para realizar alguns comandos. O jogo conta com algumas teclas de atalho que lhe permitem curar seu personagem, evocar magias ou restaurar mana, mas infelizmente ele possui inicialmente somente quatro slots, fazendo com que o jogador a todo momento precise estar trocando os itens.

A Movimentação do herói também não é das melhores. O peso de seus equipamentos parecem não influenciar corretamente em seu corpo, a corrida dele não é natural e suas animações de interações com o ambiente – ao coletar itens no chão, por exemplo – possui pouquíssimas variedades. Sem mencionar que o dano causado à inimigos é pífio em relação ao dano recebido por você até mesmo de pequenos lacaios.

Bugs e chefões bonitos

Os inimigos encontrados em Bound by Flames são incrivelmente bem produzidos, sobretudo os chefões que possuem traços únicos, vulnerabilidades a serem exploradas e padrão de ataque ao melhor estilo do já mencionado Dark Souls. A cada nova sala percorrida um perigoso inimigo poderá estar a sua espreita, fazendo com que você o analise antes de sair atacando com sua arma.

Chefões são bonitos e bem trabalhados (Foto: Divulgação)Chefões são bonitos e bem trabalhados (Foto: Divulgação)

Todavia, Bound by Flame não está livre de alguns bugs gráficos, como projeção de sombras em ângulos que não existem, NPCs ridiculamente estáticos, que não movem nem um fio de cabelo e terrenos com falhas que fazem personagens ficarem sem pés.

Ainda neste ponto, a parte gráfica de Bound by Flame não é das melhores. Aparentando ter dado toda a beleza do jogo aos chefões, o título possui deficiência de texturas em roupas, armas e elementos como água e fogo, somado a falta de física em objetos e em construção de terreno. O jogo conta com cenários grandes prontos para serem explorados, porém, eles são repetitivos e não são bem trabalhados, salientando a falta de modelagem de terrenos, deixando-os quadrados e sem qualidade.

Canções e dublagem

Já na tela inicial, Bound by Flame impressiona por sua música. Possuindo um belo e harmonioso arranjo, grande parte das músicas do jogo contam com interpretes femininos e masculinos que retratam perfeitamente a situação que está se passando, seja ela de perigo ou não. Os efeitos sonoros não são ruins e sua dublagem está bem trabalhada.

Infelizmente, parece que não tiveram o mesmo apreço quanto a sincronização das falas e movimentação dos personagens. Logo no início da aventura é possível ver o personagem Captain discutindo com seu herói em um tom totalmente descontextualizado com expressão facial apresentada.

Mesmo que muitos jogos utilizem captura de movimentos para melhor captar a musculatura da face, como inFamous: Second Son, a técnica não é uma regra, mas fez muita falta ao título da Spiders.

Há falta de sincronização entre as falas e expressões dos personagens (Foto: Reprodução/Game-Modo)Há falta de sincronização entre as falas e expressões dos personagens (Foto: Reprodução)

Os diálogos são outro show a parte. As conversas não somente de seu personagem, mas de NPCs também contém boas doses de bom humor e sarcasmo. Não obstante, as cutscenes e dialogos – mesmo que divertidas – são também muito massantes e cansativas, onde há trechos de até cinco minutos, o que impacta no gameplay e tira a atenção do jogador.

Diversão

Bound by Flame conta com as famosas Side Quests, aquelas missões paralelas à campanha principal que servem para lhe garantir algumas horas a mais de diversão.
Através do perigosos cenários você deverá guiar seu grupo, dando-lhe ordens para atacar, se defender ou curar uns aos outros. Aprenderá a criar seus próprios itens, coletar recurso e evoluir seu personagem em uma interessante curva de evolução, que lhe possibilita equilibrar todos as suas perícias (Warrior, Range ou Pyromancer) ou melhorar apenas uma delas e se tornar um mestre.

Jogo conta com sistema de criação de itens e coleta de materiais (Foto: Reprodução/Flickr)Jogo conta com sistema de criação de itens e coleta de materiais (Foto: Reprodução/Flickr)

O jogador também deverá se preocupar em criar itens coletando materiais pelos cenários e evoluir pontos de Exploração e Combate com seus pontos de experiência adquiridos. Falando em combates, algumas lutas são demoradas e repetitivas. Não é possível interagir com o cenário para criar melhores golpes ou ações.

Conclusão

Bound by Flame é um jogo que traz uma formula já encontrada em muitos RPGs. Jogos como Fable já apresentam a influência de suas escolhas na aparência e reputação do personagem, e a linha de evolução também já é vista em muitos títulos do gênero. Há alguns bugs gráficos que devem ser corrigidos e outros pontos que podem incomodar alguns jogadores, como seus diálogos longos e combates massantes. Todavia, para os jogadores que se sentem bem em experimentar um novo RPG sem se incomodar com clichês, Bound by Flame pode ser uma boa pedida.


Qual jogo você mais quer comprar este ano?
Comente no Fórum do TechTudo.

Nota TechTudo

NOTA tt
6.5
Gráficos
5
Jogabilidade
7
Diversão
6
Som
8

Prós

  • - Influência das decisões
  • - Chefões difíceis e bem trabalhados
  • - Curva de evolução
  • - Trilha sonora

Contras

  • - Bugs
  • - Sem muita novidade
  • - Diálogos longos
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares