Jogos de estratégia

NOTA tt
8.0

Review Company of Heroes 2

Com um novo modo de jogo e um multiplayer melhorado, Company of Heroes 2 é uma boa novidade para o gênero de estratégia.

Caio Malhano
por
em

Company of Heroes 2 é a continuação do ótimo clássico jogo de estratégia, Company of Heroes. Sete anos depois de seu antecessor, o novo título mantém grande parte da jogabilidade consagrada do primeiro game, acrescenta um novo modo de jogo e muda o foco para o Exército Vermelho, recriando a batalha da União Soviética contra o exército germânico.

Company of Heroes 2 (Foto: Divulgação)Company of Heroes 2 (Foto: Divulgação)

A guerra por outro ângulo

Em Company of Heroes 2 o jogador assume o controle do Exército Vermelho, da União Soviética, com a tarefa de combater os alemães em meio à neve e o frio. Porém, o título tropeça na hora de dar vida à campanha. As cenas em computação gráfica não agradam no visual, bastante datado se comparado a jogos atuais, e diálogos monótonos e com tons exagerados tornam difícil a tarefa de assistir às animações por completo.

Jogabilidade simples e dificuldade desafiadora

Com um início bastante lento, o jogador recebe pequenas e simples missões para se familiarizar com os comandos do jogo. Na verdade, controlar suas unidades não é uma tarefa complexa. Com apenas dois cliques o jogador seleciona seus soldados e os posiciona onde quiser no terreno. Uma vez instalados na nova localidade eles iniciam automaticamente a atacar os inimigos mais próximos.

A dificuldade surge então na estratégia exigida do jogador. Avançar com suas tropas desavisadamente e partir para o confronto direto quase certamente levará a uma aniquilação de suas unidades. A necessidade de planejar cada passo e, principalmente, visualizar os objetivos de forma mais ampla são pontos essenciais para o sucesso no jogo. Muitas vezes é preciso sacrificar alguns soldados para conquistar um ponto estratégico no mapa e de lá reorganizar seus combatentes para avançar para seu objetivo.

Tanque de guerra de Company of Heroes 2 (Foto: Joystick)Tanque de guerra de Company of Heroes 2 (Foto: Joystick)

O controle de veículos de guerra também é outro ponto a ser destacado. Os tanques de guerra, por exemplo, estão muito bem representados no jogo. Com boas animações e papéis de peso nas batalhas, eles são essenciais para eliminar grupos inteiros de nazistas e destruir muros e barricadas.

Um multiplayer ainda melhor

Company of Heroes 2 soube aproveitar muito bem a herança de qualidade deixada pelo primeiro título da franquia em relação ao modo multiplayer. Nota-se logo que os combates entre jogadores apresentam uma dificuldade estratégica bem maior que a da campanha single player, que acaba funcionando como um longo e detalhado tutorial. Para sobreviver no modo multiplayer é preciso ter atenção redobrada aos mínimos detalhes. Saber que pontos devem valer o esforço e serem conquistados, em que ordem e com quantas unidades é algo que só se aprende errando e observando.

O modo multiplayer está ainda melhor em Company of Heroes 2 (Foto: Geeky Gadgets)O modo multiplayer está ainda melhor em Company of Heroes 2 (Foto: Geeky Gadgets)

O Teatro da Guerra

O Teatro da Guerra (Theater of War), terceiro e novo modo de Company of Heroes 2, é o ponto alto do novo título da franquia. É possível jogar sozinho ou com amigos em modo cooperativo, realizando diferentes missões em vários mapas disponíveis. Porém, diferente da campanha single player, no Teatro de Guerra os objetivos são contextualizados na história, mas sem as mesmas longas e chatas cenas de computação gráfica.

Outro ponto positivo é a possibilidade de finalmente poder usar todo o poderio pesado do exército soviético, sem as limitações impostas pela evolução gradual da campanha. Desta forma é possível bolar estratégias mais completas e ousadas para enfrentar os desafios apresentados, como ter que defender um território de ondas de soldados inimigos, por exemplo.

O modo Teatro de Guerra é o ponto alto de Company of Heroes 2 (Foto: attackofthefanboy)O modo Teatro de Guerra é o ponto alto de Company of Heroes 2 (Foto: attackofthefanboy)

Uma guerra com som de guerra

Os efeitos sonoros de Comany of Heroes 2 merece elogios. As explosões, tiros e o som das máquinas de guerra se mostram presentes e dão o tom de ferocidade tão bem-vindo em jogos de guerra. A barulheira ajuda, e muito, na imersão do jogador na experiência do game.

Conclusão

Company of Heroes 2 não é um divisor de águas como foi o primeiro título da série, mas mantém os elementos que deram certo e introduz algumas novidades interessantes, como o modo Teatro da Guerra. A campanha single player é prejudicada pelo desenrolar sem ritmo e sem graça da história apresentada, e limita os recursos do jogador em prol de uma didática prolongada. Porém, estes defeitos não tiram o mérito do jogo, que coloca a franquia de novo sob os holofotes dos grandes games do gênero de estratégia de guerra.

Qual é o melhor jogo de estratégia?

Quer mais uma super opção de game de estratégia? Baixe o popular Age of Empires 3!

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
7
Jogabilidade
10
Diversão
8
Som
9

Prós

  • - Jogabilidade simples
  • - Modo multiplayer melhorado
  • - Novo modo Teatro da Guerra
  • - Trilha sonora

Contras

  • - História fraca
  • - Campanha limitada
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares