Câmera

NOTA tt
9.5

Review Canon Rebel SL1

A Canon EOS Rebel SL1 (100D) é a menor DSLR de entrada disponível no mercado e tem uma excelente resolução de 18 Megapixel. Se a praticidade do tamanho é relevante para você, esta é uma ótima pedida.

Adriano Hamaguchi
por
em

A Canon EOS Rebel SL1 pode ser pequena no tamanho, mas bate de frente com as demais câmeras de entrada em termos de resolução e recursos. Esta redução do corpo da câmera foi possível graças ao desenvolvimento de novos componentes com dimensões reduzidas, mas sem perdas no tamanho do sensor nem de funcionalidades do sistema ótico.

A Canon EOS Rebel SL1 (100D) é a menor DSLR de entrada disponível no mercado (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)A Canon EOS Rebel SL1 (100D) é a menor DSLR de entrada disponível no mercado (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


O corpo da SL1 só não é menor que o das câmeras mirrorless, mas oferece uma pegada confortável, e fica mais fácil de acomodá-la em cases. O peso também é menor, e seus 370 g cansam menos que os 525 g de uma Canon EOS Rebel T5i, por exemplo.

review-canon-eos-rebel-sl1-tamanhosComparativo entre tamanhos da SL1, T4i e SD Mark III (Foto: Divulgação/Canon)

Com funcionalidades semelhantes às Canon T4i e T5i, alguns a chamam de “miniatura da T5i”, mas ela não ficam devendo em nada para suas “primas”.

Características

O corpo da SL1 é bastante confortável e o design bem atrativo. O corpo tem uma textura e possui uma parte emborrachada na parte direita na posição da “pegada”. A câmera é confortável até para quem possui mãos grandes.


O corpo da Canon EOS Rebel SL1 possui um belo design e segue o estilo das demais DSLR de entrada (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)O corpo da Canon EOS Rebel SL1 possui um belo design e segue o estilo das demais DSLR de entrada (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


A entrada para o cartão de memória e a bateria são protegidos pela mesma tampa, na parte inferior. Dependendo do tripé utilizado, será necessário remover a câmera para ter acesso a esta porta. A SL1 aceita cartões SD, SD HC e SD XC e é compatível com cartões com a tecnologia UHS-I (garantia de gravação de 10 MB por segundo) e com o sistema Eye-Fi (cartões com Wi-Fi embutido).

Dúvidas sobre cartão de memória? Confira nossa matéria sobre cartões de memória e sua evolução.

Na lateral estão as entradas para microfone externo, disparador, saída HDMI e saída de áudio de vídeo (que também é utilizada para conectar a câmera a computadores).

review-canon-eos-rebel-sl1-entradasPorta para bateria e cartão de memória fica no lado de baixo da câmera (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

O sensor da Canon SL1 permite fotografar com sensibilidade  de 100 a 12800 ISO (expansível até 25600) e filmar com até 6400 ISO (expansível até 12800). O processador DIGIC 5 garante imagens com um mínimo de ruído mesmo utilizando altas sensibilidades e também permite capturar até 4 imagens por segundo em alta resolução.

    Imagens obtidas com altas sensibilidades apresentam nível mínimo de ruído para uma DSLR de entrada (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)Imagens obtidas com altas sensibilidades apresentam nível mínimo de ruído para uma DSLR de entrada (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Os 18 megapixel da câmera gera imagens JPG com até 5.184 x 3.456 pixels, e com o modo “RAW + L” a câmera gera um arquivo JPG de 18 Megapixel (imagem compactada) e outro arquivo RAW (imagem sem compactação).

    Imagens visualizadas com 100% do tamanho original apresentam ótima qualidade (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)Imagens visualizadas com 100% do tamanho original apresentam ótima qualidade (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


A Canon SL1 grava vídeos Full HD 30p (com até 30 quadros por segundo progressivo e resolução de 1.920 x 1080 pixels) e vídeos HD 60p (com até 60 quadros por segundo progressivo e resolução 1.280 x 720 pixels).

Para garantir a boa velocidade de gravação dados, como é exigido na captura de vídeos Full HD, aconselhamos a utilização de um cartão de memória Classe 10.

Com a SL1 é possível fotografar mesmo durante a gravação de um vídeo. Pode ocorrer queda do número de frames do vídeo ao fotografar simultaneamente e o barulho do clique provavelmente estará presente no seu vídeo. Mas de qualquer maneira é um recurso para quem não deseja interromper a gravação.

review-canon-eos-rebel-sl1-videoA combinação dos botões no corpo da câmera com a navegação no monitor touch tornam sua configuração bem ágil (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

A Canon SL1 conta com o modo “Bulb”, para fotografia de longa exposição. Neste modo, a câmera irá captar a imagem até você liberar o botão disparador da câmera ou do controle remoto.

Imagens de longa exposição podem ser capturadas com velocidades predefinidas ou com o modo "Bulb" (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)Imagens de longa exposição podem ser capturadas com velocidades predefinidas ou com o modo "Bulb" (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Por outro lado, o clique mais rápido da Canon SL1 é de 1/4000 de segundo, e com boa iluminação é possível “congelar” objetos velozes.

As imagens capturadas pela SL1 em altas velocidade e até ISO 1600 apresentam excelente qualidade (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo) (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)As imagens capturadas pela SL1 em altas velocidade e até ISO 1600 apresentam excelente qualidade (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Caso utilize ISO acima de 1600, pode ocorrer ruído mínimo. E a partir de 6400 o ruído se torna mais evidente na imagem.

review-canon-eos-rebel-sl1-velocidade-maxima-4000Em alta velocidade, aumente a sensibilidade ISO e a abertura para que a imagem não fique escura (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Em relação aos disparos contínuos, é possível obter até 4 imagens por segundo em alta resolução, num total de 28 imagens com a performance de 4 fps (quadros por segundo), depois disso o número de imagens por segundo diminui.

review-canon-eos-rebel-sl1-disparo-continuoÉ possível obter até 4 imagens por segundo, no formato JPG de alta resolução (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Sistema de Foco

A Canon SL1 conta com o novo sistema de foco automático “Hybrid CMOS AF System II”, que atua em conjuntos com a lentes “IS STM” e trazem uma série de recursos interessantes.


Mesmo em condições adversas, observamos que a câmera é ágil para encontrar o foco exato de um objeto. O sistema de “Tracking Focus”, que permite rastrear determinados objetos, também funciona bem. Basta selecionar o objeto com um simples toque no monitor “touch”.

review-canon-eos-rebel-sl1-foco-rastreamentoMonitor touch auxilia a configuração ágil da câmera para captar momentos únicos (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Isto torna a focagem mais rápida e prática, e caso haja algum movimento da câmera ou  do objeto, o sistema irá manter o objeto selecionado em foco independente da posição ou da distância, silenciosamente.

O sistema STM (Stepping Motor) das lentes Canon, reduzem drasticamente os ruídos sonoros emitidos pelo motor do foco automático. Ou seja, seus vídeos não acompanharão os sons “das engrenagens”, que é bem perceptível em câmeras e lentes que não possuem tecnologia semelhante.

O sistema de foco contínuo que atua durante a filmagem, além de silencioso, é mais rápido que das demais câmeras DSLR de entrada.

Monitor

O monitor “touch” sensível ao toque permite ajustar rapidamente a câmera. Este é um recurso muito útil para selecionar o ponto para o foco automático, tanto para fotografia quanto filmagem.


Para quem ainda não está acostumado a monitores touch, é possível ajustar a configuração de cada clique com os tradicionais botões e “joystick” do corpo da câmera, mas garantimos que você vai se adaptar facilmente aos controles touch.

review-canon-eos-rebel-sl1-touch-botoesConfigurar a câmera através monitor "touch" é prático, e os botões foram bem posicionados no corpo da câmera (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

A visualização da imagem é bem mais prática com o recurso touch também. Para aumentar ou diminuir a ampliação da imagem, basta “pinçar” a tela com os dois dedos. Para navegar pela imagem, basta arrastar o dedo.

review-canon-eos-rebel-sl1-navegacao-imagemTela sensível ao toque facilita navegação nas imagens (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Uma limitação do monitor, é que ele não é articulado. Para filmagens e ângulos em que o fotógrafo precisar conferir o que está sendo capturado pelas lentes se torna uma tarefa mais difícil, para quem faz questão desta facilidade.

E para quem usa o “Live View” intensamente (visualização da imagem que será fotografada no visor da câmera), vale lembrar que o número médio de fotografias possível de registrar com uma carga é de 150 fotos. Quem dispensa este recurso e usa o “Viewfinder”, conseguirá captar até 480 fotografias por ciclo.

Conectividade

A câmera possui saída para vídeo e HDMI (MINI). Com estes recursos, é possível monitorar a imagem obtida em monitores e TVs. Conectando a câmera a um PC ou Mac através da porta USB, você pode controlar as configurações da câmera pelo computador  com o aplicativo “Canon EOS Utility” que acompanha a câmera.


É possível controlar a configuração da câmera quando conectada a um computador (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)É possível controlar a configuração da câmera quando conectada a um computador (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Além de ver em tamanho grande uma prévia do clique, também é possível salvar a imagem direto no computador e poupar espaço do cartão de memória.

Ela é compatível com os cartões de memória com o sistema Eye-Fi, para transferência sem fio das imagens para dispositivos, ou você pode utilizar a tradicional transferência de arquivos por meio da conexão USB. O disparador remoto compatível com a SL1 é o “RC-6″.

Recursos extras

A SL1 oferece uma série de efeitos criativos obtidos por processamento interno da imagem. Apesar de serem efeitos facilmente obtidos através de programas de edição de imagem, os “Filtros Criativos”facilitam a vida de quem gosta deste recurso.


review-canon-eos-rebel-sl1-filtros-criativosEfeitos são aplicados diretamente pela câmera com os Filtros Criativos (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

O filtro “Efeito Miniatura” para fotografias, permite selecionar uma faixa vertical ou horizontal que ficará bem focada, e irá desfocar as demais regiões. O efeito funciona bem e dá a impressão que foi utilizado uma lente com grande abertura, mesmo utilizando uma 18-55mm.

review-canon-eos-rebel-sl1-detalheO efeito minitura ("tilt shift") pode ser aplicado em fotografias numa faixa horizontal ou vertical (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Há seis modos de cena para ajudar o usuário com as configurações da câmera: crianças (semelhante ao modo “esporte”), comida (cores mais saturadas), luz de vela, retrato noturno, cena noturna e contraste contraluz HDR.

review-canon-eos-rebel-sl1-modo-cena-hdrO modo HDR está disponível através do modo "Scene" (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Acionando estes modos, você apenas aponta e fotografa. A própria câmera “esconde” os os ajustes da câmera para tornar o uso da câmera mais prático.

review-canon-eos-rebel-sl1-cena-comidaO modo de Cenas ajudam iniciantes a descobrirem as configurações ideias para cada situação (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Os efeitos disponíveis para vídeo são o “Efeito Miniatura” e o “Vídeo Instantâneo. Assim como na fotografia com este efeito, a câmera desfoca digitalmente determinadas áreas e acelera o vídeo em 5, 10 ou 20 vezes.

Quer dicas para comprar câmera digital semi-profissional?Veja no Fórum do TechTudo. 

review-canon-eos-rebel-sl1-video-miniaturaQuadro de vídeo capturado com o "Efeito Miniatura" (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)

Com o “Vídeo Instantâneo” ativado, o usuário grava vídeos curtos de 4 segundos, e eles são combinados em um vídeo só.

Custo-benefício

Modelo é vendida com lente  (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)Modelo é vendida com lente (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)



A Canon SL1 é uma DSLR de entrada, e seu peso e dimensões reduzidas podem ser considerados um critério de desempate. A resolução é muito satisfatória para entusiastas e fotógrafos amadores, e os recursos extras podem influenciar na escolha por este modelo.

A lente do kit, a EF-S 18-55mm 1:3.5-5.6 IS STM é uma boa opção para quem está adquirindo sua primeira DSLR Canon. O sistema IS (de estabilização) e o STM (redução de ruídos emitidos pelo motor do foco automático) fazem um bom trabalho e justificam a aquisição do kit. Para quem ainda não tem uma lente STM (foco automático silencioso), vale a pena.

O valor médio é de R$ 3.000, com base nos preços encontrados no buscador Zoom, e é uma das melhores opções para quem também precisa de um equipamento para captar vídeos de qualidade.

Se você não quer abrir mão de uma Canon, faz questão de um monitor articulado e não se importa com as dimensões das usuais DSLRs, opte pela T5i. As especificações da T5i são um pouco superiores às da SL1, e oferece recursos como microfone embutido estéreo e timelapse (precisa estar conectada a um computador).

A Canon EOS Rebel SL1 conta com monitor de 3 polegadas touch (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)A Canon EOS Rebel SL1 conta com monitor de 3 polegadas touch (Foto: Adriano Hamaguchi/TechTudo)


Caso deseje economizar ao máximo, abrindo mão de alguns recursos e funcionalidades, opte pela T3i. Ela é a DSLR de entrada mais popular, e a qualidade das imagens também é satisfatória.

Tabela configurações Canon EOS Rebel SL1 (Foto: TechTudo/Arte)Tabela configurações Canon EOS Rebel SL1 (Foto: TechTudo/Arte)


Nota TechTudo

NOTA tt
9.5
Qualidade da Imagem
10
Peso/Tamanho
10
Funcionalidades
9
Custo-benefício
9

Prós

  • - Tamanho e peso reduzidos
  • - Boa qualidade de imagens e vídeos
  • - Foco contínuo para vídeo
  • - Foco automático silencioso
  • - Monitor touch

Contras

  • - Não possui visor articulado
  • - Liveview consome muita bateria
  • - Microfone embutido mono
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Senhor Sincero
    2014-03-25T17:57:12

    É!

  • Ronaldo Ribeiro
    2014-03-25T16:27:04

    alguém saberia dizer que cartão é esse Eye - fi. Pelo jeito só funciona a transferência de fotos com esse cartão específico.

  • Leonardo Fournier
    2014-03-25T11:23:58

    Ótimo review da câmera, já tive uma Canon T2i e agora tenho uma Nikon D3100, em termos de imagem ainda prefiro as Canon e essa câmera em específico com tamanho reduzido deve ser muito confortável de tirar fotos, só senti falta de teste com uma lente teleobjetiva, 55-200mm por exemplo

  • Gabriel Silva
    2014-03-25T10:56:27

    imagine o preço de não fosse de entrada....

  • Rodrigo Tiago
    2014-03-25T10:28:04

    tamanho não é documento e sim o que você faz