Jogos de aventura

NOTA tt
8.0

Review DuckTales: Remastered

Percorra o mundo caçando tesouros – e aventuras! – com Tio Patinhos e a turma de DuckTales

Emanuel Schimidt
por
em

DuckTales: Remastered é a reedição do jogo DuckTales, lançado para o NES em 1989. Com gráficos totalmente renovados e poucas mudanças na jogabilidade, o game busca alcançar  mesmo sucesso da versão original. Confira:

DuckTales Remastered (Foto: Divulgação) (Foto: DuckTales Remastered (Foto: Divulgação))DuckTales Remastered (Foto: Divulgação)

O game que se tornou um clássico

A série televisiva do DuckTales já estava no ar haviam dois anos, sendo inevitável o lançamento de um jogo narrando as aventuras de Tio Patinhas pelo mundo. Mas o game, que poderia ser apenas mais um caça-níquel se aproveitando de personagens carismáticos, foi um jogo excelente e que sempre aparece nas listas de melhores games do NES - além de ter sido o game mais vendido da produtora Capcom no console.

DuckTales original possuía bons gráficos para a época, bastante coloridos e com boas animações. Além disso, o título contava com fases bem construídas. Eram apenas cinco diferentes cenários que, apesar de enormes, resultava em um jogo bem menor que outros sucessos do console como Super Mario Bros 3, Metroid e Castlevania.

E se não bastasse, terminar o jogo não era uma tarefa simples. Isso porque mesmo no modo de jogo mais fácil, era preciso terminar por todas as fases – e o último chefão – sem Game Over. Ou seja, caso suas vidas se esgotassem, era obrigatório recomeçar tudo novamente.

DuckTales: Remastered conta com gráficos em alta-definição (Foto: Divulgação)DuckTales: Remastered conta com gráficos em alta-definição (Foto: Divulgação)

Nova roupagem, velha mecânica

O que chama a atenção logo de cara em DuckTales: Remastered é seu visual, bastante similar aos quadrinhos e à série animada. O jogo foi feito em alta-definição, o que ajuda a transmitir o carisma dos personagens. Os cenários de fundo são bem-feitos, porém, poderiam ter mais detalhes como outros jogos de plataformas mais recentes.

A fórmula é a mesma do DuckTales original, mas com algumas diferenças que fazem bastante diferença na experiência do jogador. A versão Remastered ganhou uma história para explicar a caça pelos tesouros e ligar os fatos que acontecem no jogo. Essa é uma das melhores novidades dessa versão, já que abriu espaço para que muitos personagens secundários, como o Professor Pardar, Capitão Boeing e o Patralhão/Robopato, tivessem uma maior participação.

O jogo está inteiramente dublado em inglês (com legendas em português brasileiro), e conta com as vozes originais dos personagens – inclusive o dublador do Tio Patinhas, que hoje tem 93 anos de idade! Claro que pra nós, brasileiros, não é tão interessante, já que por aqui o game era exibido com dublagens em português.

Ducktales: Remastered te leva a se aventurar no Himalaia (Foto: Divulgação)Ducktales: Remastered te leva a se aventurar no Himalaia (Foto: Divulgação)

Novos e velhos cenários

Ducktales: Remastered conta com as cinco fases originais: Amazônia, Transilvânia, Minas Africanas, Himalaia e a Lua. Além disso, também possui uma fase introdutória, para explicar os comandos e dar o início à história. Há também uma nova fase no final, que levará ao último chefão do jogo – e uma divertida batalha aérea por sobre a Cordilheira do Himalaia contra o Pão Duro Mac Mônei, que também aparece muito mais na nova versão.

O jogo continua simples de jogar, necessitando apenas o uso de dois botões – além, claro, dos direcionais. Para golpear seus oponentes, vocë precisa utilizar o Pogo – o “super” golpe do Tio Patinhas, que transforma a bengala em uma espécie de pula-pula de molas. Na versão original você tinha que pular e, no ar, apertar para baixo e então o botão de ação. Agora, basta saltar e apertar o botão de ação.

O ponto negativo dos comandos é que as vezes eles falham. Você vai se frustrar muitas vezes quando apertar o botão de ação e o Pogo não for acionado, perdendo energia e até vidas.

Ducktales: Remastered conta com todos os inimigos do game original (Foto: Divulgação)Ducktales: Remastered conta com todos os inimigos do game original (Foto: Divulgação)

Mais fácil que o original

O game continua difícil de ser finalizado, mas facilita a vida dos jogadores se comparado à versão original. Agora o jogador ganha um coração de energia a cada fase, equanto no original eram apenas duas adições durante todo o jogo. Os chefões são mais difíceis e resistentes, mas, depois de descobrir o padrão dos ataques deles, sua vida se tornará mais fácil.

Entretanto, uma das facilitações em relação ao jogo original é a não-obrigatoriedade de recomeçar todo o jogo quando suas vidas terminarem. Apesar disso, você ainda vai ficar – muito! – bravo em ter que recomeçar fases depois de morrer diversas vezes.

Ducktales: Remastered e a fase da Lua, que tem participação do Robopato (Foto: Divulgação)Ducktales: Remastered e a fase da Lua, que tem participação do Robopato (Foto: Divulgação)

 

Desafios modernos

As fases do jogo são praticamente idênticas às da versão original. No entanto, algumas mudanças foram feitas. A maior mudança nas fases está no fato de precisar caçar itens antes de seguir em frente. Na versão original você podia seguir um caminho até o fim e nem passar por alguns trechos das fases. Você é praticamente obrigado a passear pela fase inteira e coletar todos os itens antes de enfrentar o chefão. Essa parece ter sido uma inclusão para aumentar o tamanho do jogo e torná-lo mais moderno – inclusive ao facilitar a vida do jogador, já que o mapa mostra a localização exata dos objetos.

Pena que DuckTales: Remastered é um jogo relativamente curto. Após concluí-lo, a maior motivação para jogá-lo novamente será juntar grana para comprar os itens extras, que variam de imagens conceituais, esboços, músicas e imagens do desenho animado. O game também conta com troféus/achievements e, no Steam, com coletar cards colecionáveis.

Conclusão

DuckTales: Remastered cumpre o seu objetivo: apresentar um clássico de quase 25 anos às novas gerações. Para os antigos jogadores adeptos ao game original, as fases continuam intactas, com a vantagem de um visual que deixa tudo com cara de novo. Tirando o fato do game ser curto e contar com problemas na jogabilidade, a nova versão conta com muitos motivos para que seja jogada diversas vezes.


Opine no fórum: DuckTales Remastered é tão com quanto a primeira versão?

Nota TechTudo

NOTA tt
8.0
Gráficos
7
Jogabilidade
8
Diversão
7
Som
9

Prós

  • - Gráficos em alta definição
  • - Sons e arte conceitual nos extras
  • - Fiel ao game original
  • - Participação de outros personagens

Contras

  • - Curta duração
  • - Comandos que não respondem
Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

recentes

populares

  • Leandro Almeida
    2013-08-20T08:28:10

    Estou gostando muito dessa nova "velha" onda de trazer para as tecnologias de hoje games clássicos da época de ouro dos games. Torcendo para mais pra frente termos um BATTLELOADS, NINJA GAIDEN (versão do Ninteninho, claro), FLINTSTONES e por ai vai rsrsrsrs.