Por Felipe Vinha; Por TechTudo


Aquela que é considerada a franquia precursora dos jogos fps, recebe uma coletânea com todos os títulos e expansões. Doom BFG Edition leva ao Xbox 360, PlayStation 3 e PCS, uma boa dose de nostalgia para os gamers mais antigos, e uma amostra de como eram os games de ação em primeira pessoa, em um passado não muito distante.

Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação) (Foto: Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Doom: o precursor dos fps

Mesmo que Wolfstein 3D seja considerado o “pai” dos jogos fps, foi Doom que popularizou o gênero nos antigos PCs. O título era quase uma unanimidade entre os jogadores da plataforma, que logo em seguida acabou popularizando o gênero e servindo de molde para outros clássicos, como Hexen, Heretic e Duke Nukem 3D.

Doom volta da forma mais primitiva possível. Nada de mirar para cima e para baixo, basta ficar de frente com seu adversário para que os disparos sejam certeiros. A movimentação também é bem arcaica, passando uma sensação de que o personagem está deslizando ao invés de andar ou correr.

O game também conta com um multiplayer que, durante os testes, mostrou pouquíssimos jogadores online. Mas nos momentos em que encontramos partidas, ele não apresentou qualquer problema de lags e mostrou ser uma sessão de pura nostalgia.

Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação) (Foto: Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Doom 2: uma sequencia pouco evoluída

O segundo título da franquia apresenta melhorias nos gráficos – para a época – e uma maior variedade de inimigos. Os labirintos também mostram-se mais detalhados, mais ainda são um aglomerado de polígonos que lembram muito o jogo Minecraft.

Doom 2 também conta com um multiplayer, entretanto mais povoado que o título anterior. Nos modos é possível disputar tradicionais "mata-mata" sozinho ou em equipes, além de partidas no mesmo videogame em tela dividida.

Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação) (Foto: Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Doom 3 traz novos capítulos e mudanças na jogabilidade

Se não bastasse a revolução dos primeiros título, a Id Software queria mais e chocou o mundo com seu novo jogo: Doom 3. Na época, poucos títulos conseguiam ter o mesmo impacto visual, principalmente em relação ao sistema de sombra e luz que, até hoje, é considerado um exemplo para muitos games.

E agora, em sua “nova” versão, esse visual continua encantando, mas é impossível compará-los a grandes franquias como Call of Duty e Battlefield. A começar pelos gráficos que, mesmo ainda utilizando muito bem os efeitos de sombra e luz, decepcionam ao apresentar personagens bem poligonais e criaturas sem muitos retoques.

Já a jogabilidade mantém a mesma mecânica, mas com novidades. Agora é possível utilizar armas e a sua lanterna ao mesmo tempo, algo que não acontecia na versão original. E vale ressaltar que nos consoles e PCs – com a configuração recomendada – o game roda a 60 quadros por segundo sem qualquer problema de lags.

Falando em novidades, BFG Edition traz sete novas fases para a campanha principal de Doom 3. Somando a expansão Resurrection of Evil, calcula-se cerca de 20 horas de muita diversão e dificuldade extrema - uma outra particularidade da franquia que se mantém firme e forte. Fora o modo multiplayer repleto de fãs nostálgicos a espera de combate.

Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação) (Foto: Doom 3 BFG Edition (Foto: Divulgação)) — Foto: TechTudo

Conclusão

Doom 3 BFG Edition é uma coletânea que merece a atenção dos amantes do gênero fps. Trazendo todos os games da franquia e sua expansões, o jogador se depara com horas de diversão com títulos que marcaram as gerações em que foram lançados. Pena que, para gamers mais exigentes, a jogabilidade ultrapassada e a dificuldade elevada não são vistas como um item nostálgico, e sim como um empecilho.

7

Gráficos
7
Jogabilidade
6
Diversão
8
Som
6

Prós

  • - Todos os games da franquia
  • - Qualidade visual de Doom 3
  • - Jogabilidade nostálgica de Doom
  • - Multiplayer em todos os jogos

Contras

  • - Jogabilidade ultrapassada
  • - Dificuldade elevadíssima

Mais do TechTudo